Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Claudia Raia

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 15.03.2018
23.12.1966 Brasil / São Paulo / Campinas
Maria Claudia Motta Raia (Campinas, São Paulo, 1966). Atriz e produtora. Intérprete de musicais importados do modelo americano da Broadway, cria, na década de 90, um estilo de espetáculo que mistura programa de auditório, esquetes de humor e números musicais, centrado em sua personalidade.

Texto

Abrir módulo

Biografia

Maria Claudia Motta Raia (Campinas, São Paulo, 1966). Atriz e produtora. Intérprete de musicais importados do modelo americano da Broadway, cria, na década de 90, um estilo de espetáculo que mistura programa de auditório, esquetes de humor e números musicais, centrado em sua personalidade.

Inicia a carreira em São Paulo, aos 17 anos: em 1983, lidera o elenco de Chorus Line, de James Kirwood e Nicholas Dante. Dois anos depois, já no Rio de Janeiro, atua em Gatão de Estimação, de Gerard Lauzier, direção de Cecil Thiré (1943). Faz Splish Splash, de Flávio Marinho, 1988, sob a direção de Wolf Maya (1951). No ano seguinte, já com destaque na televisão, onde faz novelas e programas de humor, produz o musical Loja dos Horrores, de Roger Corman, novamente sob a direção de Wolf Maya.

Na década de 90, empreende uma série de produções musicais em que, além de atuar como protagonista, interpreta a si mesma em textos escritos para ela por Silvio de Abreu e com direção de Jorge Fernando: Não Fuja da Raia, 1991; Nas Raias da Loucura, 1993; Caia na Raia, 1996. Com grande sucesso de público e intenso ritmo de turnês, a atriz e produtora assume a opção pelo teatro de entretenimento e rentabilidade.

Em 1999, Cláudia Raia atua em 5 X Comédia, coletânea de esquetes de Miguel Falabella (1956), Hamilton Vaz Pereira (1951), Mauro Rasi (1949 - 2003) e Vicente Pereira (1949 - 1993), sob a direção geral de Hamilton Vaz Pereira.

Em 2000, atua ao lado de Miguel Falabella e Tuca Andrada, em O Beijo da Mulher Aranha, versão musical de Claudio Botelho do romance de Manuel Puig, em que, segundo o crítico Macksen Luiz (1945), a atriz, "com técnica de bailarina e preparação musical, transmite com vigor a figura idealizada de uma Aurora de invenção".1

Na TV Globo é atriz de primeiro escalão, atuando nas novelas Rainha da Sucata, 1990; Deus Nos Acuda, 1992 ; Torre de Babel, 1998; As Filhas da Mãe, 2001/2002, todas de Silvio de Abreu, com direção de Jorge Fernando, entre outras. É também requisitada para os programas humorísticos da casa como TV Pirata, 1988/1990; e Os Normais, 2001/2002.

Notas

1. LUIZ, Macksen. Eficiência e toque brasileiro. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 05 fev. 2001.

Espetáculos 12

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 5

Abrir módulo
  • LÓPEZ, Nayse. Entretenimento sem culpa. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 31 dez. 1994.
  • MARTINS, Lula Branco. Exercício egocêntrico. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 21 jan. 1995.
  • Memória Globo. Disponível em: [http://memoriaglobo.globo.com/Memoriaglobo/0,27723,GYP0-5271-224234,00.html]. Acesso em: 19 mai. 2010.
  • RAIA, Claudia. Currículo enviado pela atriz.
  • RAIA, Claudia. Rio de Janeiro: Funarte / Cedoc. Dossiê Personalidades Artes Cênicas.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: