Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Música

Manoel Camilo dos Santos

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 24.05.2017
09.06.1905 Brasil / Paraíba / Guarabira
06.03.1979 Brasil / Paraíba / Campina Grande
Manoel Camilo dos Santos (Guarabira, Paraíba, 1905 - Campina Grande, Paraíba, 1979). Repentista, compositor, violeiro. Começa a atuar como cantador em João Pessoa, no período de 1936 a 1940. Até então, havia trabalhado como comerciante ambulante, cabo de rodagem e marceneiro. Em 1942 instala, em sua cidade natal, uma pequena e rudimentar tipogra...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Manoel Camilo dos Santos (Guarabira, Paraíba, 1905 - Campina Grande, Paraíba, 1979). Repentista, compositor, violeiro. Começa a atuar como cantador em João Pessoa, no período de 1936 a 1940. Até então, havia trabalhado como comerciante ambulante, cabo de rodagem e marceneiro. Em 1942 instala, em sua cidade natal, uma pequena e rudimentar tipografia, a Folhetaria Santos. O primeiros folhetos publicados foram O Romance de Abel com Margarida e Peleja com Pedro Simão. Em 1953 a folhetaria foi transferida para Campina Grande, com o nome A Estrela da Poesia. Em 1955 é publicado seu folheto O Sabido sem Estudo; em 1956, é a vez de Viagem a São Saruê, por ventura seu folheto mais famoso, que é traduzido para o francês. Em 1962, Santos cadidata-se a deputado estadual pelo Partido Republicano. Em 1975 recebe o diploma de melhor poeta popular do Brasil e prêmio de cinco mil cruzeiros concedidos pela Universidade Regional do Nordeste, em Campina Grande. Manoel Camilo dos Santos, repentista, violeiro e autor de mais de 80 folhetos, é um dos maiores nomes da literatura de cordel. Segundo Orígenes Lessa (1903 - 1986), o poeta é "uma das mais extraordinárias figuras dessa literatura tão rica de colorido e tão inesperada de beleza e de inspiração".

Fontes de pesquisa 4

Abrir módulo
  • LESSA, Orígenes. Getúlio Vargas na literatura de cordel. Rio de Janeiro: Ed. Documentário, 1973. p.15.
  • LESSA, Orígenes. Primeira visita a Manuel Camilo. Segunda visita a Manuel Camilo. Final melhor para São Saruê. In: ___. A voz dos poetas: 1a. série. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1984. p.50-78. (Literatura popular em verso. Estudos. Nova série, 6).
  • MANOEL Camilo dos Santos. In: ANTOLOGIA da literatura de cordel. Org. Sebastião Nunes Batista. Natal: Fundação José Augusto, 1977. p.295-299.
  • MANOEL Camilo dos Santos. In: LITERATURA de cordel: antologia. Org. e notas José de Ribamar Lopes. 2.ed. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 1983. p.625-639. (Monografia, 14).

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: