Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Luciano Pinheiro

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 29.03.2017
09.1946 Brasil / Pernambuco / Recife
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Feto Cósmico, 1982
Luciano Pinheiro

Luciano Pinheiro (Recife, Pernambuco, 1946). Pintor, gravador e desenhista. Integra-se ao Grupo da Ribeira na Cooperativa das Artes Plásticas Oficina 154, em Olinda, em 1966. Forma-se em arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, em Recife, em 1973, onde também faz o curso de especialização em Restauração de Monumentos e Conjunt...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Luciano Pinheiro (Recife, Pernambuco, 1946). Pintor, gravador e desenhista. Integra-se ao Grupo da Ribeira na Cooperativa das Artes Plásticas Oficina 154, em Olinda, em 1966. Forma-se em arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, em Recife, em 1973, onde também faz o curso de especialização em Restauração de Monumentos e Conjuntos Urbanos, entre 1974 e 1976. É coordenador do trabalho Processo para Organização do Espaço Metropolitano do Recife, na 11ª Bienal Internacional de Arquitetura, em 1973, quando recebe menção honrosa. Em 1982, integra a Brigada Portinari. Vai para Paris em 1986 e trabalha no Atelier des Orteaus até 1987.

Obras 5

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Fronteiras

Acrílica sobre hardboard
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Acrílica sobre tela

Exposições 38

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo
  • BEUTTENMULLER, Alberto. O diário de bordo de Luciano Pinheiro. Casa Vogue Brasil. Projeto Pernambuco: estética da resistência, São Paulo: Carta Editorial, 1991. Edição especial.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • EXPRESSIONISMO no Brasil: heranças e afinidades. Apresentação de Roberto Muylaert e Sheila Leirner. São Paulo: Fundação Bienal, 1985. (XVIII Bienal Internacional de São Paulo, 1985).
  • LUCIANO Pinheiro: o percurso da memória. Texto de Fernando Monteiro. São Paulo: Galeria Nara Roesler, 1993.
  • PERMANÊNCIA da pintura. Introdução de José Claudio. Olinda: Atelier Coletivo, 1990.
  • PERNAMBUCANOS em Brasília. Brasília: Galeria de Arte da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, 1986.
  • PÂNICO: desenhos de Luciano Pinheiro. Apresentação de José Cláudio e João Câmara. Recife: Officina, 1977.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 5. , 1982, Rio de Janeiro, RJ. 5º Salão Nacional de Artes Plásticas. Rio de Janeiro: MAM, 1982.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: