Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Odilla Mestriner

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
18.08.1928 Brasil / São Paulo / Ribeirão Preto
10.02.2009 Brasil / São Paulo / Ribeirão Preto
Reprodução Fotográfica Romulo Fialdini

Caminhos da Ferrovia II, 1981
Odilla Mestriner
Acrílica sobre tela
60,00 cm x 80,00 cm

Odilla Mestriner (Ribeirão Preto SP 1928 - idem 2009). Desenhista e pintora. Entre 1955 e 1956, estuda na Escola Municipal de Belas Artes de Ribeirão Preto, onde é aluna de Domenico Lazzarini (1920 - 1987). Nessa época monta seu ateliê e apresenta seus trabalhos na Exposição do Centenário de Ribeirão Preto, em 1956. As principais características...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Odilla Mestriner (Ribeirão Preto SP 1928 - idem 2009). Desenhista e pintora. Entre 1955 e 1956, estuda na Escola Municipal de Belas Artes de Ribeirão Preto, onde é aluna de Domenico Lazzarini (1920 - 1987). Nessa época monta seu ateliê e apresenta seus trabalhos na Exposição do Centenário de Ribeirão Preto, em 1956. As principais características de sua produção definem-se nesse momento: o interesse pelo desenho, com suas linhas e texturas, e a temática urbana. Realiza sua primeira individual na Picolla Galeria do Instituto Italiano de Cultura, no Rio de Janeiro, em 1959. A artista emprega várias técnicas, como pintura em acrílica, desenho, aquarela e nanquim. Ao longo de sua trajetória artística, Mestriner permanece vinculada à sua cidade natal. Recebe, entre outros, o Prêmio Melhor Desenhista pela Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA, em 1973. Participa de todas as edições da Bienal Internacional de São Paulo, entre 1959 e 1969, recebendo nesse ano o prêmio aquisição Itamaraty. Em 1987, é publicado livro de Jacob Klintowitz sobre sua produção, pela editora Raízes. São realizadas as retrospectivas Odilla Mestriner: releitura gráfica 1958/1978, no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP, em 1983; e a Retrospectiva no Museu de Arte de Ribeirão Preto, juntamente com a publicação do catálogo Odilla Mestriner e a arte em Ribeirão Preto, com texto do historiador da arte Tadeu Chiarelli, em 1994.

Comentário crítico
A obra de Odilla Mestriner apresenta um grafismo cuidadoso e jogos de simetria e reflexão de imagens e módulos. Em algumas telas é freqüente a presença de rostos, organizados em formas convexas ou côncavas, sucessivamente repetidas.

Como nota o historiador da arte Tadeu Chiarelli, Odilla Mestriner associa duas tendências preponderantes, a tentativa de expressar sentimentos e a opção pelo traço e pelo desenho, em contraposição à cor. Em seus primeiros trabalhos, a partir do fim da década de 1950, ela retira os temas do ambiente que a cerca e que se revela também opressor: a casa, com seus muros, janelas e portas, e a cidade, trabalhada de forma geométrica, como uma sucessão de ruas ou quarteirões.

A artista produz traços rigorosos, incisivos, apresentando espaços rigidamente construídos por ortogonais. Quando utiliza a figura humana, a decompõe e reelabora construtivamente, utilizando-a como elemento formal. Recursos como a simetria e o ritmo geométrico em suas composições enfatizam os aspectos expressivos de seu trabalho. Em sua obra, se destaca a permanência de temas e recursos formais, além do apelo subjetivo e emocional.

Posteriormente, a artista passa a enfatizar mais a cor, em lugar do desenho rigoroso, e o nanquim dá lugar às técnicas de litografia e aquarela. Em produção recente, apresenta obras em acrílica sobre tela nas quais emprega uma gama cromática mais ampla e luminosa em relação a seus trabalhos anteriores, mantendo um diálogo com a produção de artistas como Antonio Henrique Amaral (1935) e Lasar Segall (1891-1957), como em Homenagem à Segall, Série Bananal V (1999).

Obras 16

Abrir módulo

Exposições 81

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 20

Abrir módulo
  • 6 Artistas do interior. São Paulo: Paço das Artes, 1971. , il. p&b.
  • COLETIVA de 27 artistas do acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo. Olinda: Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco, 1970.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • E-mail enviado pela sobrinha da artista Bia Mestriner em 19 ago. 2009 (sugestão enciclopédia de artes visuais). Não catalogada
  • EXPOSIÇÃO no Paço das Artes: Ribeirão Preto. São Paulo: Paço das Artes, 1984. 16 p., s. il.
  • GALLAS, Alfredo G. (coord.). 100 obras Itaú. São Paulo: Itaugaleria, 1985. 210 p., il. color.
  • KLINTOWITZ, Jacob. Odilla Mestriner. São Paulo: Raízes, 1987.
  • MESTRINER, Odilla. Dois momentos/Um espaço. Texto Odilla Mestriner, Ricardo Resende. Ribeirão Preto: MARP, 2002. 12 p., il. color.
  • MESTRINER, Odilla. Odila Mestriner. Apresentação Emanuel Von Lauenstein Massarani. São Paulo: Espaço Cultural Chap Chap, 1986. folha dobrada, il.
  • MESTRINER, Odilla. Odila Mestriner. São Paulo: Paço das Artes, 1975. , il. color.
  • MESTRINER, Odilla. Odilla Mestriner expõe pinturas e aquarelas. Apresentação Jacob Klintowitz. São Paulo: Galeria Ars Artis, 1982. folha dobrada, il.
  • MESTRINER, Odilla. Paisagens: tempos simultâneos. Apresentação Alberto Beuttenmüller. São Paulo: Galeria SESC Paulista, 1981. folha dobrada, il.
  • MESTRINER, Odilla. Releitura gráfica: 1958/1978. Apresentação Tadeu Chiarelli; texto Maria Valeria Gianotti. São Paulo: MAC/USP, 1983. [12] p., 5 il. p&b.
  • MESTRINER, Odilla. Releitura. São Paulo: Blue Life, 1987. il. color.
  • MESTRINER, Odilla. Retrospectiva. Ribeirão Preto: Museu de Arte de Ribeirão Preto, 1994.
  • MOSTRA - modernidade/experimentalismo: artes plásticas em Ribeirão Preto. Ribeirão Preto: USP, 1992. 27p. s.il.
  • MUSEU DE ARTE MODERNA (SÃO PAULO, SP). Arte brasileira no acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo: doações recentes 1996-1998. Curadoria Tadeu Chiarelli. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 1998.
  • Morre aos 80 anos a maior artista plástica ribeirãopretana : Odilla Mestriner. Disponível em: [http://www.ribeiraopretoonline.com.br/noticias/morre-a-maior-artista-plastica-de-ribeirao--odila-mestriner/27585]. Acesso em: 19 ago. 2009. Não catalogada
  • O que faz você agora Geração 60?: Jovem arte contemporânea dos anos 60 revisitada. São Paulo: MAC/USP, 1992. Exposição realizada no periodo de 14 nov. 1991 a 1º mar. 1992.
  • SALÃO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DE CAMPINAS, 4., 1968, Campinas, SP. 4º Salão de Arte Contemporânea de Campinas. Campinas: MAC - José Pancetti, 1968.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: