Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Zélio

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 08.05.2018
20.02.1938 Brasil / Minas Gerais / Conselheiro Pena
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Asfixia, 1990
Zélio
Acrílico sobre tela, c.i.d.
148,00 cm x 148,00 cm

Zélio Alves Pinto (Conselheiro Pena, Minas Gerais, 1938). Pintor, desenhista, escultor, tapeceiro, publicitário, programador visual, artista gráfico, pesquisador, cartunista, escritor e professor. Cursa a Escola Superior de Jornalismo. Estuda pintura na Academie La Grande Chaumière, em Paris, cidade onde realiza sua primeira individual, na Maiso...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Zélio Alves Pinto (Conselheiro Pena, Minas Gerais, 1938). Pintor, desenhista, escultor, tapeceiro, publicitário, programador visual, artista gráfico, pesquisador, cartunista, escritor e professor. Cursa a Escola Superior de Jornalismo. Estuda pintura na Academie La Grande Chaumière, em Paris, cidade onde realiza sua primeira individual, na Maison du Brésil, em 1962 e trabalha como correspondente de imprensa da revista O Cruzeiro. Além das atividades jornalísticas e artísticas, participa de movimentos culturais e desenvolve experiências em produção teatral. Colabora em diversas publicações, tais como A Cigarra, Senhor, Revista da Semana, Jornal do Brasil e O Pasquim. Entre 1969 e 1976 é produtor da TV Cultura. Em 1985, faz parte do júri do 16º Panorama de Arte Atual Brasileira. Recebe bolsa de estudos Fulbright/Capes com a qual desenvolve uma pesquisa em Nova York, entre 1986 e 1987. É diretor do Museu e Arquivo do Estado de São Paulo nas gestões de 1982 a 1986 e 1991 a 1993. É também secretário adjunto da Secretaria de Estado da Cultura - SP, nos anos 1995, 1996 e 1997. É secretário executivo da Comissão Paulista para os 500 anos do Brasil. Organiza o Salão Mackenzie de Humor, o Salão de Humor de Piracicaba e a Exposição Brasileira de Filme de Animação. Em 1991, lança o desenho animado As Lentes Mágicas, uma fábula amazônica, na Bienal Internacional de Quadrinhos no MIS/SP. É irmão do cartunista Ziraldo (1932).

Obras 18

Abrir módulo

Debates 1

Abrir módulo

Exposições 18

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 6

Abrir módulo
  • CARTA, Gianni. Códigos subterrâneos. Isto É Senhor, São Paulo, n. 1051, p. 122, 08 nov. 1989.
  • CRÉATIVITÉ dans l'art brésilien contemporain = Creativiteit in de Hedendaagse braziliaanse Kunst. Prefácio de Philippe Roberts-Jones. Bruxelles: Musée d´Art Ancien, 1978.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989.
  • MUSEU de Arte de Londrina: reinauguração. Londrina: Museu de Arte de Londrina, 1998. [96] p., il. p&b color.
  • ZÉLIO. Zélio: ruptura exposta. São Paulo : MASP, 1990. il. color.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: