Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Alina Okinaka

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 17.03.2017
10.08.1920
02.12.1991 Brasil / São Paulo / São Paulo
Alina Okinaka (Hokkaido Japão 1920 - São Paulo SP 1991). Pintora. Imigra para o Brasil em 1930, onde entre 1944 e 1948, estuda pintura, com Alfredo Oliani e Dario Mecatti, no Instituto de Belas-Artes Bom Pastor. Um ano depois, em 1949, trabalha na Cerâmica Tasca, com Flávio Shiró e Kenjiro Masuda e integra o Grupo 15 ou do Jacaré e o Grupo Seib...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Alina Okinaka (Hokkaido Japão 1920 - São Paulo SP 1991). Pintora. Imigra para o Brasil em 1930, onde entre 1944 e 1948, estuda pintura, com Alfredo Oliani e Dario Mecatti, no Instituto de Belas-Artes Bom Pastor. Um ano depois, em 1949, trabalha na Cerâmica Tasca, com Flávio Shiró e Kenjiro Masuda e integra o Grupo 15 ou do Jacaré e o Grupo Seibi; além de participar do Grupo Guanabara em 1959, todos em São Paulo.

Dentre as exposições de que participa, destacam-se: Salão Paulista de Arte Moderna, São Paulo, várias edições entre 1952 e 1957; Salão do Grupo Seibi, São Paulo, várias edições entre 1952 e 1970 (várias vezes premiada); Salão Nacional de Belas-Artes, Rio de Janeiro, 1953; Coletiva do Grupo Guanabara, São Paulo, 1953/1959; Salão Bunkyô, São Paulo, várias edições entre 1972 e 1987 (várias vezes premiada); Coletiva de Artistas Nikkeis do Brasil, na Odakyu Art Gallery, Tóquio, Japão, 1988.

Postumamente, suas obras figuram nas mostras: Retrospectiva Grupo Guanabara, no Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte, São Paulo, 1992; Alina e Massao Okinaka - Perenidade e Vida, na Pinacoteca do Estado de São Paulo, 1993; São Paulo: Visão dos Nipo-Brasileiros, no Museu Lasar Segall, São Paulo, 1998.

Exposições 22

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 6

Abrir módulo
  • ALINA e Massao Okinaka: perenidade e vida. Organizado por Aliança Cultural Brasil-Japão, São Paulo, SP. Texto de M. Cecília França Lourenço. São Paulo: Massao Ohno, 1993.
  • ALINA e Massao Okinaka: perenidade e vida: exposição retrospectiva. Apresentação de M. Cecília França Lourenço. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1993. Convite.
  • GRUPO Guanabara 1950-1959. Textos de Janeta Zaidman Charatz e Heloisa Maria Pinheiro de Abreu Meirelles. São Paulo: Renato Magalhães Gouvêa - Escritório de Arte, 1992.
  • JO SLAVIERO GALERIA DE ARTE. SLAVIERO, Josiane (coord.). Grupo Seibi. São Paulo: Escrituras, 1998.
  • LOURENÇO, Maria Cecília França (org.). São Paulo: visão dos nipo-brasileiros. Tradução Kiyomi Muramoto. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1998. 103 p.
  • PRIMAVERA. Apresentação de Tsuyoshi Mizumoto. São Paulo: Liberdade Garô Galeria de Arte, 1987.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: