Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Georg Marcgraf

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 03.08.2018
1610 Alemanha / Sachsen / Liebstadt
1644 Angola / a definir / Luanda
Georg Marcgraf  (Liebstad, Alemanha 1610 - Luanda, Angola 1644). Pintor, cartógrafo, aquarelista, astrônomo, naturalista e desenhista. Estuda matemática, astronomia, medicina e botânica nas universidades de Leipzig e de Estrasburgo, Alemanha; da Basiléia, Suíça; e de Leyden, Holanda - quando conhece Willem Piso e Jan de Laet. Em 1638, chega a Re...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Georg Marcgraf  (Liebstad, Alemanha 1610 - Luanda, Angola 1644). Pintor, cartógrafo, aquarelista, astrônomo, naturalista e desenhista. Estuda matemática, astronomia, medicina e botânica nas universidades de Leipzig e de Estrasburgo, Alemanha; da Basiléia, Suíça; e de Leyden, Holanda - quando conhece Willem Piso e Jan de Laet. Em 1638, chega a Recife (Pernambuco), onde permanece até 1643, integrando a expedição científica e militar de Maurício de Nassau, como ajudante do médico Willem Piso. Nesse período, dedica-se também a atividade científica, classificando plantas e animais, fazendo a descrição do clima, habitantes e idiomas brasileiros e estudando as estrelas do hemisfério sul. Recebe de Maurício de Nassau uma encomenda para a construção de um observatório astronômico para acompanhar o eclipse de 1640. Realiza, com Albert Eckhout (ca.1610-ca.1666), Zacharias Wagener e Caspar Schmalkalden, as pinturas do livro Theatrum Rerum Naturalium Brasiliae. É co-autor, com Willem Piso, da Historia Naturalis Brasilae (1648), obra para a qual realiza aquarelas.

Exposições 6

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 5

Abrir módulo
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979.
  • GUIMARÃES, Argeu. História das artes plásticas no Brasil. Revista do Instituto Histórico e Geográphico Brasileiro, Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, volume IX, p. 401-497, 1930. Número especial.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. A pintura no Brasil Holandês. Rio de Janeiro: GRD, 1967.
  • WHITEHEAD, Peter James Palmer; BOESEMAN, M. Um retrato da Borasil holandês do século XVII: animais, plantas e gente, pelos artistas de Johan Maurits de Nassau. Tradução de Edmond Jorge. Apresentação de José E. Mindlin. Prefácio de Habs Hoetink. Rio de Janeiro: Kosmos, 1989.
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 1.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: