Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.



Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Cecília Prada

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 24.10.2019
23.11.1929 Brasil / São Paulo / Bragança Paulista
Cecília Maria do Amaral Prada (Bragança Paulista, São Paulo, 1929). Jornalista, dramaturga, tradutora, crítica de literatura e teatro. Em 1951, licencia-se em Letras Neolatinas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. No mesmo ano, conclui a graduação em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero.

Texto

Abrir módulo

Cecília Maria do Amaral Prada (Bragança Paulista, São Paulo, 1929). Jornalista, dramaturga, tradutora, crítica de literatura e teatro. Em 1951, licencia-se em Letras Neolatinas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. No mesmo ano, conclui a graduação em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero.

Exerce a função de diplomata entre 1955 e 1958, quando se casa com o colega de carreira Sérgio Paulo Rouanet (1934) e, por norma legal, pede demissão o Itamaraty. Escreve a peça Central Park Bench Number 33, Flight 207, que estreia em 1964, no Judson Poets Theater, em Nova York. Produz outras seis peças.

Em 1973, após se separar de Rouanet, trabalha como jornalista e escreve para o jornal O Globo. Três anos depois, colabora com O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo. Entre 1977 a 1981, escreve crítica teatral para a Revista IstoÉ.

Ao longo da carreira, Cecília Prada publica 16 livros. Entre eles, O Caos na Sala de Jantar (1978), pelo qual ganha o Prêmio de Autor Revelação da Associação Paulista de Críticos de Artes (Apca). Em 1980, recebe o Prêmio Esso de Reportagem pela série Menores no Brasil: a Loucura Nua, publicada na Folha de S.Paulo. De 1995 até 2016, colabora com a revista Problemas Brasileiros, publicada pelo Sesc-Senac, de São Paulo. 

Entre 1998 e 2000, atua como diretora da União Brasileira de Escritores (UBE) e, em 2008, torna-se membro da Academia Campineira de Letras e Artes (Acla).

Em 2014, a demissão do Itamaraty é declarada pela Comissão Nacional da Verdade (CNV) caso nacional de discriminação contra a mulher. A partir disso, é aberta ação de indenização e reversão à carreira diplomática, na Comissão de Anistia do Ministério da Justiça.

Fontes de pesquisa 6

Abrir módulo

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: