Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Pablo Lobato

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 18.11.2014
28.08.1976 Brasil / Minas Gerais / Bom Despacho
Carlos Pablo Cardoso Lobato (Bom Despacho, MG, 1976). Artista visual. Gradua-se na Faculdade de Comunicação e Artes da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/Minas), especializa-se em cinema na mesma universidade e na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), além de cursar fotografia na Escola Guignard, da Universidade Estadua...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Carlos Pablo Cardoso Lobato (Bom Despacho, MG, 1976). Artista visual. Gradua-se na Faculdade de Comunicação e Artes da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/Minas), especializa-se em cinema na mesma universidade e na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), além de cursar fotografia na Escola Guignard, da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG). 

Concentra-se, no início de sua prática artística, no cinema, exibindo trabalhos desde 2001 em festivais como o de Brasília, o do Rio, o Sundance (Estados Unidos) e o de Locarno (Suíça). É selecionado pelo projeto Bolsa Pampulha no ano de 2008, e, a partir de 2011, começa a ter seu trabalho gradualmente inserido no circuito das artes visuais. No mesmo ano, participa do Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), e do Programa Rumos Artes Visuais, promovido pelo Itaú Cultural (IC), na mesma cidade. Em 2012, realiza sua primeira mostra individual em São Paulo, a exposição Do Corte, na galeria Luciana Brito, e expõe obras na China, na França, no Peru, na Bolívia, na Noruega e no Uruguai.

Também em 2012 é contemplado com o Prêmio Aquisição do 64º Salão Paranaense, no Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC/PR). Suas obras integram diversas coleções públicas do país, como a do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), em Porto Alegre, do Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), em Fortaleza, e do Museu de Arte da Pampulha (MAP), em Belo Horizonte. É um dos criadores do Teia – Centro de Pesquisa Audiovisual, em Belo Horizonte.

Comentário crítico
A obra de Pablo Lobato insere-se no híbrido que caracteriza toda uma geração de jovens artistas brasileiros, produzindo um diálogo entre audiovisual e artes visuais, sem preponderância de um sobre o outro. Ponto recorrente em seu trabalho é a capacidade de isolar aspectos determinados do mundo e sensibilizá-los. Trata-se de um corte no sentido simbólico: a separação consciente empreendida entre o que é incluído e o que é excluído pelo observador num universo diverso, estabelecendo sentidos naquilo que é separado, fazendo sobressair qualidades no isolamento em relação ao todo.

Em Expiração 01 (2010), o artista opera o corte não do plano, mas do acúmulo imagético e de sua função de registro e memória. De um arquivo audiovisual de 12 anos, seleciona 6 trechos que são exibidos cada um em um monitor LCD. Um software desenhado especificamente para a exposição define aleatoriamente o tempo (de um a trinta dias) de exibição do vídeo, e provoca sua substituição logo após, exibindo, até o fim da mostra, apenas seu primeiro frame. O espectador sabe que pode ser a última existência daquela imagem. O artista coloca em pauta a condição de a imagem ser uma ligação entre passado, presente e futuro: o passado daquele que tomou a imagem, o presente de sua existência autônoma e o futuro da apreensão sobre a qual o artista não tem controle – tudo evidenciado por ser o futuro, nesse caso, certamente ausência.

Em Nascente (2012), Lobato captura a imagem de uma mangueira jorrando água. A cena é corrente, mas o corte acentua a ideia de fluxo e de modificação do entorno conforme a água jorra e o chão molha, num processo que, sem o corte, talvez passasse desapercebido. 

Em suas obras, Pablo Lobato provoca reflexões críticas acerca da imagem e do som como meio, sensibilizando o espectador para a relação de seus olhos e de sua presença em relação ao registro em geral.

Exposições 35

Abrir módulo

Feiras de arte 1

Abrir módulo

Festivais 1

Abrir módulo

Mostras audiovisuais 5

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 4

Abrir módulo
  • LOBATO, Pablo. Bolsa Pampulha 2007-2008, Belo Horizonte: Museu de Arte da Pampulha, 2008. (catálogo da exposição).
  • LOBATO, Pablo. Do corte. São Paulo: Luciana Brito Galeria, São Paulo, 2012. (catálogo da exposição).
  • LUCIANA BRITO Galeria. Site oficial. Disponível em: http://www.lucianabritogaleria.com.br/artists/27/. Acesso em: 11 set. 2014.
  • TEIA – Centro de Produções Audiovisuais. Site oficial. Disponível em: http://www.teia.art.br/br/pablo. Acesso em: 11 set. 2014.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: