Artigo da seção pessoas Claudio Daniel

Claudio Daniel

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deClaudio Daniel: 07-11-1962 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia
Claudio Alexandre de Barros Teixeira (São Paulo SP 1962). Poeta, tradutor e ensaísta. Faz o curso de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, de 1982 a 1984. Cria, com um grupo de amigos, a revista cultural Gaia, em 1989. Assume o pseudônimo de Claudio Daniel, adotando o nome "Daniel" em referência ao trovador provençal Arnaut Daniel (ca. século XIII) e ao profeta Daniel do Antigo Testamento. Em 1990, visita o mosteiro zen Morro da Vargem, em Ibiraçu, Espírito Santo, onde fica hospedado por alguns dias - experiência marcante que, somada às leituras sobre budismo e peregrinações a templos de outras tradições religiosas, o influencia a usar temas orientais em sua obra. Nesse ano, participa da antologia Cem Haicaístas Brasileiros, organizada pelo haicaísta Masuda Goga (1911). Publica seu primeiro livro de poemas, Sutra, em 1992, e seu único livro de contos, Romanceiro de Dona Virgo, em 2004. Desde 2003, edita, com o escritor Rodrigo de Souza Leão (1965) e a webmaster Ana Peluso (1966), a revista literária eletrônica Zunái. Seus poemas são traduzidos para o inglês e espanhol, e também publicados na Folha de S. Paulo e em antologias como Poetas na Biblioteca, 2002, e Antologia Comentada da Poesia Brasileira, 2006, organizadas pelo escritor Reynaldo Damazio (1963), e pelo escritor Manuel da Costa Pinto (1966), respectivamente. Em 2004, é um dos curadores do evento Encontros de Interrogação, promovido pelo Instituto Itaú Cultural, e em 2006 organiza a Galáxia Barroca, Encontro de Poetas Latino-Americanos.  Atualmente é curador de literatura e poesia no Centro Cultural São Paulo. 

Outras informações de Claudio Daniel:

  • Outros nomes
    • Claudio Alexandre de Barros Teixeira
    • Cláudio Daniel
    • Claudio Daniel Bertalot Bay
  • Habilidades
    • Poeta
    • Tradutor
    • ensaísta

Midias (1)

Claudio Daniel - Enciclopédia Itaú Cultural
Ensaísta, poeta e editor, Claudio Alexandre de Barros Teixeira adota o codinome Claudio Daniel em referência ao trovador provençal Arnault Daniel e ao profeta do Antigo Testamento. Seu interesse pela poesia surge na adolescência. “Gostava de filmes de terror e meu pai, muito espertamente, comentou um dia: ‘tem um escritor, Edgar Allan Poe, que escreve histórias do tipo que você gosta’”, recorda-se. Assim, ele descobriu O Corvo, de Poe, que lhe provocou um estranhamento por suas rimas, métricas e figuras de linguagem. Graças ao norte-americano, ele encontra também Flores do Mal, de Charles Baudelaire. “De Poe e Baudelaire, fui para Augusto dos Anjos, Cruz e Souza, cheguei a Oswald de Andrade (...). Aí a doença já estava incurável.” Suas influências vêm de poetas que trabalham o “artesanato das palavras”: ritmo, metáforas e construções sintáticas inusitadas. “Me interessa a poesia que inaugura uma nova realidade pela linguagem.”

Captação, edição e legendagem: Sacisamba
Intérprete: Carolina Fomin (terceirizada)
Locução: Júlio de Paula (terceirizado)

Eventos relacionados (7)

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • CLAUDIO Daniel. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa406699/claudio-daniel>. Acesso em: 13 de Abr. 2021. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7