Artigo da seção pessoas Alfredo Andersen

Alfredo Andersen

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deAlfredo Andersen: 03-11-1860 Local de nascimento: (Noruega / Christiansand) | Data de morte 09-08-1935 Local de morte: (Brasil / Paraná / Curitiba)
Imagem representativa do artigo

Ilha do Mel , s.d. , Alfredo Andersen

Biografia

Alfredo Emílio Andersen (Christiansand, Noruega 1860 - Curitiba, Paraná, 1935). Pintor, escultor, decorador, cenógrafo, desenhista, professor. Inicia sua formação artística em Oslo, onde estuda com Wilhelm Krogh, conhecido cenógrafo, pintor e decorador, entre 1874 e 1878. No começo da década de 1880, freqüenta a Academia Real de Belas Artes de Copenhague, onde recebe orientação do retratista Carl A. Andersen. Leciona desenho, entre 1881 e 1883, na Escola para Rapazes em Vesterbron Asyl. Em 1891, o artista empreende viagem pela América do Sul, e passa pela costa brasileira. Retorna à Noruega, e, em 1893, realiza uma segunda viagem ao Brasil. Reside por cerca de dez anos em Paranaguá, Paraná. Transfere-se em 1902 para Curitiba, onde cria uma escola particular de desenho e pintura. Leciona também desenho na Escola Alemã e no Colégio Paranaense. Em 1909, assume a direção das aulas noturnas da Escola de Belas Artes e Industriais, em Curitiba. Após seu falecimento, a escola de arte, que funcionara em sua casa, é transformada em museu, abrigando grande parte da sua produção. Andersen destaca-se no cenário artístico paranaense por sua obra, que inclui retratos, paisagens e cenas de gênero, e, sobretudo, por sua relevante atividade didática, que lhe valeu a designação de "pai da pintura paranaense".

Análise

Ao chegar ao Brasil em 1893, Alfredo Andersen fixa-se inicialmente em Paranaguá, Paraná, onde permanece por cerca de dez anos. Realiza telas e desenhos que têm como tema as paisagens do porto e da estrada de ferro, além da representação de tipos populares.

Passa a residir em Curitiba, por volta de 1902, onde ministra aulas de desenho e pintura em seu ateliê e leciona em algumas instituições locais. Como aponta a estudiosa Adalice Araújo, sua obra é caracterizada por três temáticas principais: o retrato, a paisagem e as cenas de gênero. No retrato, explora em geral os efeitos de claro-escuro. Já nas paisagens, sua paleta torna-se gradualmente mais leve e próxima do impressionismo, apresentando uma maior liberdade formal.

Nas paisagens que faz nas décadas de 1920 e 1930, representa os campos e, principalmente, as araucárias, características da vegetação local, integrando o espaço por meio de uma luminosidade dourada.  Em Sete Quedas (1904) apresenta, em um quadro de grandes dimensões, uma visão lírica da natureza, em que se destacam o movimento luminoso da água e a amplidão do espaço, povoado por grandes rochas.

Alfred Andersen é responsável pela formação de novas gerações de artistas no Paraná, a exemplo de Lange, de Morretes (1892 - 1954), Gustavo Kopp (1891 - 1933) e Theodoro de Bona (1904 - 1990).

Outras informações de Alfredo Andersen:

  • Outros nomes
    • Alfredo Emílio Andersen
    • Alfred Andersen
    • Alfred Emílio Andersen
    • Alfred Emili Andersen
  • Habilidades
    • professor de artes plásticas
    • Pintor
    • desenhista
    • Cenógrafo
    • escultor
    • decorador

Obras de Alfredo Andersen: (21) obras disponíveis:

Todas as obras de Alfredo Andersen:

Exposições (63)

Todas as exposições

Eventos relacionados (1)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (21)

  • Alfredo Andersen. Caderno de Artes Plásticas no 1. Não Catalogado
  • ANDERSEN, Alfred. Alfredo Andersen. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1981. , il. color.
  • ANDERSEN, Alfred. Andersen. Curadoria Araken Távora; texto Adalice Araújo. Rio de Janeiro: Museu Nacional de Belas Artes, 1984. 48 p., il. p.b. color.
  • ANDERSEN, Alfred. Andersen. Rio de Janeiro: Museu Nacional de Belas Artes, 1984. A544 1984
  • ANDERSEN, Alfred. Alfredo ANDERSEN . São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1981. , il. color. A544 1981
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. 2v. 709.81 A163ar v.2
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. 2v.
  • CAMARGO, Iara Strobel. O desenvolvimento da forma na pintura do Paraná de 1886 a 1948: a atuação de Alfredo Andersen. 1984. Dissertação (mestrado em artes) - Departamento de Artes Plásticas - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, São Paulo, 1984.
  • CAMPOFIORITO, Quirino. História da pintura brasileira no século XIX. Prefácio Carlos Roberto Maciel Levy. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983. 292 p., il. p&b. color. 759.981034 C198hi
  • CAMPOFIORITO, Quirino. História da pintura brasileira no século XIX. Prefácio Carlos Roberto Maciel Levy. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983. 292 p., il. p&b. color.
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1973. v.1: A a C. (Dicionários especializados, 5). R703.0981 C376d v.1 pt. 1
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1973. v.1: A a C. (Dicionários especializados, 5).
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. R759.981 L533d
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. R703.0981 P818d
  • RUBENS, Carlos. Vida e glória de Baptista da Costa. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Belas Artes, 1947. 142 p., il., p&b color.
  • RUBENS, Carlos. Vida e glória de Baptista da Costa. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Belas Artes, 1947. 142 p., il., p&b color. 759.98105 C837r
  • STROBEL, Iara. desenvolvimento da forma na pintura do Paraná de 1889 a 1948 - v.1: a atuação de Alfredo Andersen. 1984. 242 p. (xerox). Mestrado - , São Paulo, 1984. T759.09281 C172d v.1
  • Strobel, Iara. desenvolvimento da forma na pintura do Paraná de 1889 a 1948 - v.2: a atuação de Alfredo Andersen. 1984. 175 p. (xerox). Mestrado - , São Paulo, 1984. T759.09281 C172d v.2
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2. 709.81 H673 v.2
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ALFREDO Andersen. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa8641/alfredo-andersen>. Acesso em: 17 de Ago. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7