Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas

A Enciclopédia é o projeto mais antigo do Itaú Cultural. Ela nasce como um banco de dados sobre pintura brasileira, em 1987, e vem sendo construída por muitas mãos.

Se você deseja contribuir com sugestões ou tem dúvidas sobre a Enciclopédia, escreva para nós.

Caso tenha alguma dúvida, sugerimos que você dê uma olhada nas nossas Perguntas Frequentes, onde esclarecemos alguns questionamentos sobre nossa plataforma.



Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Rafael Mendes de Carvalho

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 31.10.2021
1817 Brasil / Santa Catarina / Laguna
1870 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Rafael Mendes de Carvalho Júnior (Laguna, Santa Catarina, 1817 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1870). Pintor, desenhista, caricaturista, litógrafo, arquiteto, cenógrafo. Em 1841, matricula-se na Escola de Arquitetos-Medidores de Niterói e trabalha na reforma do Teatro São Pedro de Alcântara, juntamente com Olivier, Malivert, Lopes Barros e Man...

Texto

Abrir módulo

Rafael Mendes de Carvalho Júnior (Laguna, Santa Catarina, 1817 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1870). Pintor, desenhista, caricaturista, litógrafo, arquiteto, cenógrafo. Em 1841, matricula-se na Escola de Arquitetos-Medidores de Niterói e trabalha na reforma do Teatro São Pedro de Alcântara, juntamente com Olivier, Malivert, Lopes Barros e Manuel de Araújo Porto-Alegre (1806-1879), de quem torna-se discípulo. No ano seguinte, estuda na Academia Imperial de Belas Artes (Aiba), de onde recebe o prêmio de viagem ao exterior, lá permanecendo até 1845. Em paralelo, funda A Lanterna Mágica, primeira revista de caricatura do Rio de Janeiro. Entre 1850 e 1851, viaja para Buenos Aires, Argentina, e Montevidéu, Uruguai, onde trabalha como retratista e caricaturista, litografando o material documentado da Guerra do Rosas. De volta ao Brasil, instala um ateliê em Porto Alegre, passando a ensinar desenho e pintura, entre 1855 e 1857. 

Exposições 6

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 7

Abrir módulo
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979.
  • CAMPOFIORITO, Quirino. História da pintura brasileira no século XIX. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil de 1816-1916. Rio de Janeiro: Fontana, 1983.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • REIS JÚNIOR, José Maria dos. História da pintura no Brasil. Prefácio Oswaldo Teixeira. São Paulo: Leia, 1944.
  • RUBENS, Carlos. Pequena história das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Editora Nacional, 1941. (Brasiliana. Série 5ª: biblioteca pedagógica brasileira, 198).

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: