Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Literatura

Teófilo Dias

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 08.07.2021
08.11.1854 Brasil / Maranhão / Caxias
29.03.1889 Brasil / São Paulo / São Paulo
Coleção Brasiliana Itaú / Reprodução Fotográfica Horst Merkel

A Comedia dos Deuses, 1887
Teófilo Dias

Teófilo Odorico Dias de Mesquita (Caxias, Maranhão, 1854 - São Paulo, São Paulo, 1889). Teve seu primeiro livro de poesia, Lira dos Verdes Anos, publicado por Evaristo Rodrigues da Costa em 1878, no Rio de Janeiro RJ. No mesmo ano participa na Batalha do Parnaso, em São Paulo, em que jovens poetas renovadores atacavam os últimos românticos e bus...

Texto

Abrir módulo

Teófilo Odorico Dias de Mesquita (Caxias, Maranhão, 1854 - São Paulo, São Paulo, 1889). Teve seu primeiro livro de poesia, Lira dos Verdes Anos, publicado por Evaristo Rodrigues da Costa em 1878, no Rio de Janeiro RJ. No mesmo ano participa na Batalha do Parnaso, em São Paulo, em que jovens poetas renovadores atacavam os últimos românticos e buscavam nova inspiração na poesia social. Nos anos seguintes colabora em vários jornais, entre os quais Comédia, O Boêmio, Diário Mercantil e O Meridiano. Também traduz poemas de Baudelaire, Byron, Longfellow e Musset, entre outros. Forma-se bacharel em Direito em São Paulo, em 1881. Ao longo da vida, exerce as mais variadas profissões, como sargento do exército, comerciante, professor de gramática e de francês, fiscal de crédito do Banco Real. Entre 1886 e 1887 atua como redator dos jornais O Provinciano e Liberal Paulista, órgão oficial do Partido Liberal, no qual é militante. É também deputado provincial em 1885 e 1886, em São Paulo. Sua obra poética inclui Cantos Tropicais (1878), Fanfarras (1882), A Comédia dos Deuses (1887). A poesia de Teófilo Dias é parnasiana e foi fortemente influenciada pela obra de Baudelaire. Segundo o crítico Antonio Candido (1918), "apesar de predominarem numericamente em sua obra os versos de inspiração romântica, as traduções e a poesia social, a sua validade é devida, hoje, aos poemas da primeira parte de Fanfarras, intitulada significativamente 'Flores Funestas' ". Fanfarras é considerado, por muitos estudiosos, o marco inicial do Parnasianismo no Brasil.

Obras 1

Abrir módulo

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: