Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Aurora

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 15.10.2020
1896
30.10.1959 Brasil / São Paulo / Franco da Rocha
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título
Aurora
Óleo sobre papelão
49,50 cm x 80,00 cm

Aurora Cursino dos Santos (s.l. ca.1896 – Franco da Rocha, São Paulo, 1959). Pintora. Na juventude, interessa-se por música, literatura e artes plásticas e tem aulas de pintura. Após um casamento malsucedido, vive na rua, prostituindo-se. Viaja para Portugal e, ao retornar, tenta trabalhar como empregada doméstica. Sem conseguir fixar-se num emp...

Texto

Abrir módulo

Aurora Cursino dos Santos (s.l. ca.1896 – Franco da Rocha, São Paulo, 1959). Pintora. Na juventude, interessa-se por música, literatura e artes plásticas e tem aulas de pintura. Após um casamento malsucedido, vive na rua, prostituindo-se. Viaja para Portugal e, ao retornar, tenta trabalhar como empregada doméstica. Sem conseguir fixar-se num emprego, volta para a rua, abrigando-se em albergues noturnos até ser internada no Hospital Psiquiátrico de Perdizes, em São Paulo, onde permanece por três anos. Em 1944, é transferida para o Hospital Psiquiátrico do Juqueri, em Franco da Rocha, São Paulo, com diagnósticos de “personalidade psicopática amoral” e “esquizofrenia parafrênica”. Na instituição, frequenta as oficinas de pintura e a Escola Livre de Artes Plásticas (Elap), dirigida por Osório Cesar (1895-1983). Nos ateliês da Elap, tem acompanhamento da artista Maria Leontina (1917-1984). Em 1948, seus trabalhos integram a 1ª Exposição de Arte do Hospital do Juqueri, organizada por Osório Cesar no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) e, três anos depois, a Exposição de Artistas Alienados, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP). Mantém sua produção plástica até 1958. Grande parte de seus trabalhos, cerca de 186 pinturas sobre papel-cartão, encontra-se no acervo do Museu Osório Cesar, fundado em 1985, no Complexo Hospitalar do Juqueri. Em 2000, suas pinturas são exibidas na Mostra do Redescobrimento, integrando a exposição Imagens do Inconsciente, ao lado de trabalhos de outros internos de hospitais psiquiátricos, como Arthur Bispo do Rosário (1911-1989), Adelina (1916-1984), Emygdio de Barros (1895-1986), Raphael (1912-1979) e Darcílio Lima (1944-1991).

 

Análise

Os trabalhos de Aurora Cursino dos Santos, desenvolvidos durante os 15 anos em que é interna do Hospital Psiquiátrico do Juqueri, não teriam existido sem a iniciativa de psiquiatras como Osório Cesar e Nise da Silveira (1905-1999), que valorizam a necessidade expressiva de doentes mentais. O livro de Cesar, A Expressão Artística nos Alienados (1929), é pioneiro nesse sentido. Nele, o autor acompanha sugestões de estudiosos como o psiquiatra alemão Hans Prinzhorn (1886-1933), que defendem que essa necessidade expressiva emerge do mesmo impulso criador presente na arte de povos primitivos, crianças e mesmo na arte moderna.

É esse tipo de abertura que se observa nas iniciativas de Osório Cesar na Seção de Artes Plásticas do Juqueri, de cujas oficinas e exposições Aurora participa. Comentando seus trabalhos, Cesar destaca um aspecto interessante do comportamento de Aurora: a verborragia e criação de neologismos sonoros, acompanhados de alucinações auditivas[1]. Isso aparece em suas pinturas na forma de inscrições de frases e nomes, associados a personagens figuradas. De caráter autobiográfico, os trabalhos refletem períodos transfigurados em um mundo imaginário e de alucinações, marcado pela incidência de temas sexuais, violência e crimes, trabalhados em pinceladas largas de cores vivas e contrastantes.

 

Nota

1. CESAR, Osório, Paisagem noturna. Apud FERRAZ, Maria Heloisa Corrêa de Toledo. Arte e loucura: limites do imprevisível. São Paulo: Lemos Editorial, 1998. p. 62-68.

Obras 3

Abrir módulo
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Óleo sobre papelão
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Óleo sobre papelão
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Sem Título

Óleo sobre papelão

Exposições 11

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 11

Abrir módulo
  • ARTE e loucura: limites do imprevisível: mostra dos pacientes do Hospital Juqueri. Apresentação de Ana Mae Barbosa. Textos de Maria Heloisa Corrêa de Toledo Ferraz e Osório Cesar. São Paulo: MAC/USP, 1987.
  • BIENAL INTERNACIONAL DE SÃO PAULO, 16.,1981, São Paulo, SP. Arte incomum. Curadoria Annateresa Fabris; tradução Laurence Patrick Hughes, Aldo Bocchini Neto. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1981.
  • Brasil: psicanálise e modernismo. curadoria Olívio Tavares de Araújo, Maria Ângela Gomes Moretzsohn, Leopold Nosek. São Paulo: MASP, 2000.
  • CESAR, Osório. A expressão artística nos alienados: contribuição para o estudo dos símbolos na arte. São Paulo: Officinas Graphicas do Hospital de Juquery, 1929.
  • FERRAZ, Maria Heloisa Corrêa de Toledo (curadoria). Juqueri: encontro com a arte. São Paulo: Sesc Pompéia, 1998. Não catalogado
  • FERRAZ, Maria Heloisa Corrêa de Toledo. A Escola Livre de Artes Plásticas do Juqueri. 1989. 237p. Tese (Doutorado) - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1989.
  • FERRAZ, Maria Heloisa Corrêa de Toledo. Arte e loucura: limites do imprevisível. São Paulo: Lemos Editorial, 1998.
  • MOSTRA DO REDESCOBRIMENTO, 2000, SÃO PAULO, SP. Imagens do inconsciente. Curadoria Nise da Silveira, Luiz Carlos Mello; tradução John Norman. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo: Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000.
  • MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA (SÃO PAULO, SP). ARTE e loucura, limites do imprevisível : mostra dos pacientes do Hospital Juqueri. São Paulo: MAC/USP, 1987. 28 p., il. p.b. color. SPmac 1987/a
  • NAME, Daniela. Bela trilha para os labirintos do inconsciente. O Globo, Rio de Janeiro, 18 de outubro de 2000.
  • SILVA, Jorge Anthonio e. Arthur Bispo do Rosário: arte e loucura. São Paulo: Quaisquer, 2003.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: