Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.

Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Fabio de Bittencourt

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 16.02.2022
14.08.1964 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica arquivo do artista

Biquini Preto, 2000
Fabio de Bittencourt
Mista sobre tela
130,00 cm x 85,00 cm

Fábio de Bittencourt (São Paulo, São Paulo, 1964). Performer, desenhista, professor, pintor, gravador e escultor. Conclui licenciatura e bacharelado em artes plásticas pela Unicamp em 1990. Antes de iniciar o curso superior em arte, faz curso de desenho, pintura e teatro, na Biblioteca Viriato Corrêa, de 1972 a 1975, estuda desenho e modelagem, ...

Texto

Abrir módulo

Fábio de Bittencourt (São Paulo, São Paulo, 1964). Performer, desenhista, professor, pintor, gravador e escultor. Conclui licenciatura e bacharelado em artes plásticas pela Unicamp em 1990. Antes de iniciar o curso superior em arte, faz curso de desenho, pintura e teatro, na Biblioteca Viriato Corrêa, de 1972 a 1975, estuda desenho e modelagem, no Museu Lasar Segall, de 1980 a 1982, e desenho com Cássio Michelany (1949) e Inácio Justo, em 1983 e 1984. Em 1986, após se mudar para Campinas, freqüenta o Ateliê de Gravura em Metal do Museu Lasar Segall orientado por Arnaldo Battaglini (1953), seguindo seus estudos acadêmicos na Unicamp em paralelo. Em 1987 realiza a performance Capacíclopes contra a pintura retiniana. Nos anos 90 dedica-se intensamente aos estudos de novos meios nas artes plásticas, participando de cursos de história da arte com Agnaldo Farias (1955), Aracy Amaral (1930) e Tadeu Chiarelli (1956). No mesmo período participa do curso Imagem Eletrônica - Tempo e Espaço em Vídeo, com Kiko Goifman (1968), no MIS/Campinas, do curso sobre instalação com Mary Dritschel (1934), na Unicamp e do projeto Oficinas Interativas com artistas e críticos de arte como Agnaldo Farias (1955), Carlos Fajardo (1941), Iole de Freitas (1945), Nelson Leirner (1934) e Rodrigo Naves (1955). Ainda no anos 90, forma a dupla performática +0-0 com o artista Marco Serra, realizando a performance Ação-Urso, em 1991, e uma intervenção performática na exposição de Arte Erótica no MAC/ Campinas em 1993. Participa como performer no vídeo A hidra de lerna - os doze trabalhos de Hércules, em 1994. Neste ano faz a cenografia para os vídeos Clones, Bárbaros e Replicantes e Toshimi, e produz o vídeo Ditados Populares.

Obras 1

Abrir módulo
Reprodução fotográfica arquivo do artista

Biquini Preto

Mista sobre tela

Exposições 77

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 11

Abrir módulo
  • BENUTTO, Marcos Euner (org.). Reprografia 96: exposição coletiva. Campinas: Galeria de Arte Vera Ferro, 1996. 22 p., il. color.
  • BITTENCOURT, Fábio de. Desenhos. Americana: MACA, 1989. 1 convite.
  • BITTENCOURT, Fábio de. Fábio de Bittencourt: bats. Campinas: Centro de Convivência Cultural, 1992. il. p.b., foto p.b.
  • BITTENCOURT, Fábio de. Fábio: pintura. [S.l.]: [s.n.], 1995. folha dobrada, il.
  • CANTON, Katia. Novíssima arte brasileira: um guia de tendências. São Paulo: Iluminuras, 2001.
  • CANTON, Katia. Novíssima arte brasileira: um guia de tendências. São Paulo: Iluminuras, 2001.
  • HERANÇAS contemporâneas. São Paulo: MAC/USP, 1997. [14] p., il. color.
  • IN extremis: Eliane Duarte, Fábio de Bittencourt, Marta Strambi, Ronaldo Macedo, Vera Martins e Walter Guerra. Tradução Lucrécia Mendonça. Campinas: MAC - José Pancetti, 1994. [12 p.], il. color.
  • PANORAMA cultural de Campinas - 1995. Campinas: MACC, 1995.
  • Plataforma Lattes. Disponível em: [http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4792309U0]. Acesso em: 31 jul. 2009.
  • SALÃO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE PIRACICABA, 32., 2000, Piracicaba, SP. 32º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba. Piracicaba: Prefeitura do Município de Piracicaba, 2000.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: