Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Literatura

Ricardo Gonçalves

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 17.05.2017
08.08.1883 Brasil / São Paulo / São Paulo
11.10.1916 Brasil / São Paulo / São Paulo
Ricardo Mendes Gonçalves (São Paulo, São Paulo, 1883 - idem, 1916). Forma-se bacharel na Faculdade de Direito de São Paulo, em 1912, mas não exerce a advocacia. Na faculdade, conquista o primeiro lugar no concurso dos melhores trabalhos em prosa e verso, em 1905, enquanto Monteiro Lobato (1882-1948), de quem foi amigo, ganha em prosa. No ano seg...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Ricardo Mendes Gonçalves (São Paulo, São Paulo, 1883 - idem, 1916). Forma-se bacharel na Faculdade de Direito de São Paulo, em 1912, mas não exerce a advocacia. Na faculdade, conquista o primeiro lugar no concurso dos melhores trabalhos em prosa e verso, em 1905, enquanto Monteiro Lobato (1882-1948), de quem foi amigo, ganha em prosa. No ano seguinte é ferido à bala, no braço, quando participa de uma greve de ferroviários. Em 1909, defende tese socialista no Congresso de Estudantes, em São Paulo. Colabora em vários órgãos de imprensa, entre os quais Comércio de São Paulo e Estadinho. Em 1916, é eleito vereador da Câmara Municipal paulista. Seu único livro de poesia, Ipês, teve publicação póstuma em 1921. A obra, de estética parnasiana, está editada e prefaciada por Monteiro Lobato, que afirma sobre a poesia de Ricardo: "os versos que deixou - poucos, se medimos pelo tesouro de poesia em permanente irradiar que ele era - não denunciam o alinhavo da feitura, são como cristalizações naturais de sentimentos. Nenhuma tortura, nada de arranjos. A perfeição da simplicidade, inatingível pelo esforço consciente, era seu habitat - tão poeta nascera".

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: