Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Luiz Paulo Nenen

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 29.11.2017
13.06.1957 Brasil / São Paulo / São Paulo / Santa Cecília
Luiz Paulo Peixoto (Santa Cecília, São Paulo, 1957). Iluminador. Criador de iluminações para inúmeros espetáculos nos anos 80, é, juntamente com Aurélio de Simoni (1948) e Maneco Quinderé (1963), um dos responsáveis pela sedimentação e especialização do iluminador de teatro no Rio de Janeiro.

Texto

Abrir módulo

Biografia

Luiz Paulo Peixoto (Santa Cecília, São Paulo, 1957). Iluminador. Criador de iluminações para inúmeros espetáculos nos anos 80, é, juntamente com Aurélio de Simoni (1948) e Maneco Quinderé (1963), um dos responsáveis pela sedimentação e especialização do iluminador de teatro no Rio de Janeiro.

Faz sua formação como operador de luz e assistente de iluminação de Jorginho de Carvalho (1946). Nessa fase, trabalha, entre outros, no espetáculo Lenços e Ventos, de Ilo Krugli (1930). Inicia carreira em 1975 fazendo a iluminação de Pic-Nic no Front, de Fernando Arrabal (1932), com direção de Paulo Reis (1952). Em 1977, trabalha em Ralé, de Máximo Gorki (1868-1936), com direção de Marcos Fayad. A partir de 1978, assina a luz dos espetáculos dos grupos Companhia Tragicômica Jaz-o-Coração, Pessoal do Despertar e Pessoal do Cabaré.

Em 1980, estabelece uma parceria com Aurélio de Simoni, com quem cria e realiza a iluminação de uma série de espetáculos por ano até 1984, entre eles: Dzi Croquettes - TV Croquette Canal Dzi, 1980, criação coletiva do grupo; Poleiro dos Anjos, 1981, de Buza Ferraz (1950-2010); Serafim Ponte Grande, de Oswald de Andrade (1890-1954), Bar Doce Bar, roteiro de Álvaro Ramos, Pedro Cardoso (1961), e Felipe Pinheiro (1960-1993), e As Lágrimas Amargas de Petra von Kant, 1982, de Fassbinder (1945-1982); A Família Titanic - A Família que Afunda Rindo, de Mauro Rasi (1949-2003), Folias do Coração, adaptação de Geraldo Carneiro (1952), Quem Tem Medo de Itália Fausta, de Ricardo de Almeida e Miguel Magno (1951-2009), Viúva, porém Honesta, de Nelson Rodrigues (1912-1980), e A Terra dos Meninos Pelados, 1983, adaptação de Bia Lessa (1958) para a obra de Graciliano Ramos (1892-1953); Ensaio nº 1 - A Tragédia Brasileira, 1984, de Sérgio Sant'Anna (1941), também de Bia Lessa. Aurélio de Simone faz questão de frisar que é ao lado de Luiz Paulo Nenen que aprende seu ofício de iluminador. "Ele foi o responsável por muito do que sou. As luzes mais lógicas do espetáculo tinham sua influência e as lúdicas tinham mais a minha cara".1 Em 1982, a dupla de iluminadores recebe o Troféu Mambembe pelo conjunto de trabalhos.

Nenen acompanha a dupla Felipe Pinheiro e Pedro Cardoso em sua série de espetáculos nos anos 1980, que inaugura o teatro besteirol. Em 1986, faz a luz de Noturno e Quinteto, coreografia e direção de Regina Miranda, na Companhia de Atores Bailarinos do Rio de Janeiro, com a qual continua a trabalhar nos espetáculos seguintes, até 2002. Em 1989, assina a iluminação de A Estrela do Lar, de Mauro Rasi e, no ano seguinte, de A Bao A Qu (Um Lance de Dados), de Enrique Diaz (1967), com a Cia dos Atores. Cria e executa também a luz dos espetáculos do diretor Cláudio Torres Gonzaga.

Luiz Paulo Nenen tem também uma carreira de diretor de fotografia na televisão, trabalha na TV Globo por quinze anos.

Nota

1. SIMONI, Aurélio de. Entrevista sobre sua carreira. Luz & Cena, Rio de Janeiro, out. 2003. Entrevista.

Espetáculos 105

Abrir módulo

Espetáculos de dança 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 9

Abrir módulo
  • ALBUQUERQUE, Johana. Luiz Paulo Nenen. (ficha curricular) In: _________. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • CARVALHO, Tania. Ney Latorraca: uma celebração. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. (Aplauso Especial).
  • NENEN, Luiz Paulo. Rio de Janeiro: Funarte / Cedoc. Dossiê Personalidades Artes Cênicas.
  • Planilha enviada pela pesquisadora Rosyane Trotta.
  • Programa do Espetáculo - A Bao A Qu - Um Lance de Dados - 1990.
  • Programa do Espetáculo - As Lágrimas Amargas de Petra von Kant - 1983.
  • Programa do Espetáculo - Extremos - 1985.
  • Programa do Espetáculo- Ensina-me A Viver - 1981.
  • TEATRO ALIANÇA FRANCESA. Belas Figuras: São Paulo, SP, [1983]. Programa do Espetáculo.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: