Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.

Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Sonia Guggisberg

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 07.01.2020
1964 Brasil / São Paulo / São Paulo
Reprodução fotográfica Sonia Guggisberg

Nadador II, 2009
Sonia Guggisberg
Vídeoinstalação, loop
500,00 cm x 300,00 cm

Sonia Guggisberg (São Paulo, São Paulo, 1964). Artista, videomaker e pesquisadora. Em 1986, gradua-se em desenho industrial, pela Fundação Álvares Penteado (Faap). Em 1993, realiza a primeira exposição individual na Itaú Galeria, em São Paulo. 

Texto

Abrir módulo

Sonia Guggisberg (São Paulo, São Paulo, 1964). Artista, videomaker e pesquisadora. Em 1986, gradua-se em desenho industrial, pela Fundação Álvares Penteado (Faap). Em 1993, realiza a primeira exposição individual na Itaú Galeria, em São Paulo. 

Entre suas mostras, destacam-se duas coletivas realizadas em São Paulo: o projeto Antarctica Artes com a Folha (1996), apresentado no Pavilhão Manuel da Nóbrega (hoje Museu Afro), e a mostra Heranças Contemporâneas III, realizada em 1999 no Museu de Arte Contemporânea (MAC), com curadoria de Katia Canton (1962). Ainda em 1999, Guggisberg apresenta instalações que dialogam com a pintura na mostra individual O Corpo das Dobras, no Centro Cultural dos Correios, no Rio de Janeiro. Nessa mostra, expõe obras com suporte em tecido, material usado pela artista para pintura sem chassis no início de carreira. 

A partir do ano 2000, os trabalhos de Sonia Guggisberg utilizam materiais produzidos industrialmente, como borracha, plásticos e tubos de inox. Em 2003, na mostra Amorfos, realizada na galeria Virgílio, em São Paulo, apresenta bolas infláveis que revelam organicidade não usual desses materiais. No trabalho de mestrado, intitulado Bolhas Urbanas, a artista discute o espaço social e urbano e realiza intervenções em ruínas do patrimônio histórico paulistano. Com base nesse mapeamento conceitual, instala nesses locais objetos infláveis gigantes, transparentes, cheios de água e ar. Como grandes pulmões, a obra aponta para a impermanência de coisas concretas. 

Desdobramentos da pesquisa acadêmica, esses trabalhos são apresentados em São Paulo na forma de performance e instalação, no Paço das Artes, em 2005, e no Acervo Histórico Municipal de São Paulo, em 2007. Em 2009, Guggisberg torna-se mestre em artes plásticas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), participa da mostra Água na Oca, apresentada em 2010, no Parque Ibirapuera, em São Paulo, e da 10a Bienal de Arquitetura, realizada no Centro Cultural São Paulo (CCSP), em 2013. Em 2014, conclui o doutorado em comunicação e semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), de São Paulo.

Em 2008, a água ressurge como elemento constitutivo dos trabalhos exibidos no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em São Paulo. A mostra Lençóis Freáticos apresenta a instalação Nascente, composta por um deque de madeira, areia e água, acompanhados da projeção em movimento do Aquífero Guarani. Instalada como site-specific no cofre do antigo banco, a obra reflete sobre as relações entre fontes naturais e reservas financeiras. A água é exposta como patrimônio, riqueza e mercadoria, escassa e impermanente. 

Com base nas reflexões sobre a efemeridade das estruturas sociais urbanas, os patrimônios históricos e as relações coletivas, Guggisberg desenvolve o doutorado Projeto Sistema Ecos, pesquisa coletiva sobre a contaminação do subsolo do antigo incinerador da Praça Victor Civita, em São Paulo. O projeto conta com a colaboração de artistas como Rejane Cantoni (1959)Leonardo Crescenti (1954)Luiz Duva (1965)Gilbertto Prado (1954) e Lea Van Steen (1965).

 

Obras 15

Abrir módulo
Reprodução fotográfica Sonia Guggisberg

Boat

Videoinstalação
Reprodução fotográfica Sonia Guggisberg

Buracos

Vídeo instalação
Reprodução fotográfica Sonia Guggisberg

Fundo

Site specific

Eventos multiculturais 2

Abrir módulo

Exposições 53

Abrir módulo

Festivais 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: