Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Teatro

Martins Fontes

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 10.03.2017
23.06.1884 Brasil / São Paulo / Santos
25.06.1937 Brasil / São Paulo / Santos
José Martins Fontes (Santos, São Paulo, 1884 - Santos, São Paulo, 1937). Forma-se na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1906. No período, colabora nos jornais Gazeta de Notícias e O País, e nas revistas Careta e Kosmos, entre outros periódicos; é ainda diretor da Revista do Hospital Nacional. Trabalha no Hospital dos Alienados, no Rio de...

Texto

Abrir módulo

Biografia

José Martins Fontes (Santos, São Paulo, 1884 - Santos, São Paulo, 1937). Forma-se na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1906. No período, colabora nos jornais Gazeta de Notícias e O País, e nas revistas Careta e Kosmos, entre outros periódicos; é ainda diretor da Revista do Hospital Nacional. Trabalha no Hospital dos Alienados, no Rio de Janeiro, e integra, como médico, a Comissão de Obras que viaja ao Acre sob a direção de Bueno de Andrade. Em 1910 auxilia Oswaldo Cruz na campanha de saneamento do Rio de Janeiro, além de chefe da Assistência Escolar da Prefeitura. Muda-se para Paris (França) em 1914, e lá funda, com Olavo Bilac (1865 - 1918), uma Agência Americana para serviços de propaganda dos produtos brasileiros na Europa e em outros países. Seu primeiro livro de poesia, Verão, é publicado em 1917. Seguiram-se Marabá (1921), Arlequinada (1922), Rosicler (1928), A Flauta Encantada (1931), Paulistânia (1934), Canções do Meu Vergel (1937) e Calendário Positivista (1938), entre muitos outros. Sua poesia  filia-se ao Parnasianismo. Segundo o poeta Cassiano Ricardo (1895 - 1974), "Martins Fontes, não obstante sua confessada obediência à técnica vigente, era um incontido, tremendamente irrequieto, curioso, novidadeiro; não aceitou a língua comum, tentou uma linguagem caracteristicamente sua, uma espécie de dialeto poético e, neste ponto, antecipou, de algum modo, a pesquisa de hoje sob o aspecto da renovação ou invenção vocabular".

Espetáculos 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 5

Abrir módulo
  • AMARAL, Amadeu. Martins Fontes. In: ___. O elogio da mediocridade: estudos e notas de literatura. São Paulo: Hucitec: Secretaria de Cultura e Tecnologia do Estado, 1976. (Obras de Amadeu Amaral). p.145-156
  • FONTES, Martins. Poesia. Cassiano Ricardo. Rio de Janeiro: Agir, 1959. (Nossos clássicos, 40).
  • PENTEADO, Jacob. Martins Fontes: uma alma livre. São Paulo: Martins, 1968.
  • RAMOS, Péricles Eugênio da Silva. Martins Fontes. In: ___. Poesia parnasiana: antologia. São Paulo: Melhoramentos, 1967. p.319-330
  • SILVA, Domingos Carvalho da; RIBEIRO NETO, Oliveira; RAMOS, Péricles Eugênio da Silva. Martins Fontes. In: ___. Antologia da poesia paulista. São Paulo: Conselho Estadual de Cultura, 1960. (Textos e documentos, 2). p.140-146

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: