Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Joaquim Manuel de Macedo

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 14.09.2014
24.06.1820 Brasil / Rio de Janeiro / Itaboraí
11.04.1882 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Reprodução Fotográfica Horst Merkel

As Vítimas-Algozes, 1869
Joaquim Manuel de Macedo
Brasiliana Itaú/Acervo Banco Itaú

Joaquim Manuel de Macedo (Itaboraí RJ 1820 - Rio de Janeiro RJ 1882). Romancista, dramaturgo, poeta, jornalista, político e professor, nasce em Itaboraí, Rio de Janeiro, onde conclui os estudos secundários. Muda-se para a cidade do Rio de Janeiro em 1838 para estudar Medicina. Em 1844, publica seu primeiro romance, A Moreninha, marco fundador da...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Joaquim Manuel de Macedo (Itaboraí RJ 1820 - Rio de Janeiro RJ 1882). Romancista, dramaturgo, poeta, jornalista, político e professor, nasce em Itaboraí, Rio de Janeiro, onde conclui os estudos secundários. Muda-se para a cidade do Rio de Janeiro em 1838 para estudar Medicina. Em 1844, publica seu primeiro romance, A Moreninha, marco fundador da ficção do romantismo brasileiro, que alcança grande êxito e o leva a abdicar da carreira médica para dedicar-se totalmente à literatura e ao jornalismo. No ano seguinte, lança O Moço Loiro e estréia em palco sua primeira peça dramática, O Cego. Entre 1849 e 1879 é professor de história e geografia do Brasil no Colégio Pedro II. Com os poetas Manuel de Araújo Porto-Alegre (1806 - 1879) organiza em 1849 a revista Guanabara, importante órgão de divulgação e consolidação das idéias românticas. No início da década de 1850, funda e torna-se o principal articulista do jornal A Nação, ligado ao Partido Liberal, pelo qual se elege, sucessivamente deputado provincial, 1854-1859, e geral, 1864-1868/1878-1881. Em 1857 lança seu único livro em versos, A Nebulosa. Liga-se por laços de amizade à família imperial brasileira, e é professor dos filhos da princesa Isabel (1846 - 1921). Em todos os seus romances e peças, descreve com detalhes a vida familiar e os costumes da elite da sociedade carioca de seu tempo: a lenta e crescente urbanização da cidade, os preconceitos sociais, os saraus, o ritual do casamento. Morre em 1882, no Rio de Janeiro.

Obras 3

Abrir módulo

Espetáculos 15

Abrir módulo

Exposições 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 11

Abrir módulo
  • ANUÁRIO de teatro 1994. São Paulo: Centro Cultural São Paulo, 1996. R792 A636t 1994
  • EICHBAUER, Hélio. [Currículo]. Enviado pelo artista em 24 de abril de 2011. Espetáculo: A Torre em Concurso - 1974. Não catalogado
  • GUERINI, Elaine. Nicette Bruno & Paulo Goulart: tudo em família. São Paulo: Cultura - Fundação Padre Anchieta: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. 256 p. (Aplauso Perfil). 792.092 G932n
  • JOSEF, Bella. Joaquim Manuel de Macedo: romance. Rio de Janeiro: Agir, 1971. (Nossos clássicos).
  • LOPES, Hélio. A Divisão das Águas: contribuição ao estudo das revistas românticas Minerva Brasiliense (1843-1845) e Guanabara (1849-1856). São Paulo: Conselho Estadual de Artes e Ciências Humanas, 1978. (Ensaio, 88).
  • MAGALDI, Sábato. Dramaturgia ao gosto do público. In: Panorama do Teatro Brasileiro. 2.ed. Rio de Janeiro: Serviço Nacional do Teatro, s.d. p.75-89. (Ensaios, 4).
  • OLIVIERI, Antonio Carlos. As Graças da Moreninha: uma apresentação do romance de Joaquim Manuel de Macedo. São Paulo: Nankin Editorial, 2003.
  • PEREIRA, Astrojildo. Prefácio. MACEDO, Joaquim Manoel. Um Passeio pela Cidade do Rio de Janeiro. Ed. rev. e anotada por Gastão Penalva. Rio de Janeiro: Zélio Valverde, 1942.
  • SERRA, Tania Rebelo Costa. Joaquim Manuel de Macedo, ou, Os dois Macedos: a luneta mágica do II Reinado. Rio de Janeiro: Edições do Departamento Nacional do Livro, Fundação Biblioteca Nacional, 1994.
  • TUFANO, Douglas. Joaquim Manuel de Macedo. São Paulo: Abril Educação, 1981. (Coleção Literatura comentada).
  • YUNES, Márcio Jabur. Introdução. In. MACEDO, Joaquim Manoel. Teatro Completo. Apres. Orlando Miranda de Carvalho. Rio de Janeiro: Serviço Nacional de Teatro, 1979. v.1, p.1. (Clássicos do teatro brasileiro, 3).

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: