Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Karl Wilhelm Von Theremin

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
1784 Alemanha / Berlim / Berlim
1852 Alemanha / Berlim / Berlim
Raul Lima

O Paço da Cidade do Rio de Janeiro Visto da Rampa, 1818
Karl Wilhelm Von Theremin
Litografia colorida sobre papel, c.i.d.
27,60 cm x 19,40 cm
Biblioteca Nacional (Brasil)

Karl Wilhelm von Theremin (Berlim, Alemanha 1784 - idem 1852). Pintor e desenhista. Freqüenta a Escola de Comércio, em Berlim. Em 1810, viaja com a família para Yverdon, na Suíça, onde realiza um álbum de desenhos da região. A serviço do governo prussiano, atua como cônsul até 1817, em Antuérpia, Bélgica. De 1818 a 1835, vive no Brasil, estabele...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Karl Wilhelm von Theremin (Berlim, Alemanha 1784 - idem 1852). Pintor e desenhista. Freqüenta a Escola de Comércio, em Berlim. Em 1810, viaja com a família para Yverdon, na Suíça, onde realiza um álbum de desenhos da região. A serviço do governo prussiano, atua como cônsul até 1817, em Antuérpia, Bélgica. De 1818 a 1835, vive no Brasil, estabelecendo-se como comerciante na cidade do Rio de Janeiro. Integra a comissão incumbida da reforma e reconstrução da praça do Comércio, inaugurada por dom João VI (1767-1826), em 1820. Nesse período, funda a Sociedade Germânica e a Sociedade Beneficente Suíça. Em 1824, é nomeado primeiro-cônsul e posteriormente cônsul-geral da Prússia no Brasil. Publica, em 1835, o álbum Saudades do Rio de Janeiro, com seis gravuras desenhadas por ele e litografadas por Loeillot. Em 1949, a obra é reimpressa, em preto-e-branco, pela Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, e, em 1957, em cores, pela Companhia Editora Nacional, por iniciativa do estudioso de fotografia e crítico Gilberto Ferrez (1908-2000).

Comentário Crítico
Karl Wilhelm von Theremin registra em desenhos e aquarelas a vida cotidiana do Rio de Janeiro na primeira metade do século XIX. Após seu retorno à Europa, em 1835, publica um álbum relativo ao período vivido no Brasil, com pranchas litografadas em preto-e-branco e depois aquareladas: O Paço da Cidade Tomado da Rampa (1818); O Passeio Público, Entrada (1834); O Aqueducto da Matta Cavalos (1832); Nª. Sª. da Glória Tomada de Hum Terraço (1834); Theatro Imperial (1835); e O Chafariz do Campo Tomado da Igreja de Sª. Anna (1835).

O estudioso Gilberto Ferrez ressalta que se trata de um artista notável, conhecedor da perspectiva e de sua arte, que executa suas obras com gosto e com um critério de escolha que não poderia ser melhor. Em suas composições, são apresentados diferentes aspectos da cidade entre 1818 e 1835, com o retrato fiel dos edifícios públicos, civis e religiosos mais importantes da época. Para Ferrez, seus desenhos e pinturas, além de sua qualidade artística, são relevantes para a história da cidade, por enfocar aspectos que outros pintores não representam. Enriquecem, assim, o conhecimento acerca do cenário urbano nos primeiros 30 anos do século XIX.

Obras 5

Abrir módulo

Exposições 4

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 7

Abrir módulo
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997.
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997. R750.81 A973d 2.ed.
  • BUNHEIRÃO, Tay (coord.). O Rio de Janeiro de Machado de Assis. Apresentação Geraldo Edson de Andrade. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 1989. [40] p., il. color.
  • FERREZ, Gilberto (org.). O "sketch book" de Carlos Guilherme von Theremin. Rio de Janeiro: Livraria Kosmos Editora, 1982.
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989. R703.0981 P818d
  • PEIXOTO, Maria Elizabete Santos. Pintores alemães no Brasil durante o século XIX. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1989.
  • VASQUEZ, Pedro Karp. Fotógrafos Alemães no Brasil do Século XIX: Deutsche Fotografen des 19. Jahrhunderts in Brasilien. São Paulo: Metalivros, 2000. 203 p., il. p&b. 770.981 V335f

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: