Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Osmar Pinheiro

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 29.03.2017
11.06.1950 Brasil / Pará / Belém
20.08.2006 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Paisagem Desmontada II, 1988
Osmar Pinheiro
Acrílica e óleo sobre tela
216,00 cm x 147,00 cm

Osmar Pinheiro (Belém, Pará, 1950 - São Paulo, São Paulo, 2006). Pintor e professor. Começa a atividade artística cedo: recebe o 4º prêmio do I Salão Cultural do Estado do Pará, em 1966, e o 1º prêmio do Salão Banco Lar Brasileiro, em Belém, em 1969. Participa do Salão da Pré Bienal de São Paulo, em Belém, em 1970, e da XII Bienal de São Paulo, ...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Osmar Pinheiro (Belém, Pará, 1950 - São Paulo, São Paulo, 2006). Pintor e professor. Começa a atividade artística cedo: recebe o 4º prêmio do I Salão Cultural do Estado do Pará, em 1966, e o 1º prêmio do Salão Banco Lar Brasileiro, em Belém, em 1969. Participa do Salão da Pré Bienal de São Paulo, em Belém, em 1970, e da XII Bienal de São Paulo, em 1973. A partir desse ano e até 1994, é professor adjunto de pintura e história da arte na Universidade Federal do Pará. Entre 1982 e 1986, é representante do Pará no II Simpósio Nacional de Artes Plásticas, em Olinda, Pernambuco; é autor de um projeto para a Fundação Nacional de Arte - Funarte sobre a visualidade amazônica; e é membro da Comissão Nacional de Artes Plásticas. Em 1985, realiza sua primeira individual na Galeria Arte Liberal, Belém. No ano seguinte, muda-se para São Paulo e expõe na II Bienal de Havana, em Cuba. Em 1988, recebe a bolsa de Guggenheim Foundation de Nova Yorque para passar um período em Berlim e faz parte do workshop Berlim São Paulo, com coletiva no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriant (Masp) e no Staatliche Kunsthalle, em Berlim. Em 1991 e 1992, é convidado a acompanhar as atividades da Hochschule der Kuenste [Escola Superior de Artes] de Berlim. Expõe na XXI Bienal de São Paulo, em 1992, e na VI Bienal Internacional de Pintura, em Cuenca, Equador, em 1998. Em 2003 cria com o pintor Marco Giannotti (1966), a Oficina Virgílio, em São Paulo, núcleo de ensino e pesquisa em arte.

Análise

A obra de Osmar Pinheiro, frequentemente ressalta a influência alemã, sobretudo do neoexpressionismo. Antes mesmo de sua estada na Alemanha, Osmar se impressiona com a sala do pintor germânico Anselm Kiefer (1945) na 19ª Bienal de São Paulo. A influência de Kiefer se mostra principalmente na utilização de variados materiais, como pigmentos, metais, cera, pedras entre outros, e nas referências à história, ao mito e às religiões.

Entretanto, conforme o período, outras influências se fazem presentes no trabalho do pintor. O crítico Olívio Tavares de Araújo reconhece elementos das colagens cubistas, do construtivismo de Kurt Schwitters (1887 - 1948) e da escritura subjetiva do pintor Cy Twombly (1928).1

Encontramos em sua obra características constantes: a colagem, a utilização da encáustica, ou de resina; e as cores rebaixadas, geralmente escuras. Ele oscila entre a figuração e a abstração: às vezes reconhecemos paisagens e partes de corpos, outras vezes apenas formas geométricas ou rabiscos. As telas recentes são divididas em áreas geométricas que recebem tratamento diversificado, seja nas cores, nas texturas ou na aplicação de imagens fotográficas. O trabalho sempre tem camadas de tintas que remetem o tempo e a memória, como aponta o crítico João Cândido Galvão.2

Notas

1. ARAÚJO, Olívio Tavares de. In: Osmar Pinheiro. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1991.

2. GALVÃO, João Cândido. In: Osmar Pinheiro. São Paulo: Galeria São Paulo, 1994.

Obras 7

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Celestial Lunae

Mista sobre tela
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Chrisi Akti

Óleo, acrílica, encáustica, ouro, prata, chumbo e colagem sobre tela

Exposições 52

Abrir módulo

Feiras de arte 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 28

Abrir módulo
  • ACERVO. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1998. [16] p., il. color.
  • ART Brasil Berlin. Apresentação de João Carlos Pessoa Fragoso, Anke Martiny, Paulo. Berlin: Berliner Galerien Zeigen Brasilianische Kunst, 1990. il. color., fotos p.
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997.
  • BIENAL NACIONAL DE SANTOS, 5., 1995, Santos, SP. 5ª Bienal Nacional de Santos: artes visuais. Santos: Prefeitura Municipal, 1995.
  • BIENAL NACIONAL DE SANTOS, 5., 1995, Santos, SP. 5ª Bienal Nacional de Santos: artes visuais. Santos: Prefeitura Municipal, 1995.
  • COSTA, Rogério da. Osmar Pinheiro: nova ordem do caos. Galeria: revista de arte, São Paulo: Area Editorial, n. 11, p. 79-81, 1988.
  • CURRÍCULO. [Osmar Pinheiro] Disponível em: <http://www.galeriavirgilio.com.br/artistas/opinheiro/curriculum.html> Acesso em 20 de julho de 2010.
  • II Grande coletiva da arte brasileira. Goiânia : Marina Potrich Galeria de Arte, 1999. f. dobrada il. color.
  • LAGNADO, Lisette. Trabalho de Osmar Pinheiro nega a pintura. Folha de S. Paulo, São Paulo, 9 abr. 1991.
  • OSMAR Pinheiro. Apresentação de Olívio Tavares de Araújo. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1991.
  • OSMAR Pinheiro. Texto de L. P. Baravelli. São Paulo: Galeria São Paulo, 1988.
  • OSMAR Pinheiro: pinturas-objetos. Rio de Janeiro: Galeria Anna Maria Niemeyer, 1993.
  • PAISAGENS. Tradução Izabel Murat Burbridge. São Paulo: Galeria São Paulo, 1994. il. color.
  • PANORAMA da arte atual brasileira/93: Pintura. São Paulo: MAM, 1993.
  • PAULO Gomes Garcez. Apresentação de Paulo Gomes Garcez. New York: Mary-Anne Martin/Fine Art, 1988.
  • PINHEIRO, Osmar. Esquecimento e memória. Apresentação Marcelo Guarnieri. Ribeirão Preto: MARP, 1999. 12 p., il. color.
  • PINHEIRO, Osmar. Immortalia Hodiernae. São Paulo: Galeria São Paulo, 1996. s.p. il., figs., fot.
  • PINHEIRO, Osmar. Osmar Pinheiro. Apresentação Olívio Tavares de Araújo. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1991. s. p., il. color.
  • PINHEIRO, Osmar. Osmar Pinheiro. Entrevista Guy Amado. Texto Virgínio Aita. São Paulo: Galeria Virgílio, 2005. s. p., il. color.
  • PINHEIRO, Osmar. Osmar Pinheiro. São Paulo: Galeria São Paulo, 1988. Il. pb color.
  • PINHEIRO, Osmar. Osmar Pinheiro. Texto Afonso Luz. São Paulo: Galeria Virgílio, 2003. fl. dobr., il. color.
  • PINHEIRO, Osmar. Osmar Pinheiro. Texto João Cândido Galvão. São Paulo: Galeria São Paulo, 1994. s. p., il. color.
  • PINHEIRO, Osmar. Osmar Pinheiro: pinturas - objetos. Rio de Janeiro: Galeria Anna Maria Niemeyer, 1993. s. p., il. color.
  • PINHEIRO, Osmar. Pinturas. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1998. s.p. il., foto colo.
  • PINHEIRO, Osmar. Texto que escrevi acerca do trabalho. Disponível em: <http://www.galeriavirgilio.com.br/artistas/opinheiro/txt/osmarpinheiro.html> Acesso em 20 de julho de 2010.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 2., 1979, Rio de Janeiro, RJ. 2º Salão Nacional de Artes Plásticas. Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: MAM, 1979.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 4., 1981, Rio de Janeiro, RJ. 4ª Salão Nacional de Artes Plásticas. Rio de Janeiro: Funarte, 1981.
  • WERKSTATT Berlin - São Paulo. Tradução de Sarita Brandt. Apresentação de Dieter Ruckhaberle. São Paulo: MASP; Berlin: Staatliche Kunsthalle, 1988.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: