Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Literatura

Revista Klaxon

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 29.04.2020
Reprodução Fotográfica Horst Merkel

Klaxon. Mensário de Arte Moderna nº4, 1922
Guilherme de Almeida
Brasiliana Itaú/Acervo Banco Itaú

A revista Klaxon: mensário de arte moderna é o primeiro veículo dedicado à propagação das idéias lançadas pelos modernistas paulistas durante a Semana de Arte Moderna em 1922. Sem a tradicional hierarquia dos jornais e revistas da época, a Klaxon tem sua pauta definida em reuniões com seus idealizadores, funcionando como um órgão coletivo. Assim...

Texto

Abrir módulo

Histórico
A revista Klaxon: mensário de arte moderna é o primeiro veículo dedicado à propagação das idéias lançadas pelos modernistas paulistas durante a Semana de Arte Moderna em 1922. Sem a tradicional hierarquia dos jornais e revistas da época, a Klaxon tem sua pauta definida em reuniões com seus idealizadores, funcionando como um órgão coletivo. Assim, Guilherme de Almeida (1890 - 1969), Sérgio Milliet (1898 - 1966), Oswald de Andrade (1890 - 1954), Mário de Andrade (1893 - 1945)Luis Aranha (1901-1987) e Rubens Borba de Moraes (1899 - 1986) participam das diversas etapas de produção da publicação, desde a redação dos textos até a concepção do avançado projeto gráfico, coerente com o contestador projeto editorial, o que lhe custa seu único assinante após o primeiro número e os dois patrocinadores após a segunda publicação. 

A primeira de suas nove edições surge em 15 de maio de 1922, aberta por um editorial-manifesto, que define as tendências da revista, marcada pela contradição da necessidade de se abrir para as idéias estrangeiras, porém sem perder de vista o nacional. Os dois últimos números aparecem em uma edição dupla, em janeiro de 1923. A revista publica poemas de escritores brasileiros como Manuel Bandeira (1886 - 1968), artigos do correspondente no Rio de Janeiro, o então jovem poeta e crítico literário Sérgio Buarque de Holanda (1902 - 1982), além de definir-se como internacionalista, contando com os correspondentes Albert Ciana, na Suíça, L. Charles Baudouin (1893 - 1963), na França e Roger Avermaete (1893 - 1988), na Bélgica.

Klaxon é pioneira na publicação de crítica cinematográfica no país, em artigos assinados por Mário de Andrade comentando filmes como O Garoto de Charles Chaplin, por exemplo. Além disso, publica artigos sobre cultura, crítica literária, poemas, piadas, anúncios satíricos e gravuras. Além de ter logo na primeira hora acalorado o debate sobre as idéias da Semana de Arte Moderna, a revista ainda é a primeira de muitas publicações importantes que surgem ao longo da década de 1920 em diversos pontos do país como Estética, A Revista, Terra Roxa e Outras Terras, Festa, Verde e Revista de Antropofagia. Ela acaba quando deixa de divertir seus editores.

Obras 4

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 3

Abrir módulo
  • BARRO, Máximo. Mamãe, esqueceram de mim. Revista da FACOM. São Paulo, no. 10, p. 25, 2º. Semestre de 2002.
  • LARA, Cecília. Klaxon e Terra Roxa e outras terras: dois periódicos do Modernismo. São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros, 1972.
  • TELES, Gilberto Mendonça. Vanguarda européia e modernismo brasileiro. 18.ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: