Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Marcel Gautherot

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 09.05.2018
14.07.1910 França / Ile de France / Paris
08.10.1996 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Reprodução fotográfica Romulo Fialdini/Itaú Cultural

Sítio Santo Antonio da Bica de Roberto Burle Marx
Marcel Gautherot
Matriz-negativo
Acervo Instituto Moreira Salles

Marcel André Félix Gautherot (Paris, França, 1910 - Rio de Janeiro, RJ, 1996). Fotógrafo. Realiza inicialmente estudos de arquitetura, passando depois a se dedicar à fotografia. Vem para o Brasil em 1940. O interesse pelo país fora despertado pela leitura do romance Jubiabá, de Jorge Amado (1912-2001). Após uma breve passagem pela região amazôni...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Marcel André Félix Gautherot (Paris, França, 1910 - Rio de Janeiro, RJ, 1996). Fotógrafo. Realiza inicialmente estudos de arquitetura, passando depois a se dedicar à fotografia. Vem para o Brasil em 1940. O interesse pelo país fora despertado pela leitura do romance Jubiabá, de Jorge Amado (1912-2001). Após uma breve passagem pela região amazônica, se fixa no Rio de Janeiro. Realiza trabalhos de documentação fotográfica para o recém-criado Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan). Aproxima-se de intelectuais e arquitetos brasileiros, com quem trabalha com frequencia, produzindo séries documentais sobre a nova arquitetura no Brasil. Nos anos 1940, viaja pelo Rio São Francisco, registrando os tipos humanos e as festas populares e religiosas com um olhar quase antropológico. Com o fotógrafo Pierre Verger (1902-1996), que conhece em Paris, realiza viagens pelo país, documentando, entre outros assuntos, a arquitetura colonial e moderna. Ao longo de sua carreira, colabora com revistas especializadas brasileiras e européias. Grande parte de sua produção é em preto-e-branco. Passa a utilizar também os filmes coloridos a partir da década de 1970. Nessa época, sua produção destina-se principalmente a livros editados no país e no exterior. É autor, entre outros, dos livros Pernambuco/Recife/Olinda, 1970, Congonhas do Campo, 1973, e Bahia, Rio São Francisco, Recôncavo e Salvador, 1995. Em 1999, o acervo de cerca de 25 mil imagens do fotógrafo é adquirido pelo Instituto Moreira Salles (IMS), no Rio de Janeiro.

Análise

O conhecimento especializado confere ao fotógrafo Marcel Gautherot sensibilidade para os melhores ângulos da arquitetura. Revela grande interesse pela ocorrência da luminosidade, que ao incidir sobre edifícios, destaca espaços e volumes. A visão da arquitetura é valorizada por sua integração à paisagem e pelo contraste desta com o céu. Depoimentos de contemporâneos revelam que Gautherot esperava horas pela melhor nuvem, para convertê-la em uma presença marcante na fotografia.

Na década de 1940, viaja pelo Rio São Francisco, percorrendo principalmente o Recôncavo Baiano. Retrata os tipos humanos com um olhar quase antropológico. Tem interesse especial por locais como a orla do mar e as margens de rios, onde fotografa a atividade da população humilde, o trabalho de lavadeiras, pescadores e barqueiros. Revela a espontaneidade das festas populares e religiosas, como a de Nosso Senhor dos Navegantes e do Senhor do Bonfim. 

Ao longo de sua carreira, colabora em revistas especializadas brasileiras, como Módulo e O Cruzeiro e em publicações européias, como L'Oeil e Connaissance des Arts. Grande parte de sua produção é em preto-e-branco. A partir da década de 1970, utiliza também os filmes coloridos. Nessa época, sua produção destina-se principalmente a livros editados no país e exterior.

Marcel Gautherot traça, com suas fotografias, um sensível retrato do povo brasileiro. Realiza um trabalho que ultrapassa a mera documentação fotográfica, conferindo às imagens uma atmosfera que aguça a imaginação do espectador. Deixa, assim, importante registro de manifestações culturais brasileiras, inovando também no registro do patrimônio arquitetônico do país.

Obras 27

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Exposições 42

Abrir módulo

Feiras de arte 5

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 8

Abrir módulo
  • CARBONCINI, Anna (Coord.). Coleção Pirelli/ MASP de Fotografias: v. 7. São Paulo: MASP, 1997.
  • CARBONCINI, Anna (Coord.). Coleção Pirelli/ MASP de Fotografias: v. 7. São Paulo: MASP, 1997. SPmasp cpirelli 1997
  • GAUTHEROT, Marcel. Bahia, Rio São Francisco, Recôncavo e Salvador. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995. 239 p., fotos, p&b. ISBN 85-209-0686-9. 770.981 G276b
  • GAUTHEROT, Marcel. Bahia, Rio São Francisco, Recôncavo e Salvador. Texto Lélia Coelho Frota. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995. 239 p., fotos, p&b.
  • GAUTHEROT, Marcel. O Brasil de Marcel Gautherot : fotografias. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2001. 151 p., il. p&b. ISBN 85-88707-05-8. 770.92 G276br
  • GAUTHEROT, Marcel. O Brasil de Marcel Gautherot: fotografias. Texto Augusto Carlos da Silva Telles, Ana Luiza Nobre, Lygia Segala, Rubens Fernandes Júnior. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2001. 151 p., il. p&b.
  • GAUTHEROT, Marcel. Retratos da Bahia : fotografias. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1996. 49 p., fotos p&b. 770.981 G276r
  • GAUTHEROT, Marcel. Retratos da Bahia: fotografias. Texto Lélia Coelho Frota. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1996. 49 p., fotos p&b.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: