Artigo da seção pessoas Nelly Martins

Nelly Martins

Artigo da seção pessoas
Música / cinema  
Data de nascimento deNelly Martins: 10-08-1936 | Data de morte 28-01-2021

Nelly Biato Gnattali (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1936 – idem, 2021). Atriz, cantora e pianista. Destaca-se pela carreira no rádio, no cinema e na televisão, e pela preservação da obra do compositor Radamés Gnattali (1906-1988).

Estuda piano na Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Já graduada, participa como pianista e vence o concurso Calouros em Desfile, apresentado pelo compositor Ary Barroso (1903-1964), na Rádio Tupi, em 1952.

Em 1956, é contratada pela rádio e TV Tupi e começa a trabalhar como cantora e a usar o pseudônimo Nelly Martins. No mesmo ano, é eleita artista revelação do rádio, e, em 1959, rainha dos músicos. Grava seis discos de 78 rotações entre 1956 a 1962, pela gravadora Continental.

Na televisão, apresenta programas como Noites Cariocas, da TV Rio, e trabalha em novelas, como O Céu É de Todos (1965), da TV Excelsior. 

Entre as décadas de 1950 e 1960, atua como atriz no cinema, fazendo papéis em comédias musicais, como em Garota Enxuta (1959), direção de J. B. Tanko (1906-1993), em que representa uma jovem que deseja cantar em um programa de TV patrocinado pela fábrica de automóveis de seu pai. Também faz personagens de moças ingênuas, como Selminha, no drama O Beijo (1964), do diretor Flávio Tambellini (1927-1976).

Com Radamés Gnattali grava o EP Radamés Gnattali e Nelly Martins – Piano duo (1968), pela gravadora Codil, com 12 faixas. De 1969 a 1979, apresenta-se com Radamés em concertos, programas de rádio e televisão. Ainda na década de 1970, forma-se em fisioterapia. Nelly deixa a carreira artística em 1980, e gradua-se em medicina pela Universidade Gama Filho.

Com o falecimento de Radamés em 1988, Nelly dedica-se a preservar e divulgar sua obra e passa a ser uma das responsáveis pelo inventário de partituras da plataforma digital sobre o compositor, organizada pelo sobrinho do músico, o arranjador e compositor Roberto Gnattali (1948).

Transitando em diferentes áreas, Nelly Biato Gnattali marca sua trajetória entre a atuação na TV e no cinema, a dedicação à música e à preservação da obra musical de Radamés Gnattali no Brasil

Outras informações de Nelly Martins:

  • Habilidades
    • Atriz
    • Cantora/Intérprete
    • Pianista

Fontes de pesquisa (6)

  • CATÁLOGO Radamés Gnattali de Música Popular ganha site atualizado. São Paulo: Itaú Cultural, 6 dez. 2020. Disponível em: https://www.itaucultural.org.br/secoes/rumos/catalogo-radames-gnattali-ganha-site-atualizado. Acesso em: 01 fev. 2021.
  • GORDILHO, Mario. Nelly Martins. Elenco brasileiro, 30 jan. 2021. Disponível em: http://www.elencobrasileiro.com/2017/08/nelly-martins.html. Acesso em: 01 fev. 2021.
  • KRIEGER, Fernando. Nosso adeus a Nelly Martins (Nelly Biato Gnattali). Portal da Discografia Brasileira. São Paulo: Instituto Moreira Salles, [s.d.]. Disponível em: https://discografiabrasileira.com.br/posts/243581/nosso-adeus-a-nelly-martins-nelly-biato-gnattali. Acesso em: 2 fev. 2021.
  • MORRE a atriz e cantora Nelly Martins, vítima da Covid-19. Memórias cinematográficas, 29 jan. 2021. Disponível em: https://www.memoriascinematograficas.com.br/2021/01/morre-atriz-e-cantora-nelly-martins.html. Acesso em: 01 fev. 2021.
  • PASQUINI, Patricia. Mortes: Pianista, médica e entusiasta das artes, viveu em dois atos. Folha de S.Paulo, São Paulo, 31 jan. 2021. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2021/01/mortes-pianista-medica-e-entusiasta-das-artes-viveu-em-dois-atos.shtml. Acesso em: 01 fev. 2021.
  • RADAMÉS GNATTALI. Site Oficial do Artista. 2020. Disponível em: http://radamesgnattali.com.br/. Acesso em: 01 fev. 2021.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • NELLY Martins. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa641400/nelly-martins>. Acesso em: 16 de Abr. 2021. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7