Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Literatura

José Guilherme Merquior

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
22.04.1941 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
07.01.1991 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
José Guilherme Merquior (Rio de Janeiro RJ 1941 - idem 1991). Crítico literário, filósofo, sociólogo e diplomata. Filho de Danielo Merquior e Maria Alves Merquior. Inicia sua participação no Jornal do Brasil em 1959, e um ano depois faz parte do quadro dos colaboradores do Suplemento Dominical do  jornal, então dirigido pelo jornalista e poeta R...

Texto

Abrir módulo

Biografia
José Guilherme Merquior (Rio de Janeiro RJ 1941 - idem 1991). Crítico literário, filósofo, sociólogo e diplomata. Filho de Danielo Merquior e Maria Alves Merquior. Inicia sua participação no Jornal do Brasil em 1959, e um ano depois faz parte do quadro dos colaboradores do Suplemento Dominical do  jornal, então dirigido pelo jornalista e poeta Reynaldo Jardim (1926). Licencia-se em filosofia em 1962 e, no ano seguinte, ministra cursos no Instituto de Belas Artes do Rio de Janeiro, bacharela-se em direito e também organiza, em parceria com o poeta Manuel Bandeira (1886 - 1968), o livro Poesia do Brasil. Publica, em 1965, Razão do Poema, o primeiro e um de seus mais conhecidos trabalhos. Obtém o título de doutor em letras pela Universidade de Sorbonne, em 1972. Dá aulas sobre o modernismo brasileiro no curso de pós-graduação da Universidade Nova de Lisboa, em 1976, e recebe o título de doutor em sociologia pela London School of Economists and Political Science, em 1978. Exerce funções diplomáticas em Paris, Bonn, Montevidéu e Londres e participa ativamente do debate político e cultural no Brasil, principalmente nos anos 1970 e 1980. Em Montevidéu, em julho de 1981, ministra curso de estética contemporânea. Elege-se membro da Academia Brasileira de Letras - ABL, em 1982, sucedendo ao professor e químico Paulo Carneiro (1901 - 1971). Em 1983, é nomeado ministro conselheiro da Embaixada do Brasil em Londres. Sua escrita investigativa trata dos mais variados assuntos estéticos, culturais e filosóficos, de estudos sobre poesia, marxismo ou estruturalismo a autores como o poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade (1902 - 1987), o antropólogo belga Claude Lévi-Strauss (1908) ou o filósofo francês Michel Foucault (1926 - 1984). Polemista, participa de muitos debates públicos com outros pensadores e artistas brasileiros. Morre no Rio de Janeiro, em 7 de janeiro de 1991.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: