Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Alberto Valença

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 29.12.2014
07.06.1890 Brasil / Bahia / Alagoinhas
21.08.1983 Brasil / Bahia / Salvador

Breviário, 1929
Alberto Valença
Óleo sobre tela
Coleção Estácio Gonzaga Filha (Salvador BA)

Alberto de Aguiar Pires Valença (Alagoinhas BA 1890 - Salvador BA 1983). Pintor e professor.  Estuda no Liceu de Artes e Ofícios (1905/1914) e na Escola de Belas Artes (1908 a 1914). A partir de 1913, passa a pintar em companhia de Presciliano Silva e a trabalhar como desenhista técnico em diversas empresas. Em 1920, participa do Grupo A Távola ...

Texto

Abrir módulo

Alberto de Aguiar Pires Valença (Alagoinhas BA 1890 - Salvador BA 1983). Pintor e professor.  Estuda no Liceu de Artes e Ofícios (1905/1914) e na Escola de Belas Artes (1908 a 1914). A partir de 1913, passa a pintar em companhia de Presciliano Silva e a trabalhar como desenhista técnico em diversas empresas. Em 1920, participa do Grupo A Távola e, em 1925, viaja como bolsista para Paris (França), onde estuda com Emile Bernard na Academia Julian até 1927. Em 1928, volta para Salvador e atua como professor no Colégio da Bahia até 1929. Entre 1931 e 1933, leciona desenho no Curso Freycinet e no Instituto Lafayete, no Rio de Janeiro. Em 1936, integra o Grupo ALA. Em 1940, torna-se consultor do Museu do Estado da Bahia. Em 1945 é contratado pela Empresa de Planejamento Urbano da Cidade de Salvador para desenhar uma série de casarios da Bahia Antiga. É membro da comissão julgadora do Salão Baiano em 1951 e 1956. Leciona na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), sendo efetivado como professor em 1950, e como Professor Catedrático, em 1951, aposentando-se em 1960. Em 1961, recebe o título de Professor Emérito da UFBA, a Medalha de Grau Acadêmico e a Gravata Comemorativa, tornando-se também membro da Academia Brasileira de Belas Artes. Em 1970, recebe o Prêmio Odorico Tavares. Abandona a pintura em 1973 devido ao problema de catarata. Ganha retrospectiva comemorativa dos seus 80 anos em 1970, no Museu de Arte Sacra da Bahia, em Salvador.

Obras 2

Abrir módulo

Exposições 4

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 6

Abrir módulo
  • BRASIL: arte do Nordeste. Rio de Janeiro: Spala, 1986.
  • DICIONÁRIO brasileiro de artistas plásticos. Organização Carlos Cavalcanti e Walmir Ayala. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1973-1980. 4v. (Dicionários especializados, 5).
  • EXPOSIÇÃO GERAL DE Belas Artes, 39. , Rio de Janeiro, 1933. Catálogo. Rio de Janeiro: Palácio das Belas Artes, 1933.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • VALLADARES, Clarival do Prado. Alberto Valença: um estudo biográfico e crítico. s.l.: s.e., 1980.
  • VALLADARES, Clarival do Prado. Nordeste histórico e monumental. Salvador: Fundação Emílio Odebrecht, 1982-.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: