Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Literatura

Colombina

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
26.05.1882 Brasil / São Paulo / São Paulo
14.03.1963 Brasil / São Paulo / São Paulo
Colombina (São Paulo SP 1882 - idem 1963), cujo nome verdadeiro é Yde (Adelaide) Schloenbach Blumenschein, publica seus primeiros poemas por volta de 1900, no jornal A Tribuna, de Santos SP, sob o pseudônimo de Paula Brasil. Em 1906 funda a revista O Sorriso, em São Paulo SP. Seu primeiro livro de poesia, Vislumbres, 1905/1908, é lançado em 1908...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Colombina (São Paulo SP 1882 - idem 1963), cujo nome verdadeiro é Yde (Adelaide) Schloenbach Blumenschein, publica seus primeiros poemas por volta de 1900, no jornal A Tribuna, de Santos SP, sob o pseudônimo de Paula Brasil. Em 1906 funda a revista O Sorriso, em São Paulo SP. Seu primeiro livro de poesia, Vislumbres, 1905/1908, é lançado em 1908. Seguiram-se Versos em Lá Menor (1930) e Lampião de Gás (1937). No início da década de 1930 atua como colaboradora nos jornais Fon-Fon, Careta e Jornal das Moças, com o pseudônimo Colombina. Em 1948 cria a Casa do Poeta Lampião de Gás, que editava um periódico, O Fanal, do qual participa como diretora. Publica ainda Distância (1948), Trovas (1955), Cantigas ao Luar (1960) e Rapsódia Rubra (1961), entre outros livros de poesia. Poeta parnasiana, Colombina é, segundo a crítica Maria Thereza Cavalheiro, "feminista por temperamento" e "divulgou, aos quatro ventos, seus versos eróticos, nascidos de sua grande sensibilidade de artista e de mulher".

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: