Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Capinam

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
1791 Brasil / Bahia / Esplanada
1874 Brasil / Bahia / Salvador

A flagelação de Jesus, Segundo o Mistério Doloroso do Rosário, 0019
Capinam
Óleo sobre tela

BiografiaBento José Rufino Capinam (Salvador BA 1791 - idem 1874). Pintor e dourador. Após combater em conflitos decorrentes do processo de independência do Brasil, troca o sobrenome português Silva pelo nativista Capinam. Há poucas informações sobre sua vida, mas se sabe que é discípulo de Antônio Joaquim Franco Velasco (1780 - 1833) e bastante...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Bento José Rufino Capinam (Salvador BA 1791 - idem 1874). Pintor e dourador. Após combater em conflitos decorrentes do processo de independência do Brasil, troca o sobrenome português Silva pelo nativista Capinam. Há poucas informações sobre sua vida, mas se sabe que é discípulo de Antônio Joaquim Franco Velasco (1780 - 1833) e bastante ativo em Salvador, pintando sobretudo painéis religiosos. A tela A Morte do Pecador, na entrada da Igreja do Bonfim de Salvador, é atribuída a ele. Este trabalho faz par com outro, A Morte do Justo, pintado por seu filho, Tito Nicolau Capinam (1822 - 1876). São dele também cinco telas de cenas da vida de Cristo que se encontram no Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS/SP) .

Os comentadores atribuem-lhe outras obras, mas com algumas divergências. Por exemplo, os críticos Walmir Ayala e Carlos Cavalcanti dizem ser dele painéis da Igreja da Ajuda e da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, em Salvador. Afirmam ainda que, em 1826, ele tenta ser nomeado professor substituto em uma aula de desenho, mas é preterido por José Rodrigues Nunes (1800 - 1881) , também discípulo de Velasco.

Segundo a historiadora Marieta Alves, são de Capinam, além de telas e painéis da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, certos quadros da Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia. Em 1911, o historiador Manuel Querino atribui a Capinam a prática - inovadora na época - da litografia, embora não se tenha até hoje nenhuma comprovação disso.

Comentário Crítico
Capinam é ativo até o terceiro quartel do século XIX e, hoje, sua pintura se diferencia estilisticamente da produção do período em que atua. Comparando-o com outros pintores de seu tempo, como José Teófilo de Jesus (1758 - 1847) e Antônio Joaquim Franco Velasco (1780 - 1833) - mestre de Capinam -, sua pincelada parece menos desenvolta e suas figuras mais rígidas. Em alguns quadros, ele se mostra mais próximo da pintura colonial do que do neoclassicismo português, que chega à Bahia por intermédio dos pintores que lá vão estudar, como José Joaquim da Rocha (1737 - 1807) e Teófilo de Jesus (1758 - 1847).

Entretanto, o historiador Laudelino Freire o qualifica como conhecedor do desenho, enérgico e vigoroso em todos os gêneros de pintura1. Manoel Querino considera seu desenho seguro e seu estilo expressivo e pronunciado2. Na pintura da Santíssima Trindade, de 1849, que se encontra no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro (MNBA/RJ) , a composição procura dar a ideia de ascensão em turbilhão, graças às nuvens, à maneira como os anjos são envoltos por elas e à assimetria e variedade de posição dos anjos. É uma composição rococó marcada tanto pela elegância, como pela leveza das figuras e das cores claras.

Entretanto, no detalhe, vê-se certa desproporção dos corpos, sobretudo nas partes descobertas, desenhadas com menos correção. A pincelada também não acompanha o ritmo da composição, pois é tímida e não ressalta sua luz ou brilho. Apesar disso, o efeito geral da pintura é delicado e revela um pintor estudado.

Notas
 

1FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Fontana, 1983, p. 45.

2QUERINO, Manoel Raymundo. Artistas bahianos. Salvador: A Bahia, 1911, p. 72 - 73.

Obras 3

Abrir módulo

Exposições 1

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 14

Abrir módulo
  • ALVES, Marieta. Dicionário de Artistas e Artífices da Bahia. Salvador: Editora UFBA, 1976. 210 p.
  • BRAGA, Theodoro. Artistas pintores no Brasil. São Paulo: São Paulo Editora, 1942.
  • CAMPOFIORITO, Quirino. A pintura remanescente da Colônia: 1800 - 1830. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983. 65 p. (Coleção História da Pintura Brasileira, vol. 1).
  • CAMPOFIORITO, Quirino. História da pintura brasileira no século XIX. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil de 1816-1916. Rio de Janeiro: Fontana, 1983.
  • GULLAR, Ferreira (et. al). 150 anos de pintura no Brasil: 1820-1970. Rio de Janeiro: Colorama, 1989.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • OS PINTORES do Bonfim: Jesus Rei dos Homens. São Paulo: Pinacoteca do Estado de São Paulo, 1999. 40 p. [Exposição da série Tempos de sagrado: quatro séculos de arte Bahia - São Paulo].
  • OTT, Carlos. Noções sobre a procedência d´arte de pintura na província da Bahia: manuscrito da Biblioteca Nacional. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, n. 11, p. 197-224, 1947.
  • QUERINO, Manoel R. Artistas bahianos (indicações biographicas). Bahia: Officinas da Empreza “A Bahia”, 1911.
  • REIS JÚNIOR, José Maria dos. História da pintura no Brasil. Prefácio Oswaldo Teixeira. São Paulo: Leia, 1944.
  • RUBENS, Carlos. Pequena história das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Editora Nacional, 1941. (Brasiliana. Série 5ª: biblioteca pedagógica brasileira, 198).
  • VALLADARES, Clarival do Prado et al. Nordeste histórico e monumental. Salvador: Odebrecht, 1990. v. 4.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: