Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Chico da Silva

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 05.04.2021
1910 Brasil / Acre / Alto Tejo
06.12.1985 Brasil / Ceará / Fortaleza
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Árvore e Pássaro
Chico da Silva
Guache sobre cartão
68,50 cm x 49,00 cm

Francisco Domingos da Silva (Alto Tejo, Acre, 1910 -Fortaleza, Ceará, 1985). Pintor e desenhista. Começa a desenhar a carvão e giz sobre muros e paredes de casebres de pescadores por volta de 1937, em Fortaleza (Ceará). Na década de 40, sob o incentivo do crítico e pintor suíço Jean Pierre Chabloz, inicia-se na pintura à guache e juntamente com ...

Texto

Abrir módulo

Francisco Domingos da Silva (Alto Tejo, Acre, 1910 -Fortaleza, Ceará, 1985). Pintor e desenhista. Começa a desenhar a carvão e giz sobre muros e paredes de casebres de pescadores por volta de 1937, em Fortaleza (Ceará). Na década de 40, sob o incentivo do crítico e pintor suíço Jean Pierre Chabloz, inicia-se na pintura à guache e juntamente com Chabloz, Antônio Bandeira e Inimá de Paula, expõe na Galeria Askanasy, no Rio de Janeiro, em 1945. Entre 1961 e 1963, trabalha no recém-criado Museu de Arte da UFCE. Depois de permanecer quatro anos internado em um hospital psiquiátrico, volta a pintar em 1981.

Obras 17

Abrir módulo

Exposições 24

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 14

Abrir módulo
  • AQUINO, Flávio de. Aspectos da pintura primitiva brasileira. Rio de Janeiro: Spala, 1978.
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979.
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997. R750.81 A973d 2.ed
  • CHICO da Silva: do delírio ao dilúvio = from delirium to diluvium. trad. Tradução de Lincoln Machado e Michael R. Eastmam. Texto de Roberto Galvão. Fortaleza: Espaço Cultural do Palácio da Abolição, 1990.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • DRÄNGER, Carlos (coord.). Pop Brasil: arte popular e o popular na arte. Curadoria Paulo Klein; tradução João Moris, Beatriz Karan Guimarães, Maurício Nogueira Silva. São Paulo: CCBB, 2002. SPccbb 2002/pb
  • ESTRIGAS. A saga do pintor Francisco Domingos da Silva. Prefácio de Francisco Auto Filho. Fortaleza: Tukano, 1988.
  • EXPO FIEO "Doação Luiz Ernesto Kawall". Osasco: FIEO, 1996. SPfieo 1996/e
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989. R703.0981 P818d
  • LEILÕES de Arte (venda n. 25). São Paulo: Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte, 1991. SPrmg 1991 n.25
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. R759.981 L533d
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987.
  • SCHENBERG, Mario. Pensando a arte. São Paulo: Nova Stella, 1988.
  • SILVA, Chico da. Chico da Silva: do delírio ao dilúvio. Fortaleza: Espaço Cultural do Palácio da Abolição, 1990. S5865 1989

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: