Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Henrique Boese

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 30.05.2017
02.06.1897 Alemanha / Berlim / Berlim
24.12.1982 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica Rômulo Fialdini

Paisagem de Santa Teresa, 1945
Henrique Boese
Óleo sobre cartão
65,00 cm x 46,00 cm

Henrique Boese (Berlim, Alemanha, 1897 - São Paulo, São Paulo, 1982). Pintor e professor. Ingressa na Academia de Belas Artes de Berlim em 1919, onde é aluno da pintora e artista gráfica expressionista Käthe Kollwitz (1867-1945). Muda-se para o Brasil, em conseqüência da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), e reside no Rio de Janeiro a partir de ...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Henrique Boese (Berlim, Alemanha, 1897 - São Paulo, São Paulo, 1982). Pintor e professor. Ingressa na Academia de Belas Artes de Berlim em 1919, onde é aluno da pintora e artista gráfica expressionista Käthe Kollwitz (1867-1945). Muda-se para o Brasil, em conseqüência da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), e reside no Rio de Janeiro a partir de 1939. Aproxima-se do círculo de artistas ligados ao pintor Axl Leskoschek (1889-1975). Começa a lecionar desenho e pintura, entre seus alunos destaca-se Almir Mavignier (1925). Realiza sua primeira individual no Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB/RJ), em 1947. Viaja para a Europa em 1951. Retorna ao Brasil, reside sucessivamente em pequenas cidades paulistas: Ubatuba, Caraguatatuba e Monteiro Lobato. Fixa residência em São Paulo em 1955. Em 1972, é realizada a exposição Henrique Boese: 30 Anos de Pintura no Brasil, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP). Duas retrospectivas póstumas de sua produção são apresentadas em São Paulo: no Museu Lasar Segall, em 1986, e na Galeria São Paulo, em 1988.

Análise

Henrique Boese cursa, entre 1915 e 1921, a Academia de Belas Artes de Berlim, ambiente em que predominam tendências ligadas ao expressionismo, e estuda com a gravadora Käthe Kollwitz (1867-1945), além de outros artistas. Muda-se para o Brasil em 1939, em conseqüência da II Guerra Mundial (1939-1945), aproximando-se do círculo de pintores ligados a Axl Leskoschek. Sua produção do período apresenta uma figuração com formas distorcidas e certo caráter dramático. Pinta retratos, naturezas-mortas e paisagens que revelam simplificação formal e uma paleta de cores contrastantes, como em Paisagem de Santa Teresa (1945).

O artista passa cada vez mais a criar obras que se situam entre a figuração e a abstração, enfatizando os campos de cor. Somente em fins dos anos 1950 sua pintura passa à abstração, sobrevivendo nela, entretanto, uma reminiscência do figurativo. Nas obras dessa época, a geometria predomina sobre o gesto, como em Construção (1961). Explora em seus quadros as texturas densas e as transparências, utilizando cores contrastantes e criando inesperadas harmonias, como em Equilíbrio (1970). Suas obras apresentam relação com a música, revelada também em seus títulos.

Na opinião do crítico Olívio Tavares de Araújo, a produção de Boese  revela um equilíbrio entre puro lirismo e rigor. Segundo o crítico, a produção do artista permanece ainda pouco conhecida, entre outros motivos, pelo fato de ter ele se mantido à margem das tendências predominantes no país, não se vinculando a nenhum grupo artístico.

Obras 22

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Cantata

Óleo sobre tela
Reprodução fotográfica João L. Musa/Itaú Cultural

Composição

Óleo sobre madeira
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Construção

Óleo sobre tela
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Equilíbrio

Óleo sobre tela

Exposições 54

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 21

Abrir módulo
  • .
  • BOESE, Henrique. Henrique Boese. Apresentação Olívio Tavares de Araújo. São Paulo: Galeria Arte Global, 1975. 8 p., 4 lâms., il. B672 1975
  • BOESE, Henrique. Henrique Boese: 30 anos de pintura no Brasil. São Paulo: MAM, 1972. il. p.b. color., fot. B672 1972
  • BOESE, Henrique. Henrique Boese: pintura só pintura. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1986. 28p. il. color., fot. (Ciclo Momentos da Pintura Paulista).
  • BOESE, Henrique. Henrique Boese: pintura só pintura. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1986. 28p. il. color., fot. B672 1986
  • BOESE, Henrique. Henrique Boese: um pintor fora das modas. São Paulo: Galeria São Paulo, 1988. il. color.
  • BOESE, Henrique. Henrique Boese: um pintor fora das modas. Texto João Cândido Galvão. São Paulo: Galeria São Paulo, 1988. [24] p., il. color. B672 1988
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5). R703.0981 C376d v.1 pt. 1
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989. R703.0981 P818d
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. R759.981 L533d
  • PFEIFFER, Wolfgang. Artistas alemães e o Brasil. São Paulo: Empresa das Artes, 1996.
  • PFEIFFER, Wolfgang. Artistas alemães e o Brasil. São Paulo: Empresa das Artes, 1996. 759.943 P527a
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987. 709.8104 Cg492pr
  • TEMPOS de guerra: Hotel Internacional / Pensão Mauá. Curadoria Frederico Morais. Rio de Janeiro: Galeria de Arte Banerj, 1986. (Ciclo de exposições sobre arte no Rio de Janeiro).
  • TEMPOS de guerra: Hotel Internacional / Pensão Mauá. Curadoria Frederico Morais. Rio de Janeiro: Galeria de Arte Banerj, 1986. (Ciclo de exposições sobre arte no Rio de Janeiro). RJbanerj 1986/t
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 1.
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 1. 709.81 H673 v.1
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 1. 709.81 H673 v.2

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: