Artigo da seção pessoas Erika Palomino

Erika Palomino

Artigo da seção pessoas
Teatro / literatura  
Data de nascimento deErika Palomino: 19-11-1967 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Érika Palomino (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1967). Jornalista, consultora de moda e diretora criativa. Com um amplo repertório no campo cultural, cria e atua em diversas linguagens da arte como música, moda e literatura, abordando sua relevância, sem deixar de questionar a indústria e o sistema, por meio de vivências com movimentos identitários, pesquisa em comportamento e sua experiência como editora de conteúdo e produtora criativa.

Começa a trabalhar no jornal Folha de S.Paulo em 1988, mas é em 1992, com a estreia da coluna Noite Ilustrada, que seu trabalho ganha repercussão e Érika Palomino passa a escrever sobre moda, comportamento e a vida noturna da cidade de São Paulo. Apropriando-se de termos como “uó”, “babado" e “hype”, além de criar uma linguagem visual com fotografias feitas com câmeras descartáveis por frequentadores das casas noturnas, a coluna abre um espaço editorial para a comunidade LGBT, a música eletrônica e a liberdade sexual de forma ainda pouco abordada na época.

Em 1999, lança o livro Babado Forte – Moda, Música e Noite, que surge de uma compilação de notas e do desejo de recontextualizar todo um registro iniciado com a coluna Noite Ilustrada. A obra consiste em informações que não entram na coluna, opiniões da autora que mudam ao longo do tempo e uma introdução sobre a noite, para quem ainda não conhece. Preocupada em manter o tom jornalístico, Érika Palomino narra em terceira pessoa, mantendo uma forma de escrita mais distante de uma perspectiva pessoal e utilizando-se de descrições dos espaços e de histórias de diversos personagens. O volume consome um total de três anos de pesquisa, organizado em cronologia e temas em que a jornalista realiza mais de cem entrevistas analisando moda, tendência, música e o comportamento da juventude.

Publica seu segundo livro, A Moda, em 2001, como parte da coleção Folha Explica, da editora Publifolha. O livro serve como obra didática para cursos de moda e design no país ao fazer um histórico da moda, descrevendo um sistema surgido no século XIV até seus desdobramentos na atualidade. O livro também aborda o surgimento de conceitos como lançamentos sazonais, alta-costura e prêt-à-porter, respondendo perguntas como o que é moda, como ela funciona e quem dita a moda, com base em correntes de autores conhecidos.

No mesmo ano, inaugura seu site e uma produtora de conteúdo e hub instalada na Vila Madalena, em São Paulo, batizada de House of Palomino. O espaço também abriga exposições de arte, workshops e a editora de mesmo nome, responsável pela Revista Key, lançada em 2006 e com três edições anuais sobre moda nacional e internacional. Ainda em 2001, torna-se consultora criativa da marca Melissa e, em 2005, assina o catálogo da exposição Melissa Plastico.o.rama Made in Brasil.

Entre 2007 e 2009, é jurada do Brazil’s Next Top Model, produzido pelo canal Sony e pela produtora Moonshoot Pictures. O programa é uma versão brasileira do reality show America’s Next Top Model (2003), em que modelos iniciantes disputam um contrato com uma agência e a capa de uma revista.

Em fevereiro de 2012, passa a atuar como diretora de redação da revista L’Officiel Brasil, em seu relançamento no país, onde permanece por três anos. Suas atribuições incluem dez edições anuais da revista, a revista masculina, uma revista de viagem e a revista do Hotel Unique. Além da redação, trabalha também na parte comercial das publicações. Em 2015, organiza o evento de 35 anos da marca Melissa, encarregando-se desde os temas das coleções até as parcerias com estilistas e artistas.

Em fevereiro de 2019, assume a direção do Centro Cultural São Paulo, onde tem a oportunidade de criar uma programação moderna e inovadora, valorizando a diversidade e a representatividade, estabelecendo novas parcerias dentro dos âmbitos criativos e comerciais e implementando medidas de longa duração, como aumento dos acervos e consolidação do trabalho de novas curadorias em moda, performance e dança.

Érika Palomino dedica-se a perceber as modulações da moda e das artes, abarcando a moda da rua, das passarelas, a internacional e do dia a dia, e trabalhando-a como expressão individual, reflexo do contemporâneo e produção de subjetividade. Dessa forma, possibilita uma transversalidade com outras linguagens e manifestações culturais do universo imagético e midiático.

Outras informações de Erika Palomino:

  • Outros nomes
    • Érika Palomino
  • Habilidades
    • Jornalista

Espetáculos (1)

Exposições (1)

Fontes de pesquisa (10)

  • BRAZIL’S Next Top Model. Moonshot Pictures. Disponível em: https://www.moonshot.com.br/projetos/brazil-next-top-model/. Acesso em: 3 nov. 2020.
  • CONVERSA com Bial - Giovanni Bianco e Érika Palomino. São Paulo: TV Globo São Paulo, 2019. Disponível em: https://globoplay.globo.com/v/7708811/. Acesso em: 18 mar. 2020.
  • ÉRIKA Palomino. Casé Fala. Disponível em: http://casefala.com.br/site/casting/erika-palomino/. Acesso em: 20 mar. 2020.
  • ÉRIKA Palomino. Portal dos Jornalistas. Atualizado em julho de 2015. Disponível em: https://www.portaldosjornalistas.com.br/jornalista/erika-palomino/. Acesso em: 22 mar. 2020.
  • FIORAVANTE, Celso. Deus criou a noite e… Erika Palomino criou o “Babado Forte". Folha de S.Paulo, São Paulo, 18 nov. 1999. Ilustrada. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1811199907.htm. Acesso em: 20 mar. 2020.
  • FIORAVANTE, Celso. Palomino imortaliza a cena em livro. Folha de S.Paulo, São Paulo, 18 nov. 1999. Ilustrada. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1811199906.htm. Acesso em: 20 mar. 2020.
  • HYPE, babado e uó: como Erika Palomino trouxe a noite paulistana para as páginas da Folha. Folha de S.Paulo, São Paulo, 8 dez. 2018. Ilustrada completa 60 anos. Capítulo 10 (1992). Disponível em: http://temas.folha.uol.com.br/ilustrada-60-anos/1992/hype-babado-e-uo-como-erika-palomino-trouxe-a-noite-paulistana-para-as-paginas-da-folha.shtml. Acesso em: 21 mar. 2020.
  • LEME, Álvaro. Érika Palomino assume direção de Centro Cultural São Paulo. Forbes, São Paulo, 30 jan. 2019. Liifestyle. Disponível em: https://forbes.com.br/forbeslife/2019/01/erika-palomino-assume-direcao-do-centro-cultural-sao-paulo/ Acesso em: 19 mar. 2020.
  • LIMA, Paulo. Érika Palomino. Trip, São Paulo, maio 1993.
  • PASCOLATO, Costanza. Livro expõe engrenagem do sistema e explica conceitos. Folha de S.Paulo, São Paulo, 22 jan. 2002. Ilustrada. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u380666.shtml. Acesso em: 20 mar. 2020.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ERIKA Palomino. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa244588/erika-palomino>. Acesso em: 16 de Abr. 2021. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7