Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Alberto Martins

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
22.05.1958 Brasil / São Paulo / Santos

Sem Título
Alberto Martins
Xilogravura
94,30 cm x 64,00 cm

Alberto Alexandre Martins (Santos SP 1958). Gravador, escultor, escritor e poeta. É mestre em literatura brasileira pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo - FFLCH/USP. No início da década de 1980, cursa gravura com Evandro Carlos Jardim (1935) no Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicaçõ...

Texto

Abrir módulo

Biografia
Alberto Alexandre Martins (Santos SP 1958). Gravador, escultor, escritor e poeta. É mestre em literatura brasileira pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo - FFLCH/USP. No início da década de 1980, cursa gravura com Evandro Carlos Jardim (1935) no Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP. Em 1985, recebe bolsa de aperfeiçoamento da Capes/Fulbright, e estuda gravura em metal, xilogravura e história da arte no Pratt Graphics Center, em Nova York. Desde essa época, dedica-se à gravura em madeira, escultura e poesia, e atua como ilustrador. É autor dos livros Poemas (Duas Cidades, 1990) e Cais (Editora 34, 2002), ilustrados com gravuras de sua autoria. Dedica-se também à literatura infanto-juvenil e lança os livros Goeldi - História de Horizonte (Paulinas, 1995), pelo qual recebe o Prêmio Jabuti, e A Floresta e o Estrangeiro (Companhia das Letrinhas, 2000), poema realizado com base em guaches e aquarelas de Lasar Segall (1891 - 1957). Em 2000, conclui o doutorado em poéticas visuais pela ECA/USP com o trabalho intitulado Cais - um conjunto de desenhos, xilogravuras, esculturas e poemas que apresentam imagens realizadas com economia formal e constantemente retomadas: cascos de navios, barcos, guindastes, volumes e caixas, presentes na paisagem portuária de sua cidade natal.

Comentário Crítico
Na década de 1980, Alberto Martins realiza curso de gravura com Evandro Carlos Jardim na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP. Freqüenta, em 1985, um curso de artes no Pratt Graphics Center, em Nova York, com bolsa CAPES/ Fulbright. Desde essa época, dedica-se à gravura em madeira, à escultura e à poesia, atuando ainda como ilustrador. É autor dos livros Poemas (1990) e Cais (2002), ilustrados com gravuras de sua autoria. Como nota o poeta Antonio Fernando de Franceschi (1942), a expressão literária e a do artista plástico preservam sua autonomia, apesar de se impregnarem mutuamente. Em sua obra mais recente, o artista explora a carga afetiva que pode ser vinculada a um lugar ou a uma paisagem.

Na série de xilogravuras intitulada Cais (déc.1990), retoma um trecho da paisagem de Santos, São Paulo, sua cidade natal. São constantes os cascos de navios, guindastes, cargas e barcos, ícones recortados na paisagem portuária, trabalhados com economia gráfica, quase no limite da sugestão.

Já nas esculturas realizadas nos anos 1990, utiliza a geometria rigorosa e o corte abstrato. Posteriormente volta-se à representação de elementos recorrentes em suas gravuras. Sua produção escultórica mantém uma aproximação com a obra gráfica, destacando-se também pelo rigor da linha e pela concisão formal.

Obras 1

Abrir módulo

Exposições 34

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 22

Abrir módulo
  • 25º Salão Nacional de Arte de Belo Horizonte: edição do centenário 1997/1998. Belo Horizonte, 1998. 84p. il. color.
  • ALBERTO Martins : Cais; Ana Teixeira : [in] cômodo; Luiz Cesar Monken : Panos de chão. Santos : Pinacoteca Benedito Calixto, 2002.
  • ALBERTO Martins, Déborah Paiva e Teresa Viana : módulo II. São Paulo: Espaço Cultural Citibank, 1994. il. color. (poéticas paulistanas).
  • BIENAL NACIONAL DE SANTOS, 4., 1993, Santos, SP. 4ª Bienal Nacional de Santos: artes visuais. Santos: Prefeitura Municipal, 1993.
  • BONATO, Mirella (coord.). São Paulo Gravura Hoje. Curadoria Alex Gama, Renina Katz, Maria Bonomi. Rio de Janeiro: Funarte, 1999.
  • BRASIL Reflexão 97 - A Arte Contemporânea da Gravura. Tradução Alberto de Paula Santos; apresentação Cassio Taniguchi, Margarita Pericás Sansone, Nilza K. Procopiak; texto Uiara Bartira, Maria Alice Milliet. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1997. [98] p. il. p. b. color.
  • GRAVURA paulista. Curadoria Evandro Carlos Jardim. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1995.
  • GRAVURA: arte brasileira do século XX. São Paulo: Itaú Cultural: Cosac & Naify, 2000.
  • IMPRESSÕES paulistas. São Paulo: Galeria SESC Paulista, 1987. il. p. b.
  • MARTINS, Alberto. A floresta e o estrangeiro. São Paulo: Companhia das Letrinhas/Museu Lasar Segall, 2000.
  • MARTINS, Alberto. Cais. São Paulo : Ed. 34, 2002.
  • MARTINS, Alberto. Esculturas, relevos e gravuras. Apresentação Antonio Fernando De Franceschi. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 1996. folha dobrada il. color.
  • MARTINS, Alberto. Goeldi: história de horizonte. São Paulo: Paulinas, 1995. (Lua Nova. Série Olharte).
  • MARTINS, Alberto. Poemas. São Paulo, Duas Cidades, 1990.
  • MASSI, Augusto (org. ). Artes e ofícios da poesia. Apresentação Leda Tenório da Motta. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 1991. 326p., fotos p. b.
  • MOSTRA DE GRAVURA CIDADE DE CURITIBA, 6., 1984. VI Mostra de Gravura Cidade de Curitiba: 1984 - Pan-Americana. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1984.
  • MOSTRA DE GRAVURA CIDADE DE CURITIBA, 8., 1988. VIII Mostra de Gravura Cidade de Curitiba: 10 anos. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1988.
  • PANORAMA DE ARTE ATUAL BRASILEIRA, 1990, São Paulo, SP. Panorama de Arte Atual Brasileira 1990: papel - desenho, gravura, papel como meio, livro de artista. São Paulo: MAM, 1990.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 11. , 1989, Rio de Janeiro, RJ. 11º Salão Nacional de Artes Plásticas. Rio de Janeiro: Funarte, 1989.
  • VILLAÇA, Alcides. Viagem de trem. Ilustração Alberto Martins. São Paulo: Duas Cidades, 1988. 98p. il. p. b. (Claro enigma).
  • WISNIK, José Miguel (org. ). Recados da viagem: álbum-livro. São Paulo: Instituto Cultural Itaú, 1998. 54 p. il. p&b.
  • XILOGRAVURA: do cordel à galeria. São Paulo: Metrô, 1994.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: