Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.

Enciclopédia Itaú Cultural
Música

Ed Motta

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
17.08.1971 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Eduardo Motta (Rio de Janeiro RJ 1971). Cantor, compositor, multi-instrumentista, arranjador e produtor. Ainda adolescente, tem a primeira experiência musical como vocalista na banda Kabbalah, que faz releituras de clássicos do rock. Sobrinho do cantor e compositor Tim Maia, é influenciado pelo funk e soul norte-americano. Trabalha como DJ na no...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Eduardo Motta (Rio de Janeiro RJ 1971). Cantor, compositor, multi-instrumentista, arranjador e produtor. Ainda adolescente, tem a primeira experiência musical como vocalista na banda Kabbalah, que faz releituras de clássicos do rock. Sobrinho do cantor e compositor Tim Maia, é influenciado pelo funk e soul norte-americano. Trabalha como DJ na noite carioca, produz fanzines sobre música negra e decide abandonar os estudos para se dedicar à música. Aos 16 anos, torna-se conhecido por conta dos sucessos Manuel (de Fábio Fonseca e Márcia Serejo) e Vamos Dançar (de Ed Motta e Rafael Cardoso), que grava com sua banda, a Conexão Japeri. Desliga-se do grupo para seguir carreira solo e lança Um Contrato com Deus, em 1990, no qual toca praticamente todos os instrumentos e compõe as músicas, além de fazer a produção do disco. Compõe a trilha para o filme Pequeno Dicionário Amoroso, dirigido por Sandra Werneck, em 1997. Repete a experiência em 2000, com a trilha de A Partilha, de Daniel Filho. Volta às paradas de sucessos com as músicas Fora da Lei, de 1997, e Colombina, 2000, ambas parcerias com Rita Lee, lançadas nos álbuns Manual Prático para Festas, Bailes e Afins, volumes 1 e 2, respectivamente. Lança, em 2002, Dwitza, um álbum com temas instrumentais. Retorna ao pop com o disco Poptical, 2003, que traz a canção Tem Espaço na Van (parceria com Seu Jorge). No disco seguinte, Aystelum, de 2005, retoma as experimentações musicais. Em 2007, compõe a trilha sonora de 7 - O Musical, com textos de Charles Möeller e letras de Cláudio Botelho, e lança Chapter 9, no qual assume todos os instrumentos. Com todas as músicas cantadas em inglês, o disco é oferecido gratuitamente pela internet. Piquenique, de 2009, traz a maioria das letras de sua esposa, Edna Lopes, a artista gráfica que faz seu site e a capa de seus discos, e uma faixa, Nefertiti, em parceria com Rita Lee. Motta também é pesquisador musical e colecionador de vinil. Ele retrata um pouco de sua coleção no programa Empoeirado, que produz e apresenta na Rádio Eldorado FM.

Espetáculos 2

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 4

Abrir módulo
  • ALEXANDRE, Ricardo. Dias de luta: o rock e o Brasil dos anos 80. São Paulo: DBA Artes Gráficas, 2002.
  • DAPIEVE, Arthur. BRock: o rock brasileiro dos anos 80. São Paulo: Editora 34, 1995.
  • DONATI, Marcelo. Ed Motta - Biografia, 2009. Disponível em http://pt.scribd.com/doc/23091957/Ed-Motta-Biografia-Por-Marcelo-Donati Acesso em: 08 de abril de 2011.
  • PALUMBO, Patricia. Vozes do Brasil. Editora DBA. São Paulo, 2002.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: