Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Georg Elpons

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 18.01.2016
1865 Alemanha / Berlim / Berlim
09.07.1939 Brasil / São Paulo / São Paulo

Natureza-Morta, 1920
Georg Elpons
Óleo sobre tela, c.i.d.

George Fisher Elpons (Berlim, Alemanha, 1865 - São Paulo, São Paulo, 1939). Pintor, professor. Realiza sua formação artística em Munique, Alemanha. Vem ao Brasil em 1912, e viaja para o Amazonas. Fixa residência em São Paulo, onde participa em 1913 da 2ª Exposição Brasileira de Belas Artes, no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo - Laosp, com t...

Texto

Abrir módulo

Biografia
George Fisher Elpons (Berlim, Alemanha, 1865 - São Paulo, São Paulo, 1939). Pintor, professor. Realiza sua formação artística em Munique, Alemanha. Vem ao Brasil em 1912, e viaja para o Amazonas. Fixa residência em São Paulo, onde participa em 1913 da 2ª Exposição Brasileira de Belas Artes, no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo - Laosp, com três quadros representando rosas. Em seu período no Brasil, o artista dedica-se principalmente a naturezas-mortas. Em 1914, funda um dos primeiros cursos de pintura em São Paulo, com Wasth Rodrigues (1891 - 1957). Dá aulas a importantes pintores modernistas brasileiros, como Tarsila do Amaral (1886 - 1973), Di Cavalcanti (1897 - 1976) e Anita Malfatti (1889 - 1964) e outros. Participa da Exposição de Pintores Alemães, em 1928, com uma paisagem da represa de Santo Amaro, uma das poucas composições do gênero realizadas por Elpons no Brasil. Em 1939, seus ex-alunos organizam uma homenagem aos 25 anos do curso de pintura implantado por ele.

Comentário Crítico
George Elpons destaca-se como professor de pintura e dá aula para importantes pintores modernistas brasileiros como Tarsila do Amaral (1886 - 1973), Di Cavalcanti (1897 - 1976) e Anita Malfatti (1889 - 1964), entre outros artistas interessados em sua linguagem, bastante inovadora para o cenário paulistano. Di Cavalcanti, por exemplo, afirma ter aprendido, com o artista, a apreciar a obra de Vincent van Gogh (1853 - 1890).

Na opinião da historiadora da arte Aracy Amaral, Elpons era um apaixonado pela matéria pictórica e pelo cromatismo, que parecem impressionar o pintor mais do que os efeitos de luz. Segundo a autora, ele havia ensinado a Tarsila o uso de cores puras, sem que fossem misturadas na paleta, ou a aplicação de várias cores na mesma pincelada.

Obras 3

Abrir módulo
Reprodução fotográfica Rômulo Fialdini

Natureza-Morta

Óleo sobre tela

Exposições 3

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 14

Abrir módulo
  • AMARAL, Aracy. Tarsila: sua obra e seu tempo. São Paulo: Perspectiva; São Paulo: Edusp, 1975. (Estudos, 33).
  • ARTE brasileira do século XX: Galeria Eliseu Visconti: pinturas e esculturas. Rio de Janeiro: MNBA, 1984.
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979.
  • BARDI, Pietro Maria. O modernismo no Brasil. São Paulo: Banco Sudameris, 1978. (Arte e Cultura, 1).
  • DEZENOVEVINTE: uma virada no século. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1986.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5). p. 111.
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • LOUZADA, Júlio. Artes plásticas Brasil 1987: seu mercado, seus leilões. São Paulo: Inter / Arte / Brasil, 1986. v. 2. xxxxxx
  • PINACOTECA do Estado - São Paulo. Apresentação Fábio Magalhães. Texto Aracy Amaral. Rio de Janeiro: FUNARTE; São Paulo: Secretaria Estadual de Cultura, 1982. (Museus brasileiros, 6).
  • REIS JÚNIOR, José Maria dos. História da pintura no Brasil. Prefácio Oswaldo Teixeira. São Paulo: Leia, 1944.
  • TARASANTCHI, Ruth Sprung. Pintores Paisagistas: São Paulo 1890 a 1920. São Paulo: Universidade de São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2002.
  • TARASANTCHI, Ruth Sprung. Pintores paisagistas em São Paulo (1890-1920).1986. 303 f. Tese (Doutorado) - Escola da Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, São Paulo, 1986. p.529. T759.09281 T177p v.2
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 1.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: