Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.



Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Rodolfo Dias Paes

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 26.11.2021
31.05.1982 Brasil / São Paulo / Santos
Rodolfo Dias Paes (Santos, São Paulo, 1982). Ator, locutor, produtor musical e diretor artístico. Forma-se em 2004 no curso de Comunicação das Artes do Corpo (Teatro/Performance) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Mais tarde, estuda produção musical na OMiD Audio Academy e especializa-se em Cinema na Academia Internaciona...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Rodolfo Dias Paes (Santos, São Paulo, 1982). Ator, locutor, produtor musical e diretor artístico. Forma-se em 2004 no curso de Comunicação das Artes do Corpo (Teatro/Performance) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Mais tarde, estuda produção musical na OMiD Audio Academy e especializa-se em Cinema na Academia Internacional de Cinema (AIC).

Como ator do coletivo paulistano XPTO, atua nas peças Lorca: Aleluia Erótica em 38 Quadros e Um Assassinato (2007) e El Público (2008), dirigidas por Osvaldo Gabrielli (1958). Com interesse em locução e produção musical, assume a direção artística da produtora audiovisual Ateliê Eletrônico, onde desenvolve criações de exposições e instalações multimídia, como Rios de Machado (2008) e Vida Louca, Vida Intensa (2008), realizadas pelo Sesc São Paulo.

Dentre as montagens que participa, destacam-se Os Sertões - A Luta II (2005-2009), pela qual recebe uma indicação ao Prêmio BRAVO! pela direção de sound design, Bacantes (2010) e Cacilda! (2010) no Teatro Oficina, com direção de José Celso Martinez Corrêa (1937). Para o Rumos Itaú Cultural, dirige alguns episódios da série de documentários Itaú Rumos Homenagem em 2012. Gere o Estúdio Audiorama de 2009 até 2015 em parceria com Marcio Arantes.

Grava com artistas como Caetano Veloso (1942), Karina Buhr (1974), Tulipa Ruiz (1978), e em 2016 recebe uma indicação ao prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e outra ao Grammy Latino pela produção do disco Ascenção de Serena Assumpção (1977-2016).

Espetáculos 8

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 10

Abrir módulo
  • CACILDA!!!. São José dos Campos: Teatro Oficina Uzyna Uzona, [2013]. 1 programa do espetáculo realizado no SESC São José dos Campos.
  • DIAS PAES, Rodolfo. [Currículo]. Enviado pelo artista em: 13 nov. 2017.
  • ESTRELA Brazyleira a Vagar - Cacilda!!. São Paulo: Teatro Oficina Uzyna Uzona, [2009]. 1 programa do espetáculo realizado no Teatro Oficina Uzyna Uzona.
  • OS SERTÕES - A Luta I. São Paulo: Teatro Oficina Uzyna Uzona, [2005]. 1 programa do espetáculo realizado no Teatro Oficina Uzyna Uzona.
  • OS SERTÕES - A Luta II. São Paulo: Teatro Oficina Uzyna Uzona, [2006]. 1 programa do espetáculo realizado no Teatro Oficina Uzyna Uzona.
  • OS SERTÕES - A Terra. São Paulo: Teatro Oficina Uzyna Uzona, [2002]. 1 programa do espetáculo realizado no Teatro Oficina Uzyna Uzona.
  • OS SERTÕES - O Homem II. São Paulo: Teatro Oficina Uzyna Uzona, [2003]. 1 programa do espetáculo realizado no Teatro Oficina Uzyna Uzona.
  • RODOLFO DIAS PAES. Site Oficial do Artista. São Paulo, 2017. Disponível em: <http://rodolfodiaspaes.wixsite.com/dipa>. Acesso em: 13 nov. 2017.
  • SANTOS, Valmir. XPTO mira um Lorca com menos exotismos. Folha de S.Paulo, São Paulo, 12. abr. 2007. Disponível em: < http://www1.folha.uol.com.br/fsp/acontece/ac1204200701.htm >. Acesso em: 01 dez. 2017.
  • TEATRO OFICINA. São Paulo: Teatro Oficina, 2017. Disponível em: <http://teatroficina.com.br>. Acesso em 01 dez. 2017.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: