Artigo da seção pessoas Alexandre Filho

Alexandre Filho

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deAlexandre Filho: 1932 Local de nascimento: (Brasil / Paraíba / Bananeiras)
Imagem representativa do artigo

Sereia com Tatu , 1977 , Alexandre Filho
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Biografia

Manuel Alexandre Filho (Bananeiras PB 1932). Pintor. Trabalha na lavoura até os 17 anos, não chegando a concluir o curso primário. Depois, como servente, caixeiro e operário. Muda-se para o Rio de Janeiro, onde começa a pintar autodidaticamente por volta de 1964. Começa a expor em 1968, no Rio de Janeiro. Alcança reconhecimento internacional, expondo em Paris, Madri e Lisboa. Em 1968 participa do Festival de Arte Negra, na Nigéria. Expõe também em Houston e Montevidéu. Anatole Jakovsky o inclui em seu livro Peintres Naifs em 1972 e Flávio de Aquino em Aspectos da Pintura Primitiva Brasileira em 1977. Nesse mesmo ano passa a figurar no Dicionário de Arte Brasileira de Roberto Pontual e no livro Provérbio de Pintores Naif de Max Furny. Por volta de 1975 volta a seu estado natal, residindo atualmente em Guarariba.

Outras informações de Alexandre Filho:

  • Outros nomes
    • Manuel Alexandre Filho
    • Manoel Alexandre Filho
  • Habilidades
    • Pintor
  • Relações de Alexandre Filho com outros artigos da enciclopédia:

Obras de Alexandre Filho: (1) obras disponíveis:

Exposições (23)

Artigo sobre 1ª Arte Atual Paraibana

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de início1ª Arte Atual Paraibana: 01-08-1988  |  Data de término | 31-08-1988
Resumo do artigo 1ª Arte Atual Paraibana:

Espaço Cultural de João Pessoa (João Pessoa, PB)

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (10)

  • DRÄNGER, Carlos (coord.). Pop Brasil: arte popular e o popular na arte. Curadoria Paulo Klein; tradução João Moris, Beatriz Karan Guimarães, Maurício Nogueira Silva; texto Paulo Klein, Jean Boghici, Ladi Biezus et al. São Paulo: CCBB, 2002. 130 p.  SPccbb 2002/pb
  • AQUINO, Flávio de. Aspectos da pintura primitiva brasileira = Aspects of Brazilian primitive painting. trad. Tradução de Richard Spock. Apresentação de Geraldo Edson de Andrade. Rio de Janeiro: Spala, 1978.
  • AYALA, Walmir (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1980. v.4: Q a Z. (Dicionários especializados, 5).
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997. R750.81 A973d 2.ed.
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Rio de Janeiro: Spala, 1992. 2v. R759.981 A973d v.1
  • BENTO, Antonio. Expressões da arte brasileira. Rio de Janeiro, Spala, s.d.
  • BRASIL: arte do Nordeste. Introdução de Artur Benevides. Editado por Paulo Lyra. Textos de Carlos de Lima et al. Rio de Janeiro: Spala, 1986.
  • FESTA de cores. Apresentação de Pietro Maria Bardi. São Paulo: MASP, 1975.
  • PINTORES populares y 3 grabadores de Brasil. Mexico: Instituto Nacional de Bellas Artes, 1980.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ALEXANDRE Filho. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa22253/alexandre-filho>. Acesso em: 19 de Nov. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7