Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Alberto Bitar

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 06.03.2017
12.12.1970 Brasil / Pará / Belém
Reprodução Fotográfica Arquivo do Artista

Série Passageiro, 2000
Alberto Bitar
Fotografia p&b

Alberto Carneiro Bitar (Belém, Pará, 1970). Fotógrafo e artista visual. Em 1991, participa do curso Fotografia Artesanal e Sensorial, ministrado pelo fotógrafo Miguel Chikaoka (1950), na Associação Fotoativa, em Belém. Na mesma cidade, no ano de 1994, realiza sua primeira exposição individual Solitude, na Galeria Theodoro Braga. Forma-se em Admi...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Alberto Carneiro Bitar (Belém, Pará, 1970). Fotógrafo e artista visual. Em 1991, participa do curso Fotografia Artesanal e Sensorial, ministrado pelo fotógrafo Miguel Chikaoka (1950), na Associação Fotoativa, em Belém. Na mesma cidade, no ano de 1994, realiza sua primeira exposição individual Solitude, na Galeria Theodoro Braga. Forma-se em Administração de Empresas pela Universidade da Amazônia (Unama/PA), em 1995. Frequenta oficinas de fotografia ministradas pelos fotógrafos Antônio Augusto Fontes (1948), Walter Firmo (1937) e pela curadora Angela Magalhães (1954), entre 1995 e 1997. De 1996 a 2002, trabalha como repórter fotográfico para a Revista Troppo, publicação do jornal O Liberal. A partir de 2002, dedica-se à produção de filmes e vídeos de curta duração produzidos com fotografias de cenas noturnas no espaço urbano. Ganha o Prêmio Aquisição do Salão de Arte Pará, com a série Sobre o Vazio, em 2011 e,  o 12º Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia pela série Corte Seco em 2012. Trabalha como editor de fotografia do jornal O Diário do Pará, e como colaborador da agência Kamara Kó Fotografias

Obras 1

Abrir módulo

Eventos multiculturais 1

Abrir módulo

Exposições 92

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 7

Abrir módulo
  • AMAZÔNIA, a arte. Curadoria Orlando Maneschy. Tradução Paul Webb. Vila Velha: Museu Vale, 2010.
  • BITAR, Alberto. Hecate: fotografias de Alberto Bitar. Curadoria, texto e edição: Cláudio de La Rocque Leal. Belém: Galeria Theodoro Braga, 1997. 14 p.
  • BITAR, Alberto. Passageiro. Curadoria Rosely Nakagawa; texto Rosely Nakagawa, Mariano Klautau Filho. Belém: [s.n.], 2005. 36 p.
  • CHIKAOKA, Miguel (Coord.). Une certaine Amazonie: réseau de lecture publique de plaine commune. Montreuil: Centre de promotion du livre de jeunesse, 2005. 36 p.
  • GALERIA LUNARA. Corte Seco: a violência urbana pela lente do fotógrafo Alberto Bitar na Galeria Lunara. Porto Alegre, 2015. Exposição realizada no período de 15 maio a 14 jun. 2015. Disponível em: < http://galerialunara.blogspot.com.br/2015/05/dois-extremos-uma-realidade-o-fotografo.html >. Acesso em: 03 jun. 2015.
  • KAMARA Kó Fotografias. 2007. Disponível em: < http://www.kamarako.com.br/# >. Acesso em: 01 jun. 2015.
  • NEVES, Ivânia dos Santos; CARDOSO, Ana Penaforte Shirley. Entre páginas policiais e galerias de arte: a poética do olhar de Alberto Bitar em Corte Seco. Revista Extraprensa: cultura e comunicação na América Latina, São Paulo, v. 8, n. 15, p.1-9, dez. 2014. Semestral. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/extraprensa >. Acesso em: 28 maio 2015.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: