Artigo da seção pessoas Roberto Cerqueira César

Roberto Cerqueira César

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deRoberto Cerqueira César: 1917 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 25-06-2003 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Roberto Cerqueira César (São Paulo, São Paulo, 1917 - Ourinhos, São Paulo, 2003). Engenheiro, arquiteto, professor e gestor público. No plano urbanístico, cria e implementa projetos que têm papel decisivo para o crescimento da cidade de São Paulo e sua região metropolitana. Suas obras se destacam pela integração com as artes e o entorno, pela valorização do pedestre e pela racionalização da construção.

Depois de formar-se em engenharia e arquitetura pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), ingressa, em 1941, no Escritório Rino Levi, um dos mais ativos da cidade, ao qual se associa em 1945. Nos primeiros anos da carreira, desenvolve com Rino Levi (1901-1965) projetos marcantes para a arquitetura moderna, como o Edifício Prudência (1944) e o Teatro Cultura Artística (1950).

O Edifício, com pavimento térreo livre, integração com a calçada, e com jardins e painel do paisagista Burle Marx (1909-1994), torna-se um ícone da arquitetura residencial, e é tombado em 1994. O teatro, por sua vez, destaca-se pelas características acústicas inovadoras, que fazem dele uma das mais avançadas salas de concerto do país. Também no Escritório Rino Levi, Roberto desenvolve, em 1944, o projeto da Maternidade Universitária da Faculdade de Medicina da USP. Apesar de não ter sido construída, a obra recebe o Prêmio para Projeto de Edifício de Uso Público na 1ª Bienal de São Paulo, em 1951.

Roberto é um dos fundadores do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e um dos autores do projeto da sede do IAB de São Paulo (IAB-SP). Vice-presidente do IAB em 1950 e 1951, atua como membro do Conselho Superior e do Conselho Fiscal por várias gestões. Como professor, trabalha na Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo (FAUUSP), de 1954 a 1967. Participa de comissões para reformar o ensino da escola e, em 1963, é nomeado chefe do então Departamento de Composição. Também atua, na década de 1960, como professor convidado da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (UnB).

Enquanto arquiteto e educador, Roberto Cerqueira César antevê os efeitos nocivos da desordenada expansão de São Paulo. Para despertar a consciência dos futuros arquitetos e da sociedade, nas aulas e nos artigos dominicais escritos de 1958 a 1975 para O Estado de São Paulo, aborda temas como transporte, habitação, efeitos da dispersão da população no custo dos serviços e especulação imobiliária.

Nos anos 1960, com o arquiteto Luiz Roberto de Carvalho Franco (1926-2001), projeta a Faculdade de Medicina da Universidade do ABC (1967), em Santo André, que se destaca pelo uso de pré-moldados e pela racionalização da construção, e, em 1969, a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), construída na Avenida Paulista, em São Paulo. Nesta obra, o andar térreo conforma uma área intermediária entre edifício e cidade; o volume do prédio, de caráter monumental, vai recuando com o avançar dos andares, em direção ao centro do lote, criando um plano inclinado na fachada, que se torna uma das mais reconhecidas características da construção.

O arquiteto propõe a criação de vários órgãos de planejamento em São Paulo e, a partir de 1971, atua em alguns deles, como o Grupo Executivo de Planejamento (GEP), a Coordenadoria Geral de Planejamento (COGEP) e a Empresa Municipal de Urbanização (EMURB). Nessas instituições, propõe instrumentos legais e urbanísticos para nortear a expansão da capital, disciplinar o uso do solo e minimizar a precariedade dos serviços. São dessa época a Lei de Zoneamento, o Plano de Vias Expressas, o Plano Diretor do Desenvolvimento Integrado (PDDI) e a Nova Paulista.

De 1975 a 1979, como primeiro titular da Secretaria de Estado para os Negócios Metropolitanos do Estado de São Paulo, propõe ações para orientar o desenvolvimento da região metropolitana, entre as quais se destacam a Lei de Proteção dos Mananciais, a implantação de corredores viários, ligações intermunicipais, projetos de saneamento, drenagem e controle de enchentes.

Após deixar o Escritório Rino Levi, forma, em 1992, o escritório Paulo Bruna Arquitetos Associados. Na nova empresa, desenvolve diversos projetos industriais usando pré-moldados, com o intuito de racionalizar a construção e diminuir o tempo das obras. Ali cria, em 1995, o projeto do Ática Shopping Cultural, pelo qual recebe, em 1997, o Grande Prêmio da III Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo e, em 1998, menção honrosa na Bienal de Quito. Construído no bairro de Pinheiros, é considerado um conceito de livraria e integração com o entorno. Em 2003, pelo projeto da Braskem S/A, recebe o prêmio Valorização da Construção Civil, em Triunfo, Rio Grande do Sul.

Com uma carreira longa e profícua, Roberto Cerqueira César se destaca pela busca das melhores soluções tanto para projetos arquitetônicos como para questões urbanas. No homem público, a visão inovadora e humanista do arquiteto surge em busca de instrumentos efetivos para orientar o desenvolvimento da cidade.

Outras informações de Roberto Cerqueira César:

  • Outros nomes
    • Roberto de Cerqueira César
  • Habilidades
    • engenheiro-arquiteto
  • Relações de Roberto Cerqueira César com outros artigos da enciclopédia:

Exposições (1)

Fontes de pesquisa (18)

  • ANELLI, Renato; GUERRA, Abilio; KON, Nelson. Rino Levi: arquitetura e cidade. São Paulo: Romano Guerra Editora, 2001.
  • ARANHA, Maria Beatriz de Camargo. A obra de Rino Levi e a trajetória da arquitetura moderna no Brasil. 2008. Tese (Doutorado em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. 
  • ARQUIVO Arq. Roberto Cerqueira César. Disponível em https://www.arquivo.arq.br/roberto-cerqueira-cesar.  Acesso em: 20 nov. 2019
  • BELLEZA, Gilberto. Roberto Cerqueira César (1917–2003). Arquitextos, São Paulo, ano 04, n. 038.07, Vitruvius, jul. 2003. Disponível em: https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/04.038/671. Acesso em: 18 nov. 2019
  • BRUNA, Paulo J. V. Roberto Cerqueira César: um urbanista de São Paulo. [Introdução]. São Paulo: Edusp, no prelo.
  • CALLIARI, Mauro. O fechamento da Fnac Pinheiros expõe a delicada relação entre comércio de rua e vitalidade do espaço público. Minha Cidade, São Paulo, ano 18, n. 215.02, Vitruvius, jun. 2018. Disponível em: https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/18.215/7011. Acesso em: 20 nov. 2019
  • FOLHA de S.Paulo. Arquiteto Cerqueira César morre em São Paulo. 26 jun.  2003. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2606200320.htm. Acesso em: 28 out. 2019
  • GUATELLI, Igor. Edifício FIESP–CIESP–SESI. De “landmark” a “container”? Arquitextos, São Paulo, ano 07, n. 079.03, Vitruvius, dez. 2006. Disponível em: https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/07.079/286. Acesso em: 20 niov. 2019
  • INSTITUTO de Arquitetos do Brasil, IAB-SP. Departamento de São Paulo. Disponível em: http://www.iabsp.org.br/ Acesso em: 20 nov. 2019
  • INSTITUTO de Arquitetos do Brasil. Homenagem a Roberto Cerqueira César (1917-2003). Boletins IAB-SP. 2003. Disponível em: www.iabsp.org.br. Acesso em: 18 nov. 2019
  • LEMOS, Carlos Alberto Cerqueira. Arquitetura Brasileira. São Paulo: Melhoramentos e Edusp, 1979.
  • MACHADO, Lucio Gomes. Rino Levi modernizou São Paulo,  Folha de S. Paulo,  Ilustrada, 24 ago.1995. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/8/24/ilustrada/16.html. Acesso em: 03 nov. 2019
  • PAULO Bruna Arquitetos Associados. Disponível em: https://www.paulo-bruna.com.br. Acesso em: 20 nov. 2019
  • SAMPAIO, Maria Ruth Amaral de. Roberto Cerqueira César: um urbanista de São Paulo. [Prefácio]. São Paulo: Edusp, no prelo.
  • SANTOS, Luciene Ribeiro dos. Os professores de projeto da FAU-USP (1948-2018): esboços para a construção de um centro de memória. Dissertação de mestrado em Ciências. FAU-USP, 2018.
  • SERAPIÃO, Fernando. Rino Levi: O racionalista dos trópicos. Projeto Design. Ed.262, 2001. Disponível em: https://www.arcoweb.com.br/projetodesign/artigos/artigo-rino-levi-o-racionalista-dos-tropicos-01-12-2001. Acesso em: 29 nov. 2019
  • XAVIER, Alberto; LEMOS, Carlos Alberto Cerqueira; CORONA, Eduardo. Arquitetura Moderna paulistana. São Paulo: Pini, 1983.
  • ZEIN, Ruth Verde; BASTOS, Maria Alice Junqueira. Brasil: arquiteturas após 1950. São Paulo: Perspectiva, 2010.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ROBERTO Cerqueira César. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa630125/roberto-cerqueira-cesar>. Acesso em: 09 de Abr. 2020. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7