Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

August Off

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 06.03.2017
1838 Alemanha / Berlim / Berlim
04.09.1883 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Reprodução fotográfica José Ribamar Alves

Retrato de Mulher, 1876
August Off
Óleo sobre tela
39,00 cm x 53,30 cm

Auguste Off (Berlim, Alemanha 1838 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1883). Pintor, gravador, desenhista e professor. Inicia a formação artística em Paris, aportando no Brasil por volta de 1870. Inicialmente, vive e trabalha como professor em Cantagalo, interior do Rio de Janeiro. Provavelmente em 1879 muda-se para a capital. Contemporâneo de Al...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Auguste Off (Berlim, Alemanha 1838 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1883). Pintor, gravador, desenhista e professor. Inicia a formação artística em Paris, aportando no Brasil por volta de 1870. Inicialmente, vive e trabalha como professor em Cantagalo, interior do Rio de Janeiro. Provavelmente em 1879 muda-se para a capital. Contemporâneo de Almeida Júnior, Rodolfo Amoedo, Henrique Bernardelli, estuda na Academia Imperial de Belas Artes - Aiba e alcança reconhecimento como retratista de personalidades do meio político e social da corte. Funda uma oficina litográfica, associado a Karl Schmidt, em 1882. Morre aos 45 anos, vitimado pela varíola. Em 1884, suas obras são exibidas postumamente na 26ª Exposição Geral de Belas Artesno Rio de Janeiro. O Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, expõe as obras de Augsut Off na mostra Pintores Alemães no Brasil durante o Século XIX, realizada em 1989.

Análise

Pode-se tomar o Retrato de Cândida dos Santos Moreira Guimarães, 1881, como um exemplo da atividade de retratista de August Off. Nele, tudo concorre para destacar a pessoa retratada. Por um lado, a cor escolhida para o fundo é o marrom esverdeado, tom discreto e rebaixado que pouco atrai a atenção do espectador, assim como as pinceladas são homogêneas e pouco aparentes. Essas duas características do fundo conferem-lhe a função de simples contextualização visual, sem muitos significados, e contribuem com a intenção de Off de levar o observador a concentrar sua atenção no primeiro plano, ou seja, na imagem da pessoa retratada.

Por outro, ele emprega uma luz geral, homogênea e controlada, desprovida de qualquer carga dramática, que serve apenas para revelar a figura, iluminando-a com suavidade. Observa-se que, em relação à distribuição da luz, a figura encontra-se dividida em duas áreas escuras - roupa e cabelo - que servem para emoldurar a área mais clara e centralizada, composta de rosto, pescoço, mão, colarinho e punho. Dessa maneira, logra destacar e avolumar as partes do corpo mais expressivas - rosto, olhos, mão -, buscando tornar acessível ao observador algo da personalidade da retratada, que também poderia ser deduzida a partir da inclusão na pintura de detalhes temáticos tais como o penteado cuidadoso, o traje austero, o brinco, o camafeu, a alvura impecável do punho.

Obras 6

Abrir módulo

Exposições 7

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 7

Abrir módulo
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira: pintura e esculptura. Rio de Janeiro: H. Lombaerts & C., 1888. 254 p.
  • FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil de 1816-1916. Rio de Janeiro: Fontana, 1983.
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • PEIXOTO, Maria Elizabete Santos. Pintores alemães no Brasil durante o século XIX. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1989.
  • PFEIFFER, Wolfgang. Artistas alemães e o Brasil. São Paulo: Empresa das Artes, 1996.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: