Artigo da seção termos e conceitos Madeira de topo

Madeira de topo

Artigo da seção termos e conceitos
Artes visuais  

Definição

É o disco de madeira utilizado na xilogravura, cujo processo de corte se dá no sentido transversal, ou seja, contrário aos veios da árvore (horizontalmente em relação ao tronco da árvore). Dessa forma, a madeira obtida pelo artista é mais dura e compacta, odendo ser trabalhada com os mesmos instrumentos usados na gravura em metal. Com a criação da fotogravação, em 1870, e sua posterior aplicação no mercado editorial, a xilografia de topo perdeu quase todo seu espaço, sobrevivendo graças à atividade de algumas tipografias particulares, destinadas a produzir livros de alto padrão, em pequenas tiragens. O movimento de editoras particulares teve início com a fundação da Kelmscott Press, em 1888, pelo escritor e artesão inglês William Morris (1834-1896), e colaborou com a sobrevivência desse tipo de xilografia.

Fontes de pesquisa (2)

  • COSTELLA, Antonio F. Introdução a gravura e história da xilogravura. Campos do Jordão: Mantiqueira, 1984.
  • MARTINS, Itajahy. Gravura: arte e técnica. Prefácio Pietro Maria Bardi. São Paulo: Fundação Nestlé de Cultura, 1987.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MADEIRA de topo. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo3802/madeira-de-topo>. Acesso em: 08 de Mai. 2021. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7