Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Literatura

Gonçalves de Magalhães

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 28.07.2021
13.08.1811 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
10.07.1882 Itália / Lazio / Roma
Reprodução Fotográfica Horst Merkel

A Confederação dos Tamoyos, 1856
Gonçalves de Magalhães
Brasiliana Itaú/Acervo Banco Itaú

Domingos José Gonçalves de Magalhães (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1811 - Roma, Itália 1882). Poeta, romancista e dramaturgo. Ingressa no curso de medicina do Colégio Médico-Cirúrgico da Santa Casa de Misericórdia em 1828. Em 1832 publica seus primeiros versos, Poesias, e no ano seguinte, já formado, muda-se para Paris para aprofundar seus es...

Texto

Abrir módulo

Domingos José Gonçalves de Magalhães (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1811 - Roma, Itália 1882). Poeta, romancista e dramaturgo. Ingressa no curso de medicina do Colégio Médico-Cirúrgico da Santa Casa de Misericórdia em 1828. Em 1832 publica seus primeiros versos, Poesias, e no ano seguinte, já formado, muda-se para Paris para aprofundar seus estudos. Lá, une-se a um grupo de jovens brasileiros ligados às idéias românticas em voga na Europa - o pintor Manuel de Araújo Porto Alegre (1806 - 1897), Francisco de Sales Torres Homem (1812 - 1876), João Manuel Pereira da Silva (1817 - 1897) e Cândido de Azeredo Coutinho, que, em 1836, funda a Nitheroy - Revista Brasiliense, considerada a primeira manifestação literária do romantismo brasileiro. Nesse ano publica Suspiros Poéticos e Saudades, que marca o príncipio do processo de emancipação da literatura nacional, acompanhando o que se iniciara no campo político, com a independência do Brasil, em 1822. O poeta também desempenha importante papel na fundação da dramaturgia nacional, como autor das primeiras tragédias, Antonio José ou o Poeta e a Inquisição, 1838, e Olgiato, 1839, ambas encenadas pelo ator e amigo João Caetano (1808 - 1863). Em 1847, inicia a carreira diplomática. Nos anos seguintes dedica-se a sua última obra, a epopéia A Confederação dos Tamoios, que, lançada em 1856, causa enorme polêmica com o escritor José de Alencar (1829 - 1877).

Obras 3

Abrir módulo

Exposições 1

Abrir módulo

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: