Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Paulo Whitaker

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 29.09.2021
1958 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título, 1990
Paulo Whitaker
Acrílica sobre papel
260,00 cm x 320,00 cm

Paulo Galvão Whitaker de Assumpção (São Paulo, São Paulo, 1958). Pintor e desenhista. Forma-se em educação artística na Universidade para o Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Udesc/SC), em 1984. Participa de diversas exposições, entre elas, as 20ª e 25ª edições da Bienal Internacional de São Paulo, em 1989 e 2002. Entre 1991 e 1992, é ...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Paulo Galvão Whitaker de Assumpção (São Paulo, São Paulo, 1958). Pintor e desenhista. Forma-se em educação artística na Universidade para o Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Udesc/SC), em 1984. Participa de diversas exposições, entre elas, as 20ª e 25ª edições da Bienal Internacional de São Paulo, em 1989 e 2002. Entre 1991 e 1992, é artista residente no Plug In, em Winnipeg, Canadá, no E-Werk Freiburg, em Freiburg, Alemanha, e, em 1999, no The Banff Centre for the Arts, em Banff, Canadá. No final da década de 1980, aparecem em seus desenhos e pinturas, linhas simples, massas coloridas de contornos irregulares, formas curvilíneas e geométricas sobre um fundo monocromático.

A partir de 1997, essas formas passam a se agrupar e justapor, e figuras geométricas como retângulos são acrescentadas à composição. Na produção de suas colagens, utiliza desenhos feitos por ele mesmo em outros períodos, criando um diálogo entre o atual e o anterior. Participa como palestrante do Dynamic Encounters International Art Workshop: São Paulo - Rio 2002, no Instituto Tomie Ohtake, São Paulo. Em 2005, realiza mostra individual na Galeria Celma Albuquerque, Belo Horizonte, e, no ano seguinte, na Galeria Casa Triângulo, São Paulo.

Tem obras em acervos de importantes instituições e museus como: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC); Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP); Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC/USP); Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC/PR); Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Älvares Penteado (MAB/Faap).

Obras 14

Abrir módulo
Reprodução fotográfica Paulo Whitaker

No. 17

Óleo sobre tela
Reprodução fotográfica Sérgio Guerini/Itaú Cultural

Sem Título

Óleo sobre tela
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Acrílica sobre papel
Reprodução fotográfica Sérgio Guerini

Sem Título

Mista sobre papel

Exposições 142

Abrir módulo

Feiras de arte 7

Abrir módulo

Workshops 1

Abrir módulo

Mídias (1)

Abrir módulo
Paulo Whitaker - Enciclopédia Itaú Cultural
No início dos anos 1990, Paulo Whitaker pinta quadros de grandes dimensões monocromáticos, com mínimas intervenções em outro tom. “O espaço fazia com que essa pequena imagem adquirisse uma certa potência e tensão”, acredita ele. Na mesma década, o artista passa a pensar no todo. “Mas criando áreas de tensão e de silêncio, o que, para mim, são uma questão importante. E também sempre considerando a figura e o fundo”, descreve. As experiências seguintes surgem com o uso da tinta em spray, de máscaras e stêncil. “Quando comecei a usar as máscaras, as imagens flutuavam no fundo até o momento em que elas começaram a se tocar e se sustentar”, diz. Essa sobreposição chegou no limite de saturação, ao ponto de Whitaker se voltar ao passado. “Se no início era difícil povoar a tela, hoje é difícil lidar com os grandes espaços novamente. Esse é um problema que resolvi criar para fazer o meu trabalho andar para frente.”

Produção: Documenta Vídeo Brasil
Captação, edição e legendagem: Sacisamba
Intérprete: Carolina Fomin (terceirizada)
Locução: Júlio de Paula (terceirizado)

Fontes de pesquisa 15

Abrir módulo
  • ARTE e artistas plásticos no Brasil 2000. São Paulo: Meta, 2000.
  • BARROS, Stella Teixeira de. Paulo Whitaker na Plug In. Guia das Artes, São Paulo, ano 9, n. 37, 1995.
  • BORTOLIN, Nancy Therezinha. Indicador Catarinense de Artes Plásticas. Florianópolis: Fundação Catarinense de Cultura, 1988.
  • CHIARELLI, Tadeu (org). Alegoria. São Paulo: MAM, [2002].
  • CHIARELLI, Tadeu. Arte internacional brasileira. São Paulo: Lemos, 1999.
  • DO SILÊNCIO: vers Leonilson. São Paulo: Galeria Marilia Razuk, 2017. Disponível em: www.galeriamariliarazuk.com.br/exposicoes/do-silencio-vers-leonilson. Acesso em: 29 set. 2021. Exposição realizada de 11 ago. 2017 a 29 out. 2017.
  • WHITAKER, Paulo. Desenhos e pinturas. São Paulo: Casa Triângulo, 1995.
  • WHITAKER, Paulo. Desenhos. São Paulo: Casa Triângulo, 1997.
  • WHITAKER, Paulo. Paulo Whitaker. Cidade de Guatemala: Sol del Rio Arte Contemporâneo, 1998.
  • WHITAKER, Paulo. Paulo Whitaker. Curitiba: Casa da Imagem, 1999.
  • WHITAKER, Paulo. Paulo Whitaker. São Paulo: Casa Triângulo, 1999.
  • WHITAKER, Paulo. Paulo Whitaker. Tradução Noemi Jaffe Cartum, Andréa Fairman. São Paulo: Adriana Penteado Escritório de Arte, 1993.
  • WHITAKER, Paulo. Paulo Whitaker: de algum lugar para o infinito. Tradução Ricardo Lisias. São Paulo: Hedra, 2002.
  • WHITAKER, Paulo. Paulo Whitaker: de algum lugar para o infinito. Tradução Ricardo Lisias. São Paulo: Hedra, 2002.
  • WHITAKER, Paulo. Paulo Whitaker: peças tridimensionais. São Paulo: Centro Cultural São Paulo, 1987.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: