Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Raul Córdula

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
1943 Brasil / Paraíba / Campina Grande
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título, 1978
Raul Córdula
Guache sobre papel, c.i.d.
40,00 cm x 30,00 cm

Raul Córdula Filho (Campina Grande PB 1943). Pintor, artista gráfico, cenógrafo, professor, crítico de arte. Começa a pintar em 1958, orientado pelo amigo Flávio Bezerra de Carvalho. Em 1959, ilustra poesias da Geração 59, grupo de poetas paraibanos que edita o suplemento literário A União nas Letras e nas Artes. No início da década de 1960, via...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Raul Córdula Filho (Campina Grande PB 1943). Pintor, artista gráfico, cenógrafo, professor, crítico de arte. Começa a pintar em 1958, orientado pelo amigo Flávio Bezerra de Carvalho. Em 1959, ilustra poesias da Geração 59, grupo de poetas paraibanos que edita o suplemento literário A União nas Letras e nas Artes. No início da década de 1960, viaja para o Rio de Janeiro e estuda história da arte no Instituto de Belas Artes e técnica em pintura no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ, onde é aluno de Domenico Lazzarini (1920 - 1987). Entre 1963 e 1965 é supervisor do setor de artes plásticas da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Atua como cenógrafo em várias emissoras de televisão, entre 1965 e 1972. Em 1967, torna-se diretor do Museu de Arte Assis Chateaubriand de Campina Grande - Maac. Idealiza, em 1977, o Núcleo de Arte Popular e Artesanato - NAP, da Casa de Cultura de Pernambuco, no Recife. Entre 1978 e 1985, é coordenador do Núcleo de Arte Contemporânea da UFPB. Leciona história da arte e fundamentos da linguagem visual nos cursos de educação artística e arquitetura e urbanismo do Departamento de Artes da UFPB entre 1978 e 1988. É contratado pelo Museu de Arte da Moderna da Bahia - MAM/BA para coordenar a implantação do Salão MAM-Bahia de Artes Plásticas, em 1994. Torna-se diretor de desenvolvimento artístico e cultural da Fundação Espaço Cultural da Paraíba - Funesc entre 1997 e 1998.

Comentário Crítico
No início da carreira, Raul Córdula realiza obras figurativas, e mantém diálogo com a arte pop e a nova figuração. O artista parte de desenhos infantis e sinais do meio urbano, como os de trânsito. Seu trabalho apresenta concisão de formas e cores, utilizando cada vez mais os signos e símbolos na construção de obras ligadas ao abstracionismo geométrico. A partir da década de 1980, explora as tensões e distensões da superfície articulada em planos triangulares, fase denominada pela crítica como "nova geometria". Como nota o crítico Paulo Sérgio Duarte, em suas telas Córdula revela também uma ligação com a paisagem nordestina, que transparece no uso da paleta de tons luminosos que distingue sua produção.

Obras 8

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Acrílica sobre tela
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Óleo sobre tela
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Acrílica, pigmentos ferroso e resina vinílica sobre tela
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Outdoor

Exposições 126

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 32

Abrir módulo
  • ARTE Pará 2001: Nordeste brasileiro: matriz popular e consciência construtiva. Belém: Fundação Rômulo Maiorana, 2001.
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Rio de Janeiro: Spala, 1992. 2v.
  • CATÁLOGO geral do acervo de documentos: objetos do Museu de Arte Assis Chateaubriand - UEPB. Campina Grande: Museu de Arte Assis Chateaubriand, 1993. 120 p., il. p&b. PBmaac 1993
  • CÓRDULA, Raul. De sonhos, signos e símbolos, ao entendimento do universo. São Paulo: Galeria Arte Global, 1978. [16] p., il. color. CAT-G Cr796 1978
  • CÓRDULA, Raul. Exposição Raul Córdula: Pinturas recentes. Recife: Shopping Center Recife, [2001 ]. 1 folha dobrada, il. color. Cr796 [2001]
  • CÓRDULA, Raul. RAUL Córdula. Apresentação de Amélia Couto. s.l.: Galeria Vicente do Rego Monteiro, 1990.
  • CÓRDULA, Raul. Raul CÓRDULA: pinturas. Brasília: Portfólio Galeria de Arte, 1989. 1 il. color. Cr796 1989
  • CÓRDULA, Raul. Raul Córdula. Brasília: Portfolio Galeria de Arte, 1989.
  • CÓRDULA, Raul. Raul Córdula. Cuiabá: UFMT, 1984. Cr796 1984
  • CÓRDULA, Raul. Raul Córdula. Galeria Vicente do Rego Monteiro, 1990. , 1 il. color. Cr796 1990
  • CÓRDULA, Raul. Raul Córdula: pinturas recentes. Recife: Shopping Center Recife, [2001].
  • CÓRDULA, Raul. Raul Córdula: pinturas. Berlim: Galerie im Einstein, 2000. Não catalogado
  • CÓRDULA, Raul. Raul Córdula: pinturas. Salvador: MAM-BA, 1999.
  • CÓRDULA, Raul. pinturas. Salvador: Museu de Arte Moderna da Bahia, 1999. [14] p., il. color. Cr796 1999
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5). R703.0981 C376d v.1 pt. 1
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989. R703.0981 P818d
  • LEILÃO de Arte Brasileira (venda nº 41). São Paulo: Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte, 1995.
  • LEILÕES de Arte (venda n. 41): Projeto Arte Atual Brasil. São Paulo: Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte, 1995. 48 p. SPrmg 1995 n. 41
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • LOUZADA, Maria Alice do Amaral. Artes plásticas Brasil 1996: seu mercado, seus leilões. São Paulo: Júlio Louzada, 1996. v. 8. R702.9 L895a v.8
  • MOSTRA DO DESENHO BRASILEIRO, 5. , 1983, Curitiba, PR. 5ª Mostra do Desenho Brasileiro. Curitiba: Governo do Estado, 1983.
  • MOSTRA DO DESENHO BRASILEIRO, 5. , 1983, Curitiba, PR. 5ª Mostra do Desenho Brasileiro. Curitiba: Governo do Estado, 1983. PRmdb 5/1983
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987. 709.8104 Cg492pr
  • RODRIGUES, Einaldo. A arte e os artistas da Paraíba. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2001. Não catalogado
  • SALÃO ARTE PARÁ, 20., 2001, Belém. Arte Pará 2001: Nordeste brasileiro: matriz popular e consciência construtiva. Coordenação Daniela Oliveira e Roberta Maiorana. Belém: Fundação Romulo Maiorana, 2001. Disponível em: http://www.frmaiorana.org.br/2001/2001.pdf. PAa 20/2001
  • STAATLICHE KUNSTHALLE (BERLIN). Werkstatt Berlin - São Paulo 1988. Berlin, 1988. 94p. il., p.b. color. CAT-G ALEw 1998/w
  • VELHA mania: desenho brasileiro. Apresentação Marcus de Lontra Costa; texto Roberto Pontual. Rio de Janeiro, RJ: Escola de Artes Visuais do Parque Lage, 1985. CAT-G RJeavpl 1985
  • WERKSTATT Berlin - São Paulo. trad. Tradução de Sarita Brandt. Apresentação de Dieter Ruckhaberle. São Paulo: MASP; Berlin: Staatliche Kunsthalle, 1988.
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 1.
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 1. 709.81 H673 v.1

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: