Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Paulo Mendes Campos

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
28.02.1922 Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
01.07.1991 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Reprodução Fotográfica Horst Merkel

Quadrante, 1962
Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Dinah Silveira de Queiroz, Fernando Sabino, Manuel Bandeira, Paulo Mendes Campos, Rubem Braga
Brasiliana Itaú/Acervo Banco Itaú

Paulo Mendes Campos (Belo Horizonte MG 1922 - Rio de Janeiro RJ 1991). Cronista, poeta e tradutor. Filho do médico e escritor Mário Mendes Campos (1894 - 1989). Na infância e adolescência, estuda em sua cidade natal e no interior de Minas Gerais, em Cachoeira do Campo e São João del Rei. Cursa, sem concluir, odontologia, direito e veterinária. E...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Paulo Mendes Campos (Belo Horizonte MG 1922 - Rio de Janeiro RJ 1991). Cronista, poeta e tradutor. Filho do médico e escritor Mário Mendes Campos (1894 - 1989). Na infância e adolescência, estuda em sua cidade natal e no interior de Minas Gerais, em Cachoeira do Campo e São João del Rei. Cursa, sem concluir, odontologia, direito e veterinária. Entra também para a Escola Preparatória de Cadetes, em Porto Alegre, pensando em se tornar aviador, mas desiste em menos de um ano. Volta a Belo Horizonte, dirige o Suplemento Literário da Folha de Minas e trabalha numa empresa de construção civil de um tio. Forma um grupo literário com os amigos Otto Lara Resende (1922 - 1992), Fernando Sabino (1923 - 2004) e Hélio Pellegrino (1924 - 1988). Em 1945, vai para o Rio de Janeiro conhecer o poeta chileno Pablo Neruda (1904 - 1973) e acaba radicando-se na cidade, onde atua como jornalista e cronista em diversos periódicos, como Correio da Manhã, O Jornal, Diário Carioca e Manchete. Em 1947, trabalha no serviço público, como fiscal de obras do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado - Ipase, chegando a diretor da Divisão de Obras Raras da Biblioteca Nacional. Embora faça sucesso com suas crônicas, seu primeiro livro no gênero, O Cego de Ipanema, só é lançado em 1960 - antes, publica três livros de poemas.

Obras 1

Abrir módulo
Reprodução Fotográfica Horst Merkel

Espetáculos 4

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 1

Abrir módulo
  • Programa do Espetáculo - Os Dois Cavaleiros de Verona - 2006. Não Catalogado

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: