Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Mabsa

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 18.10.2014
01.07.1917 Brasil / São Paulo / São Paulo
17.09.2011 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Espanhola, 04.1949
Mabsa
c.i.e.

Maria Amélia Arruda Botelho de Souza Aranha (São Paulo, SP, 1917 - idem 2011). Pintora, escultora, ilustradora e historiadora. Faz seus primeiros estudos com os pintores italianos Antonio Rocco (1880-1944)  e Caetano de Gennaro (1890-1959). Estuda com o iluminador português Lucas Teixeira e com Habuba Farah Riccetti. Escreve e ilustra publicaçõe...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Maria Amélia Arruda Botelho de Souza Aranha (São Paulo, SP, 1917 - idem 2011). Pintora, escultora, ilustradora e historiadora. Faz seus primeiros estudos com os pintores italianos Antonio Rocco (1880-1944)  e Caetano de Gennaro (1890-1959). Estuda com o iluminador português Lucas Teixeira e com Habuba Farah Riccetti. Escreve e ilustra publicações históricas e artísticas, entre as quais Lendas de Amor do Folclore Indígena, publicado pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP) em 1968. Em 1970, expõe em São Paulo em mostra no Museu de Arte Brasileira (MAB/Faap); em 1977, participa do 9e Concours International de la Palme D´Or des Beaux Arts, em Monte Carlo (Itália). Figura como artista brasileira no Annuaire de L´Art International de 1980 e 1981. Em 1985, recebe na Itália o Premio Mondialle della Cultura/Statua della Vittoria e o prêmio Centro Studi e Ricerche della Nazione.

Obras 1

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Exposições 84

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo
  • BERTONI, Estêvão. Maria Amélia Botelho de Souza Aranha (1917-2011) - Mabsa e sua libertação artística. Folha S. Paulo, São Paulo, 23 set. 2011. Cotidiano. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/979716-maria-amelia-botelho-de-souza-aranha-1917-2011---mabsa-e-sua-libertacao-artistica.shtml. Acesso em: 29 set. 2011. Não catalogada
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • MABSA. MABSA: Maria Amélia Botelho de Souza Aranha. Curadoria Alberto Beuttenmüller; apresentação Alberto Beuttenmüller. São Paulo: Galeria Portal, 2000. 6 p., il. color.
  • MABSA. Mulheres da Casa de Nod. Apresentação Alberto Beuttenmüller; curadoria Lúcia Py; texto Alberto Beuttenmüller; texto Mônica Nunes; tradução Mary Kamimura. São Paulo: Rarebit Galeria de Arte, 1998. 12 p., il. p&b color.
  • MABSA. Mulheres da Casa de Nod. Lisboa: Sociedade Histórica da Independência de Portugal, 1999.
  • MABSA. Os pássaros não cantam .... Apresentação Alberto Beuttenmüller. São Paulo: 235 Escritório de Arte, 1994. [12] p., il. color.
  • MABSA. Pinturas. Apresentação Mario Schenberg. São Paulo: Galeria Cultura, 1981. folha dobrada il. p&b.
  • PINTORES contemporâneos de São Paulo. S.l.: [s.n.], s.d. 759.98106 P659

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: