Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Música

Swami Jr.

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 28.02.2018
26.08.1958 Brasil / São Paulo / São Paulo
Swami Antunes Campos Junior (São Paulo, SP, 1958). Instrumentista, compositor, arranjador e produtor. Estuda violão clássico com Alfredo Scupinari e, na Pro Arte, com Maria Lívia São Marcos e Paulo Francisco Lacerda. Mora quatro anos em Paris e lá tem aulas de jazz e improvisação. Voltando ao Brasil, estuda harmonia e arranjo com o Cláudio Leal ...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Swami Antunes Campos Junior (São Paulo, SP, 1958). Instrumentista, compositor, arranjador e produtor. Estuda violão clássico com Alfredo Scupinari e, na Pro Arte, com Maria Lívia São Marcos e Paulo Francisco Lacerda. Mora quatro anos em Paris e lá tem aulas de jazz e improvisação. Voltando ao Brasil, estuda harmonia e arranjo com o Cláudio Leal Ferreira. Nos anos de 1980, participa das bandas Xoro Roxo, Orquestra Heartbreakers, HiFi e Mexe com Tudo, com quem grava um disco independente em 1990, ao lado dos músicos Toninho Ferragutti, Gnello, Tião Carvalho e a cantora Virgínia Rosa, realizando shows pelo Brasil e Europa. Em 1993, sua canção Bom Dia, em parceria com Paulo Freire, é gravada por Zizi Possi (1956), no CD Valsa Brasileira (1993).

Em 1999, com o saxofonista Mané Silveira, grava o CD Ímã pelo selo Núcleo Contemporâneo, com composições voltadas ao choro e jazz. Em 2007, lança o álbum Outra Praia, com parcerias com José Miguel Wisnik, Chico César, Zeca Baleiro, Chico Pinheiro, Virgínia Rosa, Zélia Duncan, Vanessa da Mata e Marcelo Pretto. Esse disco também é lançado pelo selo francês World Village/Harmonia Mundi, em 2009. Pelo selo Borandá, grava o disco instrumental Mundos e Fundos, em 2011

Fim de Ano, canção em parceria com José Miguel Wisnik, é gravada por Vânia Bastos em 1997 e por Wisnik em 2001. Vou na Vida, escrita com Virgínia Rosa, é gravada por ela no álbum Batuque, de 1997. Desde de 2003, faz a direção musical para a cantora cubana Omara Portuondo.

Em 2006, é vencedor do prêmio de melhor arranjo no Festival Cultura (TV Cultura), com a canção Contabilidade, de Danilo Moraes e Ricardo Teté. Em 2008, produz com Jaime Além o álbum de Maria Bethânia e Omara Portuondo, trabalho ganhador do Prêmio de Música Brasileira 2009 na categoria Projetos Especiais. O músico também acompanha diversos artistas, tais como Elza Soares, Luiz Tatit, Tom Zé, Dori Caymmi, Marcos Suzano, Jacques Morelembaum, Lokua Kanza (Congo), Mayra Andrade (Cabo Verde) e Sadao Watanabe (Japão).

Comentário crítico
Swami Jr é um músico versátil e muito requisitado por artistas de diferentes gêneros musicais. Sua facilidade para trabalhar com chorinho, jazz, música cubana ou música caipira o habilita tanto para acompanhar quanto dirigir trabalhos. Sua composição é diversificada e ressalta a experiência como instrumentista. O manejo com o contraponto (fortemente presente no chorinho) e com a improvisação são matrizes do aspecto virtuosístico de suas peças instrumentais. O autor também se destaca em suas canções pelo seu o aspecto melódico, letradas em sua maioria por artistas com quem trabalha. No disco Outras Praias (2007), Swami Jr costura diversas nuances com o violão sete cordas (tradicionalmente usado no choro), mas também canta, toca o baixo fretless (o contrabaixo sem trastes) e assina as doze faixas do trabalho, dez delas em parcerias e duas sozinho.

Sua experiência em turnês também o auxilia na rotina de criação, pois ele aproveita as horas solitárias nos quartos de hotel para compor. É assim que desenvolve o álbum Mundos e Fundos (2011). Neste trabalho, mescla a influência jazzística com o rearranjo de canções singelas, como a marchinha Cabeleira do Zezé (João Roberto Kelly e Roberto Faissal). Sua habilidade com melodias simples talvez explique a fluidez de canções como Bom Dia e Desamparinho (parceria com o poeta português Thiago Torres), ambas gravadas no disco Outras Praias (2007), entre outras regravações realizadas por grandes intérpretes, como a cantora portuguesa Maria João Quadros, em 2009.

Obras 7

Abrir módulo

Debates 1

Abrir módulo

Mostras audiovisuais 1

Abrir módulo

Shows musicais 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 2

Abrir módulo

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: