Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.



Enciclopédia Itaú Cultural
Literatura

Manoel D'Almeida Filho

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 17.01.2017
13.10.1914 Brasil / Paraíba / Alagoa Grande
08.06.1995 Brasil / Sergipe / Aracaju
Manoel d'Almeida Filho (Alagoa Grande, Paraíba, 1914 - Aracaju,  Sergipe, 1995). Publica em 1936, A Menina que Nasceu Pintada com as Unhas de Ponta e as Sobrancelhas Raspadas, seu primeiro folheto. Entre 1965 e 1995 trabalha como selecionador de folhetos de cordel para a Luzeiro Editora Ltda., em São Paulo, o que lhe confere grande importância n...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Manoel d'Almeida Filho (Alagoa Grande, Paraíba, 1914 - Aracaju,  Sergipe, 1995). Publica em 1936, A Menina que Nasceu Pintada com as Unhas de Ponta e as Sobrancelhas Raspadas, seu primeiro folheto. Entre 1965 e 1995 trabalha como selecionador de folhetos de cordel para a Luzeiro Editora Ltda., em São Paulo, o que lhe confere grande importância no mercado editorial do gênero. Em 1995 torna-se membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, no Rio de Janeiro. Escreve dezenas de folhetos , entre os quais Vicente, o Rei dos Ladrões (1957), Peleja de Zé do Caixão com o Diabo (1972), Vida, Vingança e Morte de Corisco (1986 ), Briga de São Pedro com Jesus por Causa do Inverno. O Milagre da Apolo 13 (1986), Como Ser Feliz no Casamento (1988), Os Amigos do Barulho e o Bandido Carne Frita (1991), A Afilhada da Virgem da Conceição (1995). Manuel d'Almeida Filho, segundo a crítica Marlyse Meyer (1980), "é considerado o maior poeta popular".

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: