Ordenação

Tipo de Verbete

Filtros

Áreas de Expressão
Artes Visuais
Cinema
Dança
Literatura
Música
Teatro

Período

Temas


Enciclopédia Itaú Cultural
Artes visuais

Rossini Perez

Por Editores da Enciclopédia Itaú Cultural
Última atualização: 06.01.2021
15.09.1931 Brasil / Rio Grande do Norte / Macaíba
18.03.2020 Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro
Reprodução fotográfica Romulo Fialdini

Palafitas, 1956
Rossini Perez
Linoleogravura, c.i.d.
24,00 cm x 28,50 cm

Rossini Quintas Perez (Macaíba, Rio Grande do Norte, 1931 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020). Gravador, pintor. Muda-se com a família, em 1940, para o Rio de Janeiro. Em 1951, freqüenta a Associação Brasileira de Desenho e tem aulas com o pintor Ado Malagoli (1906-1994). Em visita à 2ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1953, impressiona...

Texto

Abrir módulo

Biografia

Rossini Quintas Perez (Macaíba, Rio Grande do Norte, 1931 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020). Gravador, pintor. Muda-se com a família, em 1940, para o Rio de Janeiro. Em 1951, freqüenta a Associação Brasileira de Desenho e tem aulas com o pintor Ado Malagoli (1906-1994). Em visita à 2ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1953, impressiona-se com as gravuras de autoria de Edvard Munch (1863-1944) e decide se dedicar a essa técnica. No Rio de Janeiro, estuda na Escolinha de Arte do Brasil e é orientado por Oswaldo Goeldi (1895-1961). Por volta de 1952, é aluno de Iberê Camargo (1914-1994) e, em 1953, de Fayga Ostrower (1920-2001). No mesmo ano, participa da 1º Exposição Nacional de Arte Abstrata, no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, Rio de Janeiro. Na década de 1950, suas obras tratam de temas como os barcos, os morros e as favelas cariocas. Em 1959, é assistente de Johnny Friedlaender (1912-1992) no Ateliê de Gravura do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ), no qual leciona, desse ano até 1961. Aperfeiçoa-se em litografia na Rijksakademie, em Amsterdã, como bolsista, em 1962. Reside em Paris de 1962 a 1972. Ajuda a implantar uma oficina de gravura em metal na Ecole Nationale des Beaux-Arts [Escola Nacional de Belas Artes], em Dacar, Senegal, entre 1974 e 1975, e dá aulas nessa instituição em 1977 e 1978. De volta ao Brasil, é professor no Centro de Criatividade da Fundação Cultural do Distrito Federal, em Brasília, em 1978, e no Ateliê de Gravura do MAM/RJ, de 1983 a 1986.

Obras 7

Abrir módulo
Reprodução fotográfica João L. Musa/Itaú Cultural

Favelas

Água-forte e água-tinta
Reprodução fotográfica Antonio Caetano

Grande Novelo Florido

Relevo e água-tinta em cores sobre cobre e zinco recortado
Reprodução fotográfica Romulo Fialdini

Morro

Água-forte e água-tinta
Reprodução fotográfica Romulo Fialdini

Palafitas

Linoleogravura

Exposições 132

Abrir módulo

Fontes de pesquisa 15

Abrir módulo
  • 12 ARTISTAS brasileiros. Jerusalém: Belazel Museum Jerusalen, 1960. Folha dobrada.
  • 28 ARTISTAS do Acêrvo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo. Campo Grande: Associação Matogrossense de Artes, 1968.
  • GRAVURA brasileira hoje: depoimentos. Organização Heloisa Pires Ferreira e Maria Luisa Luz Távora; entrevistas Anna Bella Geiger, Emanoel Araújo, Fayga Ostrower, Lívio Abramo, Lotus Lobo, Roberto Magalhães, Rossini Perez. Rio de Janeiro: Oficina de gravura SESC-Tijuca, 1997. v.3.
  • GRAVURA moderna brasileira: acervo Museu Nacional de Belas Artes. Curadoria Rubem Grilo. Rio de Janeiro: Museu Nacional de Belas Artes, 1999.
  • GRAVURA: arte brasileira do século XX. São Paulo: Itaú Cultural: Cosac & Naify, 2000.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. A gravura brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Rio, 1965.
  • LOPES, Cinthia. Mestre da gravura, Rossini Perez morre aos 88 anos. Tribuna do Norte, Natal, 20 mar. 2020. Disponível em: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/mestre-da-gravura-rossini-perez-morre-aos-88-anos/475227. Acesso em: 08 abr. 2020.
  • MARTINS, Carlos (Coord.). Acervo gravura: doações recentes 1982/1984. Rio de Janeiro: Museu Nacional de Belas Artes, 1984.
  • MOSTRA DE GRAVURA CIDADE DE CURITIBA, 9., 1990. IX Mostra de Gravura Cidade de Curitiba. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1990.
  • MOSTRA RIO GRAVURA, 1999, Rio de Janeiro. Mostra Rio Gravura: catálogo geral dos eventos. Tradução Stephen Berg. Rio de Janeiro: Prefeitura Municipal, 1999.
  • Morre no Rio o potiguar Rossini Perez, um dos maiores nomes da gravura. Tribuna do Norte, Natal, 19 mar. 2020. Disponível em: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/morre-no-rio-o-potiguar-rossini-perez-um-dos-maiores-nomes-da-gravura/475158. Acesso em: 08 abr. 2020.
  • OS COLECIONADORES - Guita e José Mindlin: matrizes e gravuras. São Paulo: Centro Cultural FIESP, 1998. [64] p., il. color. PEREZ, Rossini; PINHEIRO, Maria Júlia Vieira (coord.) ; MACIEL FILHO, Luiz Anselmo (coord.). Trajetória 1954-1981. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 1999.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987.
  • POÉTICA da resistência: aspectos da gravura brasileira. Curadoria Armando Mattos, Denise Mattar, Marcus de Lontra Costa. Rio de Janeiro: MAM, 1994.
  • RODRIGUES, Marisa Pires. Entre palavras e imagens: o legado artístico de Rossini Perez. 2016. 193f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação). Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8299. Acesso em: 08 abr. 2020.

Como citar

Abrir módulo

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo: