Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Renata Tassinari

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
1958 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título, 1985
Renata Tassinari
Acrílica sobre tela
200,00 cm x 120,00 cm

Renata Tassinari Binnie (São Paulo SP 1958). Pintora. Estuda na Escola Brasil:, em 1974, e tem aulas com os artistas Carlos Fajardo (1941), Dudi Maia Rosa (1946), Frederico Nasser (1945), José Resende (1945) e Luiz Paulo Baravelli (1942). Entre 1977 e 1980 cursa artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado - Faap, onde estuda com Donato ...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Renata Tassinari Binnie (São Paulo SP 1958). Pintora. Estuda na Escola Brasil:, em 1974, e tem aulas com os artistas Carlos Fajardo (1941), Dudi Maia Rosa (1946), Frederico Nasser (1945), José Resende (1945) e Luiz Paulo Baravelli (1942). Entre 1977 e 1980 cursa artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado - Faap, onde estuda com Donato Chiarella. No mesmo período é aluna de pintura e desenho no ateliê de Carlos Fajardo. Em 1979 estuda aquarela com o artista Dudi Maia Rosa. Nos anos 1980, paralelamente ao seu trabalho plástico, realiza estampas com motivos indígenas para a empresa Arte Nativa Aplicada. Participa das exposições Pintura e Tal e Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, ambas realizadas no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP, em 1985.

Comentário Crítico
Renata Tassinari traz da pintura figurativa que realiza em meados dos anos 1980 a experiência com os contrastes de cor.1 No final dessa década sua pintura passa a ser estruturada por áreas geométricas de cores com ênfase nos contrastes: laranjas e azuis; laranjas, azuis e verdes; vermelhos, laranjas e azuis. Algumas cores ocupam áreas maiores que as outras e criam relações sob a forma de faixas, retângulos e quadrados. A artista atenta para a materialidade da pintura. Suas pinceladas são espessas, com textura propiciada pela encáustica quente.

No início dos anos 1990 Tassinari explora contrastes de tonalidades de uma mesma cor viva e o cinza, e revela as materialidades criadas pela tinta a óleo, pela cera e pelo esmalte sintético sobre papel colado em uma superfície de madeira. Entre 1995 e 1998 as cores de sua pintura tornam-se menos vivas na medida em que emprega a cera como elemento aglutinador da tinta, criando "uma fina membrana entre aquilo que seria a cor original e a que realmente vemos".2

A partir de 2001 as questões relativas ao contraste, à delimitação das áreas e da materialidade entram em processo de amadurecimento e resultam nas pinturas de 2005 e 2006 sobre superfície de material acrílico transparente. Uma parte dessa superfície é coberta por uma cor forte, em pinceladas verticais, e a outra deixa entrever o papel branco sob a placa de acrílico. O contraste entre as cores se dá na montagem da obra, aos pares, por combinações: cor; branco com cor; branco ou cor; cor com branco; branco. Um quadrado de madeira pode integrar a combinação e ressaltar os contrastes e texturas.

Notas

1 "É através do contorno que crio vazios ou volumes, séries e padrões ou ainda uma massa de gestos e tons", afirma Renata Tassinari nessa época. Ver catálogo da exposição Pintura e Tal, realizada no MAM/SP, em 1985. O depoimento de Tassinari é ilustrado pela obra Sem Título, 1985, acrílica sobre tela, 120 x 200 cm, que apresenta a figura de uma pêra em evidência. Nessa obra a artista utiliza as cores laranja, vermelho e azul sobre um fundo preto.

2 NAVES, Rodrigo. À imagem e dessemelhança. In: TASSINARI, Renata. Renata Tassinari. São Paulo: Galeria Millan, 1995. p. 7-11.

Obras 17

Abrir módulo
Reprodução fotográfica Nelson Kon

[Sem Título]

Óleo e cera sobre tela
Reprodução fotográfica Eduardo Ortega

[Sem Título]

Óleo, cera e pigmento sobre tela
Reprodução fotográfica Eduardo Ortega

[Sem Título]

Óleo, cera e pigmento sobre tela

Exposições 31

Abrir módulo

Feiras de arte 2

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo
  • AFONSO Tostes, Leopoldo Ponce, Arnaldo Antunes, José Spaniol, Renata Tassinari. Texto Juliana Monachesi, Afonso Luz, Fernando Oliva, Guy Amado, José Bento Ferreira. São Paulo: Centro Universitário Maria Antônia, 2003. [12] p., il. p&b. color.
  • CÉLIA Euvaldo, Fábio Miguez, Laura Vinci, Renata Tassinari. Ribeirão Preto: MARP, 1999.
  • PINTURA e tal. São Paulo: MAM, 1985. [24 p.], il. color., p.b.
  • TASSINARI, Renata. Renata Tassinari. São Paulo: Galeria André Millan, 1993. , il. color.
  • TASSINARI, Renata. Renata Tassinari. Texto Lorenzo Mammì. São Paulo: Galeria Millan, 1989. [16] p., il. color.
  • TASSINARI, Renata. Renata Tassinari. Texto Lorenzo Mammì. São Paulo: Valu Oria Galeria de Arte, 1998. 19p. il., color.
  • TASSINARI, Renata. Renata Tassinari. Texto Rodrigo Naves; tradução Ann Puntch. São Paulo: Galeria Millan, 1995. 32 p., il. color.
  • TASSINARI, Renata. Renata Tassinari. Texto Taisa Helena P. Palhares. São Paulo: Galeria Baró Senna, 2002. folha dobrada, il. color.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: